Consultório Etimológico

Pergunta #453

pq nao respondeu minha pergunta??

Resposta:

Grazy:
A sua pergunta, a de nº 423, foi respondida. Depois disso não chegou mais nada de sua parte.
Quem sabe faltou apertar alguma tecla?
Faça-a de novo.
Devo acrescentar que minhas amigas ficaram muito atacadas com a sua foto, o que me divertiu muito. Pode mandar mais!

Pergunta #452

Ah! Eu fiz de novo! Perdão, professor. Memória não é o meu ponto forte, por isso eu costumo anotar todas as informações úteis que consigo, infelizmente deixo passar algumas às vezes.

Bem, tenho mais algumas palavras:


Confiança
Fidelidade

Linguagem
Paradigma
Paradoxo

Obrigado e até mais.

Resposta:

Filósofo:
Apesar do apelido que lhe pespeguei, você é um sujeito jovem. Não pode andar com a memória assim! Como não há remédio para a memória – ou não existiriam médicos esquecidos – você vai ter é que exercitá-la mais ainda.

“Fé”: do Latim FIDES, “confiança, fé”. “Fidelidade” evidentemente veio daí.
“Confiança”: também veio dessa palavra. CONFIDERE era formado por COM-, intensificativo, mais FIDARE, “acreditar, ter confiança”.
“Linguagem”: do Latim LINGUA, “língua (órgão), idioma”. A associação é evidente, pois é o órgão mais visível de articulação da fala. Na Latim alterado da Gália, formou-se LINGUATICUM, que passou a “Linguagem”.
“Paradigma”: do Grego PARADEIKNYNAI, “mostrar lado a lado”. A formação é PARA-, “ao lado”, e DEIKNYNAI, “mostrar”.
Quando mostramos duas coisas uma ao lado da outra, podemos compará-las e decidir qual servirá de exemplo.
“Paradoxo”: do Grego PARADOXON, “fora do que se espera”, de PARA-, “além”, neste caso, e DOKHEIN, “pensar”. Algo que está fora do esperado pelo pensamento convencional é um “Paradoxo”.

Pergunta #451

Olá,
gostaria muito dee agradedcer sua ajuda e compreesão, que me foram muito úteis. Muito obrigado. Agora falando da Ordem DeMolay, para ser mais exato, ele foi “assassinado”, num ato covarde, como herege em 18 de março de 1314, no qual Jacques DeMolay preferiu morrer a trair seus companheiros ou faltar com seu juramento. Seria uma honra para mim e meus irmãos se algum dia o senhor se fizer presente em uma cerimônia pública de nossa Ordem.

Atensiosamente,
Ricardo Koslowsky.

Resposta:

Ricardo:
Estou grato e muito honrado pelo convite. Falaremos por e-mail mais tarde.

Pergunta #450

Caro Dr. Alaúzo: Um de meus sonhos de infância – desde as leituras do Tesouro da Juventude – era poder observar a aurora boreal.Aproveitando essa lembrança,pergunto a origem da palavra AURORA e também de sua equivalente em inglês DAWN. Muito obrigada!

Resposta:

Maria Tereza:
Que bom, encontrar alguém que já se deliciou com essa coleção!
“Aurora”, para os antigos etimologistas vinha do Latim AURUM, “ouro”. Mas isto é da época ingênua de comparação de semelhanças. A palavra vem da raiz Indo-Européia AWES, “brilhar”. AURORA (EOS em Grego)era o nome de uma jovem deusa muito bonita, com dedos róseos, túnica alaranjada, levando nas mãos uma urna com o orvalho das madrugadas. Sua tarefa era abrir todas as manhãs os grandes portões celestes para a passagem do carro do sol.
O mundo não era muito mais bonito naquela época?
DAWN quer dizer o mesmo, e é tão diferente porque vem do Inglês antigo DAEG, “dia”, que formou DAGUNG, “tornar dia, amanhecer”. Mais tarde a palavra passou para DAWENYNG e perdeu o ING-, ficando na forma atual.
E “Boreal”? Mesmo que você não pergunte, digo que vem de BÓREAS, o Vento Norte para os Gregos.
A aurora austral é a mesma coisa e está mais perto daqui.

