Consultório Etimológico

Pergunta #670

Qual a origem da palavra esteira que costumamos usar na praia?

Resposta:

Daniele:
Veja abaixo…

Pergunta #669

origem da palavra esteira que costumamos usar na praia?

Resposta:

Daniele:
A “esteira” que usamos na praia vem do Espanhol ESTERA, que veio do Latim STOREA, que designava tanto o junco usado para fazer o objeto como ele próprio.

Pergunta #668

Nas caixas de textos (para colocar nossos dados) tem uma opção: foto ou figura. Anexei, então uma figura. Espero que chegue direitinho.
Esta figura é só uma terapia p/ o senhor não desanimar diante de tantos questionamentos!!!

Resposta:

Patrícia:
Gostei da figura. Traz ovimentação para o site.
E não desanimo com as perguntas, não; antes me sinto contente.
Gostaria de encorajar as leitoras (os marmanjos não!) a colocarem as suas fotos aqui.
Está na hora de eu receber algum prêmio!

Pergunta #667

Olá, professor.
Queria saber a origem da palavra “Caçador” e também das palavras:
“detetive” e “nômade”
Não se preocupe, não trabalho da Scotland Yard, ok?
Valeu!

Resposta:

Patrícia:
“Caçador” vem do Latim CAPTIARE, anteriormente CAPERE, “apossar-se, pegar, tomar, agarrar”. É o que o caçador faz com a sua presa.
“Detetive” vem do Latim DETECTUM, “desenterrado, descoberto, revelado”, do verbo DETEGERE, formado por DE-, partícula negativa, mais TEGERE, “cobrir, tapar”. Um bom detetive “descobre, tira a cobertura” dos fatos.
“Nômade” vem do Latim NOMAS, “grupos árabes errantes”. Em Grego era também NOMAS, “errante , vagante, sem destino aparente”, de NOMOS, “pasto”. A idéia era de que eles se delocavam aparentemente ao léu para encontrar pastagens para os seus animais.
Não me preocuparia se você trabalhasse para a Scotland Yard. Vantagens da consciência limpa…

Pergunta #666

Oláa!!!!
Noooosa, seu site tá a mil por hora, hein?!! Está se transformando num grande meio de pesquisa p/ nós. Parabéns!!
Bom, professor, chega de bajulação, né?
Bajulação… poderia me dizer qual a origem deste termo? Muito grata!
E também, por favor da palavra intercessão. Valeu!

Resposta:

Patrícia:
Fico feliz de saber que estou ajudando pesquisas. Sempre às ordens.
“Bajular”… será que você está “adulando para obter vantagens”?
Não; prefiro acreditar que você está sendo sincera.
Tal verbo vem do Latim BAIULUS, “carregador” que, por extensão, passou a significar “mensageiro, aquele que sustenta otra pessoa”.
“Intercessão” vem do Latim INTERCESSIO, “mediação, interposição”, de INTERCEDERE, formado por INTER, “entre”, mais CEDERE, “ir, deixar”.

Pergunta #665

Professor, qual a origem das palavras Azeitona, Azeite. e porquer estes não tem nomes derivados de “Oliveira”.
Obrigado.

Resposta:

Erivelton:
Você é um sujeito observador.
Isso se deve à invasão árabe na Peninsula Ibérica.
“Azeitona” e “azeite” vêm do Árabe, onde AZ-ZAYT era “essência, óleo” e AZ-ZAYTÛN era “azeitona, oliveira”, mas originalmente significando certa unidade de medida para líquidos.
Por outro lado, “oliveira” vem do Latim OLIVA, “azeitona, oliveira”, do Grego ELAIA, com o mesmo significado. Esta palavra teria vindo de um idioma do Mar Egeu com o significado de “óleo”.
Assim, essas palavras têm origens diferentes, sendo que, em nosso idioma, umas “pegaram” e outras não.
No Inglês, por exemplo, não há esses derivados de AZ-ZAYTÛN. Ali se usa OLIVE para “azeitona” e OIL para “azeite”, ambos derivados justamente do Grego ELAIO.

Pergunta #664

Olá, doutor. Hoje uma curiosidade que tenho há tempo: qual a origem da palavra [camerlengo] que designa o cardeal administrador do Vaticano no período entre o falecimento de um Papa e a posse de seu sucessor ?
Desejo-lhe uma ótima semana.

