Metáfora de “Sublime”

Observei uma resposta dada a uma pessoa que perguntou a etimologia da palavra “Sublime” e observei essa resposta: “Ela deriva do Latim SUBLIMIS, “elevado, alto, nobre”, de SUB, “abaixo”, mais possivelmente LIMEN, “lintel, parte alta de uma porta”, através da metáfora de estar num lugar baixo contemplando sua parte superior.” Pesquisei em outras fontes e encontrei que “O termo sublime (do latim sublimis, “que se eleva” ou “que se sustenta no ar” [1][2]) entrou em uso no século XVIII, para indicar uma nova categoria estética, que se distinguia do belo e do pitoresco.” Esse “entrar em uso” é referente ao surgimento da palavra ou a popularização dela? Muito provavelmente vocês não terão como saber, mas eu interpretei a metáfora de outra maneira.

O sublime para mim soa como o “espaço negativo” em japonês, que, na perspectiva que tanto uma porta quanto uma janela possuem o lintel, o que seria observado seria a paisagem, o que está além da técnica empregada para que se observe a arte.

Não é, nem uma pergunta, de fato, é uma conversa.

Parabéns pelo site.

Resposta:

Não temos mesmo como saber É uma dúvida razoável.

Mas é bom conversar neste nível.

Agradecemos o elogio, esperamos voltar ao normal o mais cedo possível.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!