Pergunta #449

origem da palavra ” república de estudantes”

Resposta:

Gláucio:
Uma república é, ou deveria ser, uma forma de administração de um país decidida pelo povo.
Como, numa morada onde se concentram estudantes, o seu governo normalmente fica nas mãos deles, que estabelecem regras e administram a casa, por extensão se passou a aplicar o nome “república de estudantes”.

Pergunta #448

qual a origem das palavras area e perimetro

Resposta:

Letícia (ou Laetitia em Latim, “Alegria”):
“Área”: do Latim ARERE, “ser seco”. Indicava um piso elevado e depois passou a nomear as suas medidas em duas dimensões.
“Perímetro”: do Grego PERI-, “ao redor, fazendo a volta”, mais METRON, “medida”. Ou seja, “a medida ao redor”.

Pergunta #447

Queria saber a origem de 5 palavras: oftalmologia, astigmatismo, córnea, hipermetropia e esclerótica. Desde de já, obrigado!

Resposta:

Arthur:
Você pretende publicar um livro sobre problemas oculares?
“Oftalmologia”: do Grego OPHTALMÓS, “olho” mais LOGEÍA, “tratado”.
“Astigmatismo”: do Grego STIGMA, “marca” (aqui significando defeito numa lente) mais ISMOS-, “estado, condição”.
“Córnea”: do Latim CORNEUS, “feito de chifre”. Este material, cortado em lâminas finas, foi por um bom tempo o que havia de mais próximo de matéria transparente ao alcance da maioria.
“Hipermetropia”: do Grego HYPER, “acima, excessivo” mais METRON, “medida”, mais OPS, também “olho”.
“Esclerótica”: do Grego SKLEROUN, “endurecer”.

Pergunta #446

Olá,
gostaria de saber as origens de algumas palavras que estão presentes nas cerimônias da Ordedm DeMolay (não sei se o Senhor conhece), a Ordem DeMolay é uma organização para jovens entre 12 e 21 anos patrocinada pela Maçonaria, nas Cerimônias da Ordem quase tudo o que falamos e fazemos tem um significado simbólico e histórico muito interessante. Bom para não tomar muito seu tempo vou ir direto ao assunto. As palavras são:

-Amor
-Filial(no sentido de filhos)
-Refêrencia
-Sagrado
-Cortesia
-Companheirismo
-Fidelidade
-Pureza
-Patriotismo
-Honra

Muito obrigado desde já.
Atensiosamente,
Ricardo Koslowsky

Resposta:

Ricardo:
Já ouvi falar na Ordem, nomeada assim em honra de Jacques DeMolay, o último Grão-Mestre dos Templários, queimado em 1314. Vamos dar uma olhada nas etimologias:
“Amor”: em Latim era AMOR e deriva da mesma raiz que a palavra MATER, “mãe”.
“Filial”, juntamente com “Fêmea” vem da palavra latina FELARE, “sugar, mamar”. FEMINA era quem amamentava; FILIUS/FILIA, “filho/filha”, quem era amamentado.
“Referência”: do Latim REFERRE, formado por RE-, “de novo”, mais FERRE, “portar, levar” (em Grego, PHEREIN). “Referir-se” a algo é “levar de volta” a esse assunto.
“Sagrado”: do Latim SACER, “dedicado aos deuses, consagrado”.
“Cortesia”: em Latim se formou a palavra COHORS, “local fechado”, de CO-, “junto” mais HORS, “jardim”. A idéia de um local fechado como pertencente a um soberano fez com que a sua sede de governo fosse chamada de “Corte”. Como a conduta deveria ser refinada junto a personagens de elevada posição, as boas maneiras entre as pessoas acabaram chamadas de “Cortesia”.
“Companheirismo”: do Latim COMPANIO, de COM-, “junto”, mais PANIS, “pão”. O pão só era repartido entre pessoas que se gostassem, que tivesse mútua confiança.
“Fidelidade”: do Latim FIDES, “confiança, fé”.
“Pureza”: vem do Grego PYR, “fogo”, pois passar pelas chamas era uma forma consagrada de purificar.
“Patriotismo”: do Grego PATRIS, “pai”. Em nosso idioma falamos na “Pátria Mãe”, mas nos idiomas germânicos se fala na FATHERLAND (Inglês, “terra paterna”), VATERLAND (Alemão, idem).
“Honra”: do Latim HONOR.
É bom ver que alguém pertence a uma organização que reverencie esses valores.