Resposta:

Lúcia:
Eu estava estranhando a sua ausência aqui no consultório.
“Camerlengo” vem do Italiano CAMERLINGO, que vem do Germânico KAMERLING,, derivado de CAMARA, “quarto”, pois a essa pessoa era dada a intimidade de contato com o Papa.
A palavra CAMARA, do Latim, vem do Grego KAMARA, que denotava inicialmente um aposento com teto em arco e gerou também a palavra “camarada”.
Ela deriva do Indo-Europeu KAM-, “dobrar, torcer”, que também deu o Grego KAMPÉ, “curvado”, com diversos derivados eruditos hoje.
Apareça mais seguido!

Pergunta #663

Dr. Alaúzo
Gostaria de saber a origem e significado das palavras

cooperação;
integração e
sucesso

Desde já agradeço
Maria Izabel

Resposta:

Maria Izabel:
Quanto ao significado, os dicionários comuns a ajudarão. Nosso site é voltado para as origens, e essas eu lhe passo – embora o simples conhecimento delas em geral já explique o significado.
“Cooperação” vem do Latim COOPERARI, “trabalhar junto”; é formado por CO-, “junto”, mais OPERARI, de OPERA, “esforço, trabalho”.
“Integração” também é do Latim. INTEGRARE era “tornar inteiro”, de INTEGER, “inteiro”. E esta palavra se forma de IN-, partícula negativa, mais a raíz de TANGERE, “tocar”. Assim, o significado original era “intato, não tocado ou modificado”.
No sentido de “juntar partes e formar um todo resultante”, é do início do século 19.
“Sucesso” vem do Latim SUCCESSUS, “avanço, resultado positivo, sucessão”, do verbo SUCCEDERE, “vir depois”. Este se forma de SUB-, “depois”, mais CEDERE, “ir, mover”.
O seu uso inicial depois do Latim se referia à sucessão real. O sentido de “obter um resultado desejado” se instalou depois.

Pergunta #662

gostaria de saber a origem da palavra discriminação e do ponto de vista etmologico, qual é o seu significado. obrigada

Resposta:

Luciana:
Essa palavra tem diversas acepções, como “tratar desigualmente”, “distinguir”, “fazer diferença”, “manter-se à parte”.
Ela vem do Latim DISCRIMINARE, “dividir”, de DISCRIMEN, “separação, intervalo, linha divisória”.
E esta palavra vem do verbo DISCERNERE, formado por DIS-. “fora”, mais CERNERE, “separar, distinguir, peneirar”.

Pergunta #661

Olá,Dr.Alaúzo!Aqui estou,novamente,pra lhe perguntar a origem do meu nome-Suzana.Um abraço!

Resposta:

Suzana:
Seu nome vem de épocas muito antigas; é o Hebreu SHUSHANNAH, de SHUS, “açucena, lírio branco”, e HANNAH, “graça”.
Ou seja, “lírio/açucena graciosa”.
Susana é personagem de um livro apócrifo da Bíblia, paradigma de castidade.
Houve pelo menos três santas com esse nome.
Já se vê que, se você quiser correspoder às origens do seu nome, você tem que ser muito comportada.

Pergunta #660

Caro Professor,

Gostaria de saber a origem da palavra APTIDÃO.

Agradeço desde já.

Resposta:

André Luiz:
“Aptidão” vem do Latim APTITUDO, “adequação”, de APTUS, “adequado, unido”, a partir do verbo APERE, “unir, atar a, juntar”.
Tais palavras vêm de uma base Indo-Européia AP-, “pegar, tomar, alcançar”.

Pergunta #659

Boa noite, Dr. Alaúzo.
Gostaria de saber a etimologia das seguintes palavras:
to pull-puxar;to push-empurrar.
Muito obrigada.

Resposta:

Maria Tereza:
Você anda lendo um texto em Inglês agora? Bom.
TO PULL vem do Inglês arcaico PULLIAN, de origem desconhecida além daí. Esse verbo queria dizer “colher, retirar”.
Uma palavra derivada que todos conhecemos, PULLOVER, foi criada em 1907.
Sugerimos que 2007 seja declarado “O Ano do Pulôver” pelo comércio de têxteis.
Já TO PUSH vem do Francês arcaico POULSER, que mais remotamente vem do Latim PELLERE, “empurrar, guiar, golpear”. O particípio passado deste verbo era PULSUS, que gerou palavras bem conhecidas para nós.
Desta forma, a primeira palavra tem origem germânica e a outra, latina.

