Assunto da Edição

INVESTIGANDO CRIMES [Edição 114]

  Houve época em que descobrir a autoria de um crime dependia fortemente de testemunhos e confissões. Por muito tempo, a Justiça acabava sendo feita após processos em que predominava a má intenção dos falsos testemunhos ou a tortura, que levava a pessoa a dizer qualquer coisa para interromper as barbaridades a que era submetida. leia mais

REPUTAÇÕES QUE VÃO PARA O BREJO [Edição 114]

  Há situações em que uma empresa, instituição ou pessoa decai no conceito que tem em suas relações. Isso pode acarretar prejuízos de diversa ordem, às vezes de difícil recuperação. Temos diversas palavras para expressar essa situação, cujas origens veremos a seguir.   REPUTAÇÃO –  custosa de obter, pode ser destruída num instante. Ela pode leia mais

TEIMOSIA [Edição 112]

  Não é raro resolvermos ir contra o bom senso (principalmente o alheio) e resolvermos manter nossa posição de forma firme e obstinada. Vamos hoje ver as origens das palavras usadas para descrever essa tendência.   TEIMA, TEIMOSIA –  do Latim thema, “assunto, argumento, tese”, do Grego thema, “o que se propõe”, literalmente “algo estabelecido”, leia mais

DECLÍNIO [Edição 111]

  Muitas vezes uma instituição ou pessoa, depois de uma época de fastígio, apresenta uma diminuição das suas características positivas, seja por quais razões for. Isso é tão comum que muitas palavras são usadas para descrever a situação. Vamos olhar as suas origens.   DECLÍNIO  –  do Latim declinare, “abaixar, desviar, evitar”, de de-, indicando leia mais

MAQUINAÇÕES [Edição 110]

  O ato de tramar, de urdir algo contra uma pessoa ou instituição é antigo como as cavernas. Tanto que existem numerosas palavras usadas para os seus diversos aspectos. Vejamos:   ENGENDRAR –  do Latim ingenerare, “implantar, produzir”,  formada por in, “em”, mais generare, “gerar, criar, dar à luz”.   TRAMAR –  do Latim trama, leia mais

ENCERRAMENTOS [Edição 109]

  Nossas atividades têm sempre um começo, por mais que às vezes sejamos preguiçosos demais para levá-las a um fim. Mas, quando elas são concluídas, seja de forma positiva, seja negativa, para expressar isso foram cunhadas diversas palavras, cuja origem vamos tentar descobrir.   CONCLUSÃO – veio do Latim concludere, “fechar, cercar”, formada por com, leia mais

PREGUIÇA [Edição 109]

  A preguiça é um dom espalhado entre diversas espécies, atingindo um grau supremo de refinamento na nossa. Às vezes ela é justa, causada por um excesso de trabalho; mas em geral ela tem uma vida própria e surge mesmo quando estamos descansados. Ela e outras de significado parecido terão as origens dissecadas neste artigo, leia mais

PRÉDIOS PÚBLICOS [Edição 108]

  Os aglomerados urbanos apresentam, conforme o seu tamanho, diversas construções que servem a atividades que se fazem necessárias para o desenrolar da vida em conjunto. Elas podem ser aquelas indispensáveis à alimentação das pessoas, à administração da cidade, aos esportes, cultura, vida religiosa e muitas mais. Hoje aprenderemos algo sobre os nomes de suas leia mais

PREPOSIÇÕES [Edição 106]

Palavras: a , ante , após , até , com , contra , de , desde , em , entre , para , perante , por , sem , sob , sobre , trás

  Uma preposição é uma palavra invariável que conecta elementos de uma frase e determina entre eles uma relação. As preposições eram usadas já no Latim, pois o fato de serem as palavras declinadas (terem a última sílaba diferente conforme o caso) nem sempre era o bastante para expressar adequadamente as expressões sintáticas com toda leia mais

MARAVILHANDO-SE [Edição 105]

  O ser humano gosta de se espantar, de se maravilhar, de ter uma sensação de assombro perante atos ou coisas fora do comum, como uma sinfonia, um palácio, uma bela paisagem. Gosta tanto que inventou diversas palavras para expressar esse sentimento. Vamos ver as suas origens.   ADMIRÁVEL –  vem do Latim ad-, “junto, leia mais

SUPERMERCADOS [Edição 104]

  Na vida moderna, os supermercados são estabelecimentos difíceis de dispensar, já que ali se pode encontrar com conforto a maioria do material necessário para a vida doméstica num único endereço. Vamos então ver qual a origem de diversas palavras que nomeiam o seu conteúdo e seus setores.   SUPERMERCADO –  a ideia inicial foi leia mais

DESALINHADOS [Edição 103]

  Todos os dias nos deparamos com alguma coisa desalinhada, em desordem, desgrenhada –  enfim, fora dos parâmetros desejáveis para a vida social. Para todas existe uma palavra, naturalmente, cujas origens vamos esmiuçar neste artigo.   DESALINHO –  forma-se pelo prefixo des, indicando oposição, mais linha. E esta palavra vem do Latim linea, “corda, linha, leia mais

POMPA E CIRCUNSTÂNCIA [Edição 102]

  Há momentos em que países ou instituições se promovem aparatos magnificentes, faustosos, de esplendor, para celebrar determinada data ou ocasião. Para isso, eles providenciam desfiles, tocam música, seguem normas de cerimônia. É sobre as origens de palavras correlatas que nos debruçaremos agora.     POMPA –  deriva do Latim pompa, “procissão, pompa”, do Grego leia mais

ESPERTOS DE VÁRIO TIPO [Edição 101]

  É impossível passar a vida sem testemunhar ou ser vítima de alguém que tenta nos ludibriar ou agir de forma incorreta de algum modo, tentando tirar vantagens indevidas. Essas pessoas recebem uma porção de qualificativos, cujas origens vamos avaliar agora.   ARDILOSO – é o sujeito que trata de iludir, de enganar outrem por leia mais

ASNEIRAS [Edição 100]

  Infinita é a capacidade de nossa espécie de cometer atos tolos, ineptos, sem razão e sem lógica. Eles têm diversos nomes, de alguns dos quais vamos analisar as origens.   ASNEIRA  –  vem de asno mais –eira, do Latim arius, um sufixo formador de adjetivos. E asno é do Latim asinus, “asno”, de provável leia mais

MAUS TRATOS [Edição 99]

  Um péssimo hábito de nossa espécie é tratar mal os outros. Seja por pura maldade, arrogância, cobiça ou mesmo por uma distorção mental, essas ocorrências são coisa de todo dia em nosso planeta. Enquanto não conseguirmos eliminar essa conduta tão desagradável, vamos nos conformar com estudar as palavras usadas para descrevê-la.   MALTRATAR  –  leia mais

FUROS, FRESTAS, FRINCHAS [Edição 98]

    Vivemos topando com soluções de continuidade nos materiais de nosso dia-a-dia, sejam elas rachaduras numa parede ou um furo de cupim na folha de um livro. Elas têm diversos nomes em nosso idioma, cada um com sua origem.   FURO  –  do Latim forare, “furar”. E este por sua vez veio do Indo-Europeu leia mais

MIUDEZAS [Edição 96]

  A todo momento nós temos que lidar com fatos e coisas que não constituem maior problema mas que recheiam nossa existência, para bem ou para mal. É o mosquito que zune em nossos ouvidos quando desejamos dormir em paz, é o chaveiro que não sabemos onde se encontra, é o spam ou o folheto leia mais

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!