Pergunta #445

Por favor, gostaria de saber a origem das palavras ′solo” e “mosaico”. obrigada.

Resposta:

Fátima:
“Solo” vem do Latim SOLUS, “desacompanhado, sozinho”. Um “vôo solo” é o que o candidato a piloto faz sem instrutor. Uma “solo” em música é aquela parte dela feita sem acompanhamento.
“Mosaico” ou é um adjetivo referente a Moisés, o do Antigo Testamento.
Ou, mais freqüentemente, um trabalho feito de peças coladas que tem origem, de modo um tanto obscuro, no Grego MOUSA, “Musas”.
Se quiser saber mais sobre estas, abra nossa seção “Assunto do Dia” no livrinho azul ali em cima da página e vá até à lista de seções passadas, bem abaixo da seção. Entre numa das chamadas “Os Deuses Antigos em Nossa Vida” que ali se fala sobre as Musas.

Pergunta #444

Ae, sera que vc poderia me falar a origem da palavra Berilio , o mais rapido possivel…bom,Falow

Resposta:

Maurício:
O nome do elemento Berílio se origina do Grego BERYLLOS, através do Latim BERILLUS, “pedra preciosa esverdeada”.

Pergunta #443

Bem que percebi que o site ficara fora do ar por um tempo, mas achei que fosse um contra-tempo do servidor, pelo menos tudo voltou ao normal, ainda bem. Bem, muito obrigado pelos esclarecimentos, foram muito úteis. Para um melhor aproveitamento deste post, só por curiosidade, qual a etimologia da palavra “história”?

Até mais.

Resposta:

Filósofo:
Achamos que fomos vítimas de um conluio das Forças da Escuridão, não de problemas do servidor. Vamos colocar o Detetive X-8 na pista dos bandidos.
Quanto à palavra “História”, sugiro que você dê uma chegada na pergunta nº 418, de um apreciado paciente nosso, que ela já foi respondida ali.

Pergunta #442

Olá, professor, continuando a estudar, obtive novas dúvidas. Tem algumas coisas que me ficaram confusas e preciso da sua ajuda por favor, eu sei que algumas vão parecer repetidas, mas eu preciso deste esclarecimento. As palavras são:

Arte
Tecnica
Tecnologia

Saber
Erudição
Ciência

Ideologia
Idéia
Ideal

Muito agradecido.

Resposta:

Filósofo:
Depois de um prejuízo causado pela cyberbandidagem, retomamos nosso labor.
Vou-lhe falar sobre as origens dsa palavras, como você sabe, já que o caso do site não são os significados.
“Arte”: de uma palavra Indo-Européia AR-, “unir, juntar, fazer encaixe”. Unir com harmonia resulta em arte.
“Técnica”: do Grego TEKHNÉ, “arte, manufatura”.
“Tecnologia”: deriva da palavra logo acima.
“Saber”: do Latim SAPERE, que originalmente queria dizer “sentir gosto” e que originou “Sabor”. A comparação é interessante: precisamos “sentir o gosto”, isto é, chegar perto, lidar, introjetar algo, para conhecer de que se trata.
“Erudição”: a construção desta palavra é muito bonita. Vem do Latim E-, EX-, “fora” e RUDIS, “grosseiro, rude”. Logo, um erudito é aquele que saiu fora da rudeza.
“Ciência”: do Latim SCIENTIA, derivado de SCIRE, “saber”.
“Ideologia” e “Ideal” vêm de “Idéia”, que em Grego era EIDEA, “figura, forma, concepção”. Desta palavra se fez também EÍDOLON, “imagem de divindade”, o nosso “Ídolo”.