Pergunta #658

Qual a origem e significado da palavra MODA?

Resposta:

Zélia:
Essa palavra vem do Francês MODE, do Latim MODUS, “maneira, jeito, padrão, medida, modo”. Seu significado era amplo.
Existiam as freses NULLO MODO, “de jeito nenhum” e OMNI MODO, “de qualquer maneira”.
Sua acepção em relação ao “jeito de vestir” parece vir do séc, XVII.
Há muitas palavras derivadas dela: modista, modelo, “démodé”, módulo, modelar.

Pergunta #657

Professor: com quantos crápulas se faz um partido? Qual a etimologia da palavra crápula? os anõezinhos do Google me informam:
Crap is
# obscene terms for feces
# bullshit: obscene words for unacceptable behavior; “I put up with a lot of bullshit from that jerk”; “what he said was mostly bull”
# stool: have a bowel movement; “The dog had made in the flower beds”
algo a ver?

Resposta:

Sr. Croquezz:
Oa anãozinhos do Google lhe mostraram uma tendência da palavra CRAP em Inglês, de ser usada para designar “restos, coisas inúteis, descartadas”, e que vem longinquamente do Latim CRAPPA, com o sentido de “sobras de grãos e palha depois do beneficiamento”.
Mas “crápula”, hoje querendo dizer “canalha, libertino, sem regra”, vem do Latim CRAPULA, “bebedeira”, que por sua vez é ligado ao Grego KRAIPALE, também “bebedeira”.

Pergunta #656

Gostaria de saber a origem da palavra associação.
Grato Rui

Resposta:

Rui:
Essa palavra vem do Latim ASSOCIARE, composta de AD, “junto”, mais SOCIARE, “juntar, unir, colocar em comum”.
SOCIUS era “o companheiro, o camarada”.
Os povos de língua inglesa chamam o que por aqui é conhecido como “futebol” de SOCCER porque, pelo fim do séc. 19, foi feita na Inglaterra uma liga de clubes que se dedicavam a esse esporte, a FOOTBALL ASSOCIATION. O nome que acabou pegando para tal variedade esportiva acabou vindo da segunda palavra.
O que eles chamam de FOOTBALL, é o que conhecemos por “futebol americano”.

Pergunta #655

“Estrelado” etimologista, gostei muito de saber o significado de Antares. Esta curiosidade nunca me ocorrera!
A perguntinha de hoje: de onde vem a palavra ′turíbulo′ que indica aquele potezinho cheio de correntes no qual se queima o incenso na cerimônias católicas? Em espanhol é botafumero, o que me parece mais apropriado.
Um abraço, Lúcia

Resposta:

Lúcia:
Acho que há muitas curiosidades para lhe ocorrerem ainda. Já pensou em qual a origem de estrelas com nomes bonitos como Betelgeuse, Bellatrix, Sírius?… E há um monte delas, algumas muito poéticas.
“Turíbulo” vem do Latim TUS, “incenso”, com um sufixo grego derivado de BALLEIN, “lançar, atirar”.
Este equipamento servia para lançar incenso no ar, um resquício das épocas pagãs em que as ofertas eram queimadas para poderem chegar às narinas dos deuses através da fumaça.
Consta que, nas igrejas antigas da Europa, os turíbulos eram muito grandes, com a finalidade de colocar suficiente substância aromática na atmosfera como para disfarçar o odor de muitos corpos mal banhados reunidos.
Palavras parentes dessa são TURICREMO, “aquele que queima incenso”, TURIFERÁRIO, “o que leva o turíbulo” (o mesmo que TURIBULÁRIO), TURIFICAR, “ofertar incenso”.
Obrigado por me falar do BOTAFUMERO, que eu não conhecia.

Pergunta #654

Olá! Gostaria de saber a origem do nome Aline. Muito obrigada!

Resposta:

Olá, Aline.
O seu nome é uma contração do nome ADELINE. E este é uma variante de ADALVINUS.
Por sua vez, este nome é germânico, ADALWIN, formado por ADAL, “de nobre estirpe”, e WIN, “amigo”.
Podia ser interpretado como “o nobre amigo” ou como “o amigo da nobreza”.

