Pergunta #20

Qual a origem de “coitado”?

Resposta:

"Coitado" vem de COITA, que vem do Latim COACTUM, que veio do verbo COGERE, "apertar, constranger". Assim, "coitado" é um sujeito que está numa situação de aperto, que se vê obrigado a obedecer ou atender a determinações alhieas ou contrárias ao seu íntimo e que por isso é infeliz. COITA pertence ao Português, embora seja de uso muito raro, pelo menos no Brasil. Significa "dor, sofrimento, angústia". Não tem parentesco com "coito".

Pergunta #19

Qual a origem da palavra fascinar ou fascinacao?

Resposta:

Alysson:
Os romanos possuíam uma divindade que se chamava FASCINUS, e que era representada por um pênis. O uso de amuletos fálicos era extremamente disseminado nas cidades romanas, só que isso não aparece nos filmes de época.
Esse amuleto costumava ser colocado ao redor do pescoço, já na infância, para evitar mau-olhado e bruxarias em geral.
A partir daí, a palavra FASCINUM passou a designar "feitiçaria, bruxaria".
Quando estamos fascinados por alguém, a sensação é comparável a um feitiço. Quem disse que eles só podem ser malignos?

Pergunta #18

Gostaria de saber a origem de:
Axioma; conluio; máximo; anima, no sentido de “alma”.

Resposta:

Prezada Luísa: Em Latim, ANIMA significava "sopro, ar, brisa", e certamente a partir daí foi que adquiriu o sentido de "princípio vital, alma", pois esta sempre foi encarada pelo homem como algo imaterial como um movimento do ar. Também significava "criatura, vida". Em Português, o seu uso se restringe à poesia. Mas seu derivado, o verbo "animar", está em uso constante. Conluio: do Latim COLLUDERE, de COM, "junto, com" + LUDIO, "brincar, jogar", de LUDUS, "jogo". Significava "brincar com outrem" e se fixou na conotação "entender-se secretamente com alguém, em detrimento de uma terceira parte". Máximo: em Latim, MAGNUS significava "grande" (v. Alexandre Magno). O seu superlativo era MAXIMUS. Ou seja, muuuito grande. Axioma: para variar um pouco, esta vem do Grego. AXIOS significava "de valor, válido". AXIOMA era "o que é aceito". Assim, um axioma científico, p. ex., é algo que já se aceita sem discussão por ter tido o seu valor bem comprovado.

Pergunta #17

Dr. Alaúzo Balbuíno

Ave.
Gostaria de saber a correta acepção do nome próprio Antônio.
Grato

Paulo A. Panno

Resposta:

Chique, ser cumprimentado em Latim... Ave, amice, quomodo vales? (salve, amigo, como vais?)
ANTÔNIO é dado muitas vezes como derivado do Grego ANTHOS, "flor" ou até, vejam só, ANTI mais ÓNIOS, "inimigo dos burros". Se fosse verdade, seria um bom nome para um professor.
Na realidade, tudo indica que ele tenha origem etrusca, tendo passado a denominar uma "gens" romana.
Ou seja, era usado como um sobrenome. Passou a ser usado como nome por influência do cristianismo, a partir principalmente de dois santos, o egípcio que sofreu as tentações no deserto e o frade português S. Antônio de Pádua.
Saludos.

Pergunta #16

Gostava de saber a origem das palavras
stress e coping. obrigado

Resposta:

STRESS, muito usado agora cá no Brasil sob a horrenda forma "estresse", tem um equivalente exato na nossa palavra "tensão"; portanto, não precisamos dele para nosso uso. Mas, já que está por aqui, vamos ver: Em Latim, o verbo DISTRINGERE (DIS, "afastar" mais STRINGERE, "apertar, atar") primeiro significava "seqüestro legal de bens para pagamento de algum tipo de indenização". Depois, passou a representar o sofrimento causado por tal determinação. No Francês Antigo virou DISTRECE e daí passou ao Inglês como DISTRESS (que ainda existe: "sofrer, estar infeliz, necessitado de ajuda") e se encurtou para STRESS. Assim apesar deste ar anglo-saxônico, é uma palavra latina mesmo. Quanto a COPING (imagino que te refiras à cobertura inclinada de um muro), também veio do Latim: na Idade Média, dizia-se CAPA, uma variante de CAPPA, "capa" mesmo, "roupa para não se molhar com a chuva". Tal palavra passou ao Inglês como COPE, "capa", e passou a ser usada também para uma característica de edificações, não apenas como abrigo pessoal.

Pergunta #15

Qual a origem da palavra “Dezembro”?

