Pergunta #8806

Olá, tudo bem? Pouco a pouco vou encontrando tempo para matar minhas dúvidas etimológicas. A bola da vez que brilha no olhar é: PRAGMÁTICO. De onde é? Aliás, Sindicato e Sindético também estão martelando. Sou novo nisso e espero, pouco a pouco, me aprofundar mais e mais no estudo das línguas.

Abraços, Have a Nice Day 🙂

Resposta:

Pois venha sempre falar conosco sobre essas dúvidas, isso nos dá prazer.

1) Do Latim PRAGMATICUS, "conhecedor de negócios ou da lei", do Grego PRAGMATIKOS, "conhecedor dos negócios", de PRAGMA, "negócio privado, ato, feito", de PRASSEIN, "reformar, fazer, realizar".

2) Do L. SYNDICUS, "representante de um grupo ou cidade", do G. SYNDIKOS, "advogado público", de SYN-, "junto", mais DIKÉ, "julgamento, uso, costume, justiça".

3) Do G. SYNDETOS, "ligado, unido", de SYNDEO, "unir".

Pergunta #8803

No momento, só quero agradecer o bom trabalho oferecido aos sedentos do saber.

Sucesso !!
Deua abençoe a equipe.

Resposta:

Hosana, muito agradecidos pela sua atenção e gentileza.
Apareça sempre!

Pergunta #8802

Qual é a origem da palavra “Zeus”?

Resposta:

Tem a mesma origem da palavra "Deus", citada na pergunta 8799.

Pergunta #8801

Qual a origem da palavra “Jeová”?

Resposta:

Ela resultou da transliteração feita por Tyndale, em 1530, do Tetragramaton YHWH, ao qual foram acrescidas as vogais de ADONAI, "meu senhor".
Essa idéia se originou nos textos masoréticos, onde se preferia usar "senhor" ao nome pessoal Dele.
O qual, de qualquer forma, é desconhecido, pois nunca se soube exatamente quais as vogais que participavam da palavra (em Hebraico as vogais não são escritas, são apenas representadas por pontuação).

Pergunta #8800

Ai ai ai,
meus dedos traem o grande traça, não é Laio e sim LIEU, perdõe-me foi um erro de digitação, Baco também era chamado de Évio, Brômio, Erafiotes e Liaios, e sugundo o livro de Ovídio, Nictélio, pois as comemorações era celebradas a noite. Mas qual o origem de Lieu??

Acredto em suas bençãos, e sei que vamos nos edificar, se bem que esse site em si já uma benção.

Abraços.

Resposta:

Avise os seus dedos que a pena para a traição é a poda radical.

Pois nada encontramos em nossos pergaminhos sobre LIEU.
De qualquer modo, a gente nunca deve se entusiasmar com descobrir as origens dos nomes desse pessoal tão antigo, pois eles estão quase sempre envoltos por brumas.

Gratos por nos chamar de bênção. Ficamos todos exibidos por aqui.

Pergunta #8799

Qual é a origem da palavra “Deus”?

Resposta:

Vem do Latim DEUS, "deus", relacionada ao Indo-Europeu DIWOS-, "deus", originando também também "dia", de uma base DYEU-, "brilhar".

Pergunta #8798

Hello grande mestre, estive viajando desde sexta e assim que cheguei vim logo para cá.
Bem colocadas as sugestões sobre Mitologia, quanto ao dicionário, conheço, mas não tenho, nossa biblioteca tem vários volumes de Junito, mas está em reforma e não podemos pegar os livros, só tenho o da Ruth Guimarães, e não é etimológico, snif… Mas dará tudo certo…

E quanto aos nomes relacioandos a intenção, de fato os deuses eram nomeados segundo as intenções e regiões não é a toa que muitos deuses tinha vários nomes, a começar por Baco, que um dos nomes era Laio, que por sinal, qual a origem da palavra Laio.

Resposta:

Calma, que com as bênçãos da Grande Traça tudo acabará dando certo.

Acho que v. precisa revisar suas fontes de nomes mitológicos; pelo que sei, a única ligação de "Laio" com Baco foi que um grupo de bacantes matou o pai de Laio, o futuro pai de Édipo.

Pergunta #8797

Gostaria de saber a origem da palavra “CONVIDADO”.

Obrigado…

Resposta:

Ela deriva do Latim CONVITARE, formado de COM-, "com, junto", mais INVITARE, "receber, chamar para compartilhar a mesa".

Pergunta #8796

Olá ,

Gostaria de saber a origem e etimologia, da palavra
“Dia”; “Maravilha”; “Esplendor”.

Obrigado,

Macedo

Resposta:

1) Latim, DIES, "dia".

2) L., MIRABILIA, "coisas admiráveis, espantosas".

3) L., SPLENDOR, "brilho", de SPLENDERE, "brilhar".

Pergunta #8795

Gostaria de saber o significado das palavras iniciadas com “para” paramedico-parapsicologia este (para) quer dizer. e se de origem o “para” empregado no portugues é diferente ou existente em linguas de origem grega ou mesmo no latin ?

