Assunto da Edição

Contas [Edição 37]

Dificilmente um ser humano se vê livre de fazer alguns cálculos, desde a luta do operário para fazer o mês caber no dinheiro (ou vice-versa) até o pastor que precisa contar as suas ovelhas ao voltar para casa antes que caia a noite. Dá para imaginar, portanto, que precisemos de numerosas palavras para designar tantas leia mais

Atividades Culinárias [Edição 36]

Quando uma pessoa que sabe cozinhar se dedica a esses trabalhos, executa diversas manobras essenciais para a produção de um prato. Cada uma delas tem lá seu nome, que muitas vezes começou numa caverna enfumaçada, enquanto nossos antepassados esperavam que ficasse pronta a perna de mamute para uma bela refeição regada a água cristalina do leia mais

O Diabo [Edição 35]

Todos nós, acreditando ou não, sabemos que a maioria dos sistemas religiosos apontam para a existência de algum tipo de ser maligno, que se opõe

OCULTOS [Edição 34]

Desde seu início, a Humanidade tem escondido coisas. De pequenos fatos a situações comprometedoras e tesouros, o ser humano tem demonstrado um talento enorme para ocultar o que não quer que os outros saibam. Uma prova desta tese é o número de palavras relacionadas a esta atividade. OCULTAR – vem do Latim occulere, “cobrir, disfarçar, leia mais

Acentos, Etc. [Edição 33]

Existe, na maioria dos idiomas, uma série de sinais que são usados para facilitar a escrita e a leitura. Eles têm o poder de modificar o valor de uma letra e são chamados de sinais diacríticos. Em nosso idioma, eles compreendem os acentos e os sinais que conhecemos por cedilha, til e trema. Como é leia mais

Esportes [Edição 32]

Este é um assunto que mobiliza uma quantidade enorme de pessoas mundo afora. O interesse pelas competições esportivas nunca tem fim, e um público ávido faz a alegria de boa parte da imprensa, bem como da indústria e do comércio. Logo, está na hora de se lidar com as origens de alguns nomes bem conhecidos leia mais

Os Desafetos [Edição 31]

  Para essa gentinha, nosso idioma tem uma série de epítetos que expressam nosso sentimento de desagrado. Foi lá pelo século 14 que affectio passou de simples “disposição” para “disposição favorável,amorosa, em relação a alguém”. Tal palavra se originou, parece, de bronco, “áspero, grosseiro, sem suavidade ou refinamento”, do Latim bruncus, “cepo”, que veio por leia mais

Cartas [Edição 30]

Não  faz muito tempo que os habitantes de cidades maiores escreviam cartas para amigos dentro da mesma cidade, até porque os telefones eram escassos. Naturalmente,essa necessidade se expressou em diversas palavras, algumas das quais vamos estudar. CARTA – vem do Latim charta , “folha para escrita, tablete”, do Grego khartes, “folha de papiro”, provavelmente de leia mais

Geometria [Edição 29]

Você se lembra de quando lidava com Geometria na aula? Não lhe pareciam quase extraterrestres palavras como cateto, hipotenusa, secante, isósceles? Pois está na hora de saber a razão de ser dessas palavras que a maioria decorou às cegas. Pode ser que chegue tarde, mas vale a pena. Certamente se isso tivesse sido ensinado junto leia mais

Criminosos [Edição 27]

Todos os dias encontramos notícias que nos informam sobre processos investigativos que levam à prisão dos criminosos. Infelizmente, os grandes, aqueles que prejudicam um povo inteiro, têm mecanismos que os resguardam de maiores sanções. Há todo um universo de palavras para veicular as ações envolvidas nesses procedimentos. Vamos agora esmiuçar umas poucas. DESCONFIANÇA – muitas leia mais

Outras Bebidas [Edição 26]

Na edição passada, trabalhamos com palavras relacionadas à bebida alcoólica, principalmente o vinho. Agora vamos trazer à baila os nomes de outras bebidas, antes que os seus apreciadores se ponham a reclamar. Escolham eles os nomes das suas favoritas e decorem, para terem assunto no bar enquanto ainda estiverem conscientes. CERVEJA – vem do Latim leia mais

Bebidas: Vinho [Edição 25]

As bebidas alcoólicas desde muito cedo acompanharam o homem, graças à facilidade com que frutas e grãos fermentam e produzem álcool etílico, o mesmo que etanol. Dentro do corpo humano, os metabólitos desta substância causam diversos efeitos, que podem variar desde uma leve euforia até o coma, passando pelas fases de chatice, porquice e até leia mais

Primeiro [Edição 24]

Algumas raízes antigas de palavras geraram famílias extraordinariamente prolíficas. Uma das razões para isso ocorrer é a utilidade da noção expressada pela raiz. Todas as culturas precisam de algum método de contagem. Algumas, como a de certos indígenas, param no número quatro, não dispondo sequer de palavras para números maiores (expressam-nos como “muitos”). Outras chegaram leia mais

Velas, Candidatos, Inocência [Edição 23]

Difícil imaginar uma relação entre assuntos tão díspares, não? Pois aqui está mais uma das surpresas da Etimologia: todos eles se combinam como sentido de palavras pertencentes a um mesmo grupo. O Indo-Europeu tinha uma palavra, kand-, “brilhar, emitir luz”. Ela viria a ser cand, em Sânscrito, com o mesmo sentido. Em Grego passaria a leia mais

Estátua [Edição 22]

Em Grego Clássico, o verbo hístanai significava “fazer ficar em pé”. Uma palavra não muito longa mas que teve uma prole numerosíssima, sem a qual não conseguiríamos nos comunicar. Statós era “aquele que fica em pé, que fica ereto”. Em Latim, esse significado se manifestou no verbo stare, “estar”. STATUS – muito em voga atualmente leia mais

Fábula [Edição 21]

Até há algumas décadas, fazia parte da educação das crianças a leitura de fábulas. Elas eram histórias curtas com personagens animais, com a idéia de fixar nas mentes infantis preceitos de moral e ética. Havia a história do Lobo e o Cordeiro, da Mãe Coruja, da Cigarra e da Formiga e muitas outras. Ao que leia mais

Poder [Edição 20]

O poder é algo pelo qual o Homem luta há séculos. A História inteira, pode-se dizer, é o registro dessa luta. Política, conquistas, controle de multidões ou de uma pessoa próxima – nossa espécie necessita exercer poder de algum tipo em algum momento. E há os que desejam poder total o tempo todo, conseguindo se leia mais

Destruição [Edição 19]

Por vezes, catástrofes naturais acabam com uma cidade ou com um bairro. Outras vezes, é uma guerra ou um acidente evitável que leva embora vidas valiosas. Pode acontecer também que a política ou a economia de um país o levem a uma situação de perdas e sofrimento. A destruição tem muitas causas, e a linguagem leia mais

Móveis Domésticos [Edição 18]

Todos nós crescemos entre móveis, em maior ou menor quantidade, mais refinados ou não. De qualquer maneira, eles são uma característica que acompanha os seres humanos desde as primeiras casas. Todos eles têm nomes, e estes nomes naturalmente têm suas origens. Agora vamos passear entre elas. MESA – do Latim mensa, “mesa”. Para todos aqueles leia mais

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!