Resposta:

Cara Isabel:
Estamos para entrar em dezembro; está mesmo na hora de saber por que, se este é o 12º mês, ele se chama assim.
Ocorre que os romanos, até certa época, tinham só dez meses no seu calendário, e ele era o último, com o nome DECEMBER.
Mais tarde, foram intercalados dois meses novos, com os nomes de JULIUS, em homenagem a Júlio César, e AUGUSTUS, em homenagem a Otaviano, que viria a receber o título de AUGUSTUS, "o mais alto".
Tenha um bom dezembro.

Pergunta #14

Prezado Dr. Balbuíno,
Gostaria de saber se é possível que a palavra japonesa “né” tenha se originado da homófona portuguesa (ou vice versa), pois é acrescentada no final das frases e tem exatamente o mesmo sentido, de ′não é?′.
Outra: “arigatô” teria derivado de obrigado?

Arigatô,

Miguel B

Resposta:

Caro Miguel B:
O Português teve contatos importantes com a Ásia, principalmente com o Chinês, através de Macau, mas também houve missionários portugueses que pregaram no Japão e, aliás, são responsáveis por um ramo da Igreja Católica que ali perdura até hoje.
Algumas palavras lusas entraram, sim, no vocabulário japonês, como "tempero", que acabou virando o nome de um prato, TEMPURA.
Confesso que, por ter ligação basicamente com os idiomas gerco-latinos, não posso responder com segurança à sua pergunta. Posso é garantir que o nosso "né" não veio do Japão; se foi de Portugal para lá, não tenho como esclarecer.
O mesmo com ARIGATÔ. Mas que são palavras muito parecidas em sua estrtura, são.
Finas observações as suas, Miguel B.

Pergunta #11

Buenas!!

Existe relação entre as palavras “próstata” e “prostituta”?

Resposta:

Diego: "Próstata" vem do Grego PROHÍSTANAI, "o que fica à frente", de PRO-, "à frente" e HÍSTANAI, "estar, ficar, manter em pé". Isso porque este órgão é o primeiro a ser encontrado ao se dissecar a uretra. "Prostituta" vem do Latim PROSTITUERE, também "ficar à frente de", de PRO-, "à frente",  mais STITUERE, "colocar, instalar". "Estatuto" vem deste verbo. PROSTITUERE tinha inicialmente a conotação de "expor publicamente", como é o caso das profissionais que precisam fazer o marketing do seu material, digamos. Daí evoluiu para "trocar sexo por dinheiro" e depois até "trocar princípios éticos por dinheiro ou outra vantagem". Assim, essas palavras têm em comum o PRO- inicial e o verbo que segue tem o mesmo significado em idiomas diferentes, embora sem terem exatamente a mesma conotação. Desse jeito, tinham que acabar meio parecidas mesmo, não?

Pergunta #10

origem das palavras: uniao e separacao

Resposta:

"União" vem de uma palavra Indoeuropéia OINOS, através do Latim UNUS, "um". Daqui vieram igualmente "único", "reunir", "onça" (a medida de peso, não o felino!), "inch" ("polegada" em Inglês). Já "separação" vem do Latim SEPARARE, composto por SE, "afastar" e PARARE, "preparar previamente, tornar pronto, prover". Queria dizer "preparar à parte". Qualquer união tem ante si a possibilidade da separação.

Pergunta #9

Origem da palavra amigo

Resposta:

Carlos:
"Amigo" vem do Latim AMICUS, "amigo, confidente, favorito de um rei, aliado". Este AM inicial vem do verbo AMARE, "amar", somado ao sufixo ICUS.
Veja você quanta beleza numa palavra tão curta!

Pergunta #8

Qual a origem da palavra “Diabo”?

Resposta:

Vem do Grego DIABOLOS, de DIA, "através", mais BALLEIN, "atirar". O significado deste verbo era "difamar". Parece que, naquela época, esta era considerado uma atividade das mais nefandas. Agora tudo mudou.
BALLEIN gerou também ′balística′, ′parábola′, por exemplo.
Mas é bom não o citar muito, não vá ele se considerar chamado!

Pergunta #7

qual a origem de trabalho ?

Resposta:

"Trabalho" vem do Latim TRIPALIUM, que designava um instrumento de tortura cujo desenho felizmente se perdeu, mas que era formado por três estacas agudas (tri + palum). Esta palavra passou ao Francês como TRAVAILLER, significando "sofrer, sentir dor", evoluindo depois para "trabalhar duro". Passando para a Inglaterra, acabou surgindo a palavra TRAVEL, "viajar", certamente da noção que, nessa época, com poucas hospedarias e muitos ladrões na estrada, uma viagem era algo muito sofrido.