Resposta:

O prefixo a que v. se refere vem do Grego PARA-, "ao lado, junto, ao longo, além de": o paramédico exerce funções "junto, ao lado" das de um médico.

Já a nossa preposição "para" vem do Latim PER, ("por, através de, durante") AD, ("a, junto a").

Deu para entender?

Pergunta #8794

origem e significado do nome da cidade de CAMPO FORMOSO?

Resposta:

"Campo" vem do Latim CAMPUS, "terreno aberto, amplo, fora da cidade".
"Formoso" vem do L. FORMOSUS, "bonito".

Para quem quer saber os significados, impõe-se uma consulta aos dicionários.

Pergunta #8793

“Gnóstico é o que sabe, mas por se aplicar a
-> “seitas cristãs”
primitivas que clamavam ter conhecimento pessoal direto sobre a religião, fora dos Evangelhos e da
-> “hierarquia cristã”.”

Decididamente não estamos nos entendendo hoje. “Só pode ser eu”, como diz a minha empregada. Quando algo dá errado aqui ela já sabe: tendo estado ou não em casa, domingo ou fora de hora, tarefa dela ou não, assumiu: a culpa é sempre dela e ela ri, num mea-culpa impagável: “a culpa só pode ser minha”!
Quem tem empregada assim pode até deixar fazer bobagem, tão bem humorada que é!
Eu vou é ver um filminho, agora…

Pergunta #8792

… misunderstanding…
(começou o rolo de novo, ai…)

Resposta:

Tá. Pare de rolo! Fazia tempo que estávamos em paz por aqui.

Pergunta #8791

É… estou com o nariz prejudicado com a secura do veranico deste Julho, como adivinhou?
E Sua Sapiência está “misundestanding” : eu não disse que Baco e bacana têm a ver,só que iria dizer que não tem e eu já sabia etc… deixa pra lá…
Já que GNOSCERE vem de “saber, conhecer”, gnóstico é o que sabe. Aplicando-se à religião (sem ferir credos) seria o que “sabe a verdade” sobre o assunto.Isto pq se usa mais neste sentido, certo?
Então agnóstico seria o que não sabe. Ficou mal, pq agnóstico não é o que não sabe. É o que nem quer saber, sabe que não sabe, não está nem interessado por inalcansável que é a resposta; o que não é o mesmo que desconhecer.
Não questionei sua resposta, jamais o faria, apenas comentei, ok?
Bom final de semana para todos!!!

Resposta:

Seu faro está decididamente prejudicado hoje.
"Gnóstico" é "o que sabe", mas por se aplicar a seitas cristãs primitivas que clamavam ter conhecimento pessoal direto sobre a religião, fora dos Evangelhos e da hierarquia cristã.
E "agnóstico" é "o que não sabe", palavra cunhada em 1870 para designar aqueles que acreditavam que a natureza essencial das coisas e uma possível Primeira Causa não podem ser conhecidas pelo Homem. Foi feita justamente por comparação com "gnóstico".

Ué, e por que não questionar a resposta? A Traça está sempre certa, mas isso não impede os mortais de fazer um questionamento. Volta e meia Nossa Tracelência precisa se mostrar boazinha e ostentar algum arremedo de democracia.

Pergunta #8790

Como vai , equipe?

Preciso saber a origem de

Sincronia
Diacronia

Grata

Resposta:

A equipe vai bem, e a nobre consulente?

1) Grego, de SYN, "junto", mais KHRONOS, "tempo".

2) Do G., DIA-, "através de", mais KHRONOS.

Pergunta #8789

Qual a origem da palavra “Descontos” quem primeiro praticou o descontos e porque?

Resposta:

Vem do Latim DES-, "fora", mais COMPUTUS, de COMPUTARE, "calcular, presumir".
Quanto ao resto da pergunta, tem dó!!

Pergunta #8788

… então se USAM adjetivos humanos, corrigindo…

Pergunta #8787

Ah… eu sei que pandemônio não é da Mitologia, fiz um trocadilho, entendeu não? Pan: cheio + demônio = assim de demônio! Cada festa bacana lá, hein?, Baco presente (agora vai dizer que Baco é de outro departamento).
Sobre a Mitologia,o truque de lidar com os desvãos da mente colocando características humanas em divindades sempre existiu. “O homem criou Deus à sua imagem e semelhança”.
O mesmo acontece com nossa incapacidade de saber até quanto os animais entendem, enxergam, lembram. Então se usa adjetivos humanos para classificar atitudes animais.
Bom, mas ignição e cognitivo são parentes, certo? Ambas as palavras têm a ver com cozinhar? Talvez com a chama, o calor, o efeito mais que a causa, pressinto. E, se não for abusar, pq cozer se usa para cozinhar e costurar? Já vi isso, sim. Só coincidência no uso?
Bom dia!!!!!!!!!!!!!

Resposta:

Tá certa, a idéia do Autor foi mesmo um palácio assim de demônios.
Hã... "bacana" e "bacanal" decidiamente são de departamentos e origens diferentes.