Pergunta #653

Dr.Alaúzo:
Aproveitando a oportunidade em que o RS rememora Erico Verissimo, pergunto qual a origem da palavra incidente, usada no título de seu belo livro Incidente em Antares.
Obrigada

Resposta:

Maria Tereza:
Tal palavra vem do Latim INCIDERE, de IN-, “sobre”, mais CADERE, “cair”, que queria dizer “cair sobre”, daí “acontecer, ocorrer”.
Atualmente, “incidente” tem a conotação de “acontecimento”, mas por um lado prejudicial, desagradável.
Aproveito o título do livro citado para aconselhá-la a olhar no céu a estrela ANTARES, da constelação do Escorpião. Ela é uma das constelações do inverno; em algum tempo, você não a encontrará mais por aí.
Ela é uma estrela avermelhada e se chama assim porque é a rival deo planeta Marte, da mesma cor: ANTI + ARES, “Marte” em Grego.
Como se vê, não apenas de palavras vive um etimologista; de estrelas ele também se alimenta.

Pergunta #652

Professor: O quiproquó do momento. O Valério diz que o Dirceu, o Huguinho, o Zezinho, o Luizinho, o Donald, o Pluto e o Mickey, todos sabiam do empréstimo. Menos o Pateta. A etimologia de Pateta, perdão, de quiproquó?

Resposta:

Sr. Croquezz:
De saída, digo que “pateta” vem de PATO, a ave palmípede, aqui tomada como sinônimo da tolice. Difícil explicar por que não a galinha ou o peru, em todo caso…
A palavra “qüiproquó” vem do Latim QUID PRO QUOD, “quem a favor de quem”, ou seja, uma situação em que todos correm como baratas tontas, sem saberem direito a que estão ali.
Essa palavra já foi vista grafada “quiprocó”, coisa de gente pouco afeita às leituras.

Pergunta #651

prezado DR.,já soube que está se preparando para responder minhas perguntas ′religiosas′! No entanto hoje a dupla perguntinha de hoje é sobre cores.
a)Por que a variedade de vocábulos para designar uma mesma cor : vermelho, encarnado em português; porém rouge em francês, rojo em espanhol,roig em catalão, rosso em italiano.
b)Por que em espanhol rojo corresponde ao nosso vermelho e púrpura ao nosso roxo? (ops! aqui tem uma ligação ′religiosa′ – os cardeais usam vermelho e os bispos roxo)
Um abraço, Lúcia

Resposta:

Lúcia:
Quem sou para responder a quem tem tanto estudo! Vou é ser seu consulente, isso sim.
Quanto às cores, é assim:
“Vermelho” é uma palavra que vem do Latim VERMICULUS, “vermezinho, pequeno animal”, porque o pigmento avermelhado podia ser retirado dos moluscos da Fenícia.
“Encarnado” é outra forma de descrever essa cor, pois é a cor da carne sangrenta. Aqui se cita uma cor pelo objeto que a apresenta, como “rosa” ou “salmão”.
Agora, “rouge”, “rojo”, “roig”, “rosso”, “red” – todas têm a mesma origem, RUDHIRA em Sânscrito, REUDH- em Indo-Europeu, através do Latim RUBEUS, relacionado a RUBER.
Em Espanhol, ROJO veio de RUBEUS, tal como o ROSSO italiano. Logo, o nicho para a cor vermelha com uma palavra com essas características estava ocupado. Tiveram que escolher “púrpura”, que é de origem semítica e veio do nome do tal molusco que fornecia o pigmento. Este era uma cor que podia variar entre extremos mais avermelhados e azulados, o que ajudou a fazer uma certa confusão nos nomes das cores.
Em Latim, por exemplo, a cor do sangue era descrita às vezes como PURPURA.
É interessante saber que a lista vermelha que existe na lateral das calças de uniformes militares em diversos países é um resquício da época em que a roupa púrpura era um sinal de elevada nobreza.
Também é bom lembrar que o apelido BARBARROXA não significava que o portador se dedicasse a pintá-la com essa cor; é uma tradução errada, com base fonética, do Italiano BARBAROSSA, “barba vermelha”.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!