Pergunta #5

Humildade:

Maravilha!!!
Seriedade se percebe quando humildade está presente! Este site está supimpa, pois ao assumir que não se sabe, a humildade aflora e apenas os sábios são humildes. Aliás, de onde vem a palavra humildade???
Ygor

Resposta:

Humildade, artigo tão em falta para tantas pessoas...
Vem do Latim humilis, "humildade", que, por sua vez, vem de humus, "terra". A noção básica é de que o que está baixo, muito perto do chão, não pode ser altaneiro.

Pergunta #4

Desculpe este nefelibata apedêutico, mas qual a origem da palavra “pitaco”?

Ygor Ferrão

Resposta:

Ora. pitacos!

Prezado Nefelibata Apedêutico:

Piteco vem do Grego pithekos, "macaco".

Pituco é castelhano do sul da nossa América e significa "almofadinha", de origem desconhecida.

Pitoco se relaciona com "toco", no sentido de curto, baixo.

Mas pitaco não se encontra em lugar algum!!

Aguarde uns 15 anos para ver se este neologismo se afirma e depois pergunte de novo. :-(

Pergunta #1

Caro Dr. Alaúzo

Meus amigos e eu temos o costume de ficarmos supondo possíveis orígens para nossos nomes e sobrenomes. Nossa vizinhança sempre foi alegre e acolhedora, más tudo mudou com a chegada de um novo vizinho!
Leopoldo, um carinha legal e simpático, jamais imaginou que seu nome pudesse desencadear tamanha polêmica e discórdia. Cada um aqui tem as suas teorias (uma mais estapafúdia que a outra) quanto à origem desse nome…

Eu tenho a minha:
Leopoldo = Leo (leão) + podos (patas) = patas de leão!

Que tal? Me saí bem no chute? Ou “viajei na maionese total”? hehehe
Por favor Dr. solucione este mistério para que a paz volte a reinar por aqui! Não aguento mais! As rajadas de metralhadoras dos grrupos mais radicais me acordam durante a noite!

Abração!
T.

Resposta:

Prezado Sr. T:

Gostei de ver que o Sr. sabe o suficiente de palavras gregas como para poder chutar como fez. Infelizmente, passou longe. As patas do leão deverão aguardar algum outro nome próprio.
Leopoldo é um prenome germânico. Forma-se de luit, "gente, povo" e pold, "bravo, audacioso". O sentido é "o que é audaz dentre o povo".
Aguardo ansioso para saber se esta minha pequena intervenção trouxe paz à sua região. Se não adiantou, sugiro fazer um abrigo de concreto bem reforçado.

Dr. Alaúzo

Pergunta #2

Origem de unânime?

Resposta:

Unânime: do Latim una anima, "uma alma". Uma resposta unânime de vários é como se tivesse sido dada por uma pessoa só.

Pergunta #3

Cogumelo.
Me refiro aos basidiocarpos dos basidiomicetos.

Petson.

P.S.: O Sr. aceita consultas em outras línguas?

Resposta:

Cogumelos... Espero que você pense apenas em culinária! Caro Sr. Petson Sé: Cogumelo vem direto do Latim cucumellus, diminutivo de cucuma, "tacho, tina", dada a parecença da forma. Antes que você pergunte ..."e a origem de champigon?", já vou dizendo: vem do Francês antigo champegnuel, do Latim vulgar fungus campaniolus, "cogumelo do campo". Quanto à outra pergunta: Sim, nosso consultório atende também a pacientes ingleses, franceses e espanhóis. Estamos abertos para as suas dúvidas. Saludos.

Pergunta #6

Sr. Alaúzo:
Por que este consultório muda tanto em sua forma?
E qual a origem da palavra espelunca?
Grato.

Resposta:

Prezado Tomé:
1) O arquiteto que fez o consultório inicial era descendente de Dédalo, aquele que construiu o Labirinto para o rei Minos. Havia já pessoas que se haviam perdido por ali e que tiveram que ser resgatadas pelos bombeiros. Nós as salvamos, tiramos a poeira de suas roupas e pedimos desculpas, enviando-as para casa. Resolvemos então tornar mais simples o trafegar no local
2) ESPELUNCA vem do Grego "spelynx" - caverna. Um lugar muito mal ajeitado era comparado a uma caverna com as suas irregularidades. Outro derivado é ESPELEOLOGIA - o estudo das cavernas.
; ?>