Pergunta #441

muito obrigada, estava mesmo preciso desta resposta. Obrigada

Resposta:

Karina:
Encantados em ajudar. \sempre às ordens.

Pergunta #440

POR FAVOR EU GOSTRIA DE SABER A ORIGEM DA PALVRA MÃE, POR FAVOR ME RESPONDAM COM URGÊNCIA, POIS PRECISO DESTA RESPOSTA AINDA HOJE.
TCHAU, OBRIGADA.

Resposta:

Karina:
Nossa, que urgência!
Mas vamos lá:
Parece que o mais remoto que se sabe é sua origem no Sânscrito MATR. Em Grego é MÉTER, em Latim MATER, em Germânico MUTTER.
O significado é o mesmo sempre: o mais próximo ascendente feminino de uma pessoa.

Pergunta #439

Professor gostria muito de saber a origem da palavra CANEDO

Resposta:

Erivelton:
Acho que você quer saber a origem do sobrenome Canedo, estou certo?
Ele vem da Espanha, onde há uma vila com esse nome na região de León.
Permita-me uma pergunta: ao tirar essa foto você estava meio assustado ou você é sempre assim?

Pergunta #438

qual a origem da palavra VATICANO?

Resposta:

Franci:
VATICANO é o nome do palácio do Papa, assim chamado por se situar no VATICANUS MONS, (Colina Vaticana). O nome vem do fato de que ali se reuniam, em épocas pré-cristãs, os VATICINATORES, ou pessoas que vaticinavam, isto é, previam o futuro.
Hoje o nome se estendeu ao Estado Papal dentro da cidade de Roma.

Pergunta #437

Qual a origem da palavra chinelo?

Resposta:

Adriana:
Trata-se de um tipo de calçado sem salto, chato, portanto. Da palavra PLANUM os romanos fizeram PLANELLUM, diminutivo, e daí veio a nossa palavra.

Pergunta #436

Professor: deparei-me com a expressão “tiragem de cruata”. Tiragem eu sei o que é, mas cruata? O Aurelião resmungou ′Verbete Inexistente…′
Grata.

Resposta:

Prezada Val:
Realmente, uma pesquisa mais apurada em extensão e profundidade não mostra esta palavra. Quase certamente haja um erro de grafia. Não se trataria das palavras “croata” ou “cloaca”?
Mas tirar um croata ou uma cloaca do seu lugar devem ser processos complicados.

Pergunta #435

Olá,
gostaria de saber a origem da palavra CARONA, de que país vem, se é considerada uma gíria etc.
Aguardo uma resposta!

Resposta:

Bruna:
Não, essa palavra não é gíria.
Originalmente era uma peça de tecido ou couro que se colocava sobre o lombo do cavalo.
A origem é o Latim CARO, “carne”, pois quando uma pessoa, em situações especiais, era levada por outra a cavalo, acomodava-se sobre a “Carona”.
E, já que ela não se sentava sobre a sela, considerava-se que ela estava colocada sobre a “carne” do animal.
A origem mais próxima talvez seja do Provençal, com a expresão A CARON.

Pergunta #434

Ouvindo a OSPA tocar a bela Rapsódia sobre tema de Paganini de Rachmaninoff,me veio à mente a pergunta:qual a origem da palavra rapsódia? Muito obrigada.

Resposta:

Maria Tereza:
Ah, tinha que ser esta alma de artista a fazer uma pergunta a partir de fato tão elevado!
Pois “Rapsódia” era uma música cantada por um RAPSODO. E esta palavra, em Grego, vem de RÁPTO, “alinhavar, costurar” mais ODEÍON, “poesia feita para ser cantada”, “canção”.
Então, veja só que bonito: um Rapsodo era o sujeito que “costurava” canções.
Quer algo mais poético e expressivo?

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!