E "ignição" e "cognitivo" nada têm a ver entre si.
Sugiro que v. recolha o nariz por hoje, que o faro não está dos melhores.
A primeira vem do Latim IGNUS, "fogo", e a outra, de GNOSCERE, "saber, conhecer".

Os verbos que você cita têm a diferença pela etimologia. O primeiro vem de COQUERE, "cozinhar" e o outro de CONSUERE, "costurar".

Pergunta #8786

Origem da palavra-nome próprio ” Talga”

Resposta:

Não conseguimos descobrir nada sobre essa origem.

Pergunta #8785

É… tb tenho essa dúvida aí: o que vem primeiro, o nome ou a intenção do nome? Exemplo: o Dédalo era arquiteto pq tinha este nome ou …? O Pan era TUDO de bom pq já era mesmo ou…? O tal do Adamastor e outros: fizeram jus ao nome logo que nasceram ou o ganharam depois de merecer?
Quando se lê sobre Mitologia Grega vem a dúvida, mas pelo menos é mitologia. Pior é quando uma palavra ou nome próprio não nos deixa ver o que vem antes, seu sentido ou sua aplicação.
Que pandemônio (assim de demônio, né?) !!
Gente, isso aí é o Arpoador! Pena que não temos moral para fazer propaganda de atrair turistas ao Brasil: tanta beleza e tamanha falta de estrutura, generalizada.

Resposta:

Provavelmente os nomes eram escolhidos pela sua intenção; os gregos costumavam colocar os sentimentos em seres divinos e assim lidavam com os desvãos da mente contando histórias sobre os atos dos deuses.

"Pandemônio" não é uma palavra da Mitologia. É de 1667, cunhada por Milton em seu "Paraíso Perdido" e era o nome do grande palácio construído no meio dos Infernos. Devia haver cada festa lá...

Arpoador, sempre belo.

Pergunta #8784

Qual a origem da palavra Memória.

Obrigado!

Resposta:

É o Latim MEMORIA, "o que se lembra", do Indo-Europeu MEN-, "pensar".

Pergunta #8783

Que legal, genial, brilhante, pra nós seria uma honra mandar trabalhos pro site… Poxa, invenção do Camões, por essa não esperava, o cara era um gênio mesmo… Professor a universiade me pediu um artigo científico para a publicação em uma revista da UVA, aí tava pensando no seguinte tema: “Como a Mitologia altera a etimologia das palavras.” Meu intuito era mostrar como os deuses são nomeados, mas aí vem o mito e altera o sentido da palavra, mas aí o que quero saber é se posso dizer o termo “alterar a etimologia.” Pr que veja, se lhe perguntarem a origem da palavra pânico, responderemos que é relativo a pan, deus da mitologia que pertubava os espíritos das pessoas, por seu desejo sexual ativo (Assunto do dia, ed. 03). Mas PAN, nao seria do grego PÁNTOS, que designa a palavra “tudo”, pan era chamado assim por representar o todo, que era a natureza, daí palavras com pangéia, jogos pan-americanos, é encantador ver isso, palaras do grego que vem para nosso idioma quer por vias diretas e por vias indiretas, o mito. Mas o que quero saber é, se posso usar o mito como “alterador da etimologia”, ou seria mais correto “uma nova etimologia”, ou seja, uma nova verdade? E olha que vou usar o material do Assunto do dia, com vossa permissão claro.

Resposta:

A idéia seria sugestões de assuntos e palavras correlatas para as seções. Assim os alunos começariam a lidar com associações de palavras, um exercício muito interessante.

Para lidar com os nomes dos deuses antigos, sugerimos o Dicionário Mítico-Etimológico, de Junito Brandão.
Sua idéia é boa, mas o terreno é movediço. Muitos nomes têm milhares de anos e sua etimologia é incerta.

Não me parece que se possa falar em "alterar a etimologia" no caso.

Pelo que sabemos, a origem de PAN não é PANTOS. Sugere-se seja PAIÁON, "o grito", como era invocada a divindade, mas não há certeza.

Naturalmente que v. tem nossa permissão para usar nosso material, contanto que nos honre depois mandando seu trabalho.

Pergunta #8782

Profº, quais as origens das palavras:
RELAÇÂO
ENERGIA
COMPANHEIRO

Grata!

Resposta:

1) Veja pergunta 8746.

2) Grego, ENERGEIA, "atividade, operação", formado por EN-, "em", mais ERGON, "trabalho".

3) Do Latim COMPANIO, literalmente "aquele com quem se divide o pão", de CUM, "com", mais PANIS, "pão".

Pergunta #8781

Olá!
Qual é a origem da palavra “tchau”?
Obrigada!!!

Resposta:

Veja a pergunta 8616.

Pergunta #8780

qual é a origem da palavra refem

Resposta:

"Refém", com acento, vem do Árabe RIHAN, "penhor, prenda".

Pergunta #8779

Gostaria de saber a origem da palavra medicina. desde já agradeço

Resposta:

Essa palavra vem do Latim ARS MEDICINA, "a arte do médico", de MEDICUS, "praticante da Medicina", derivado do verbo MEDERI, "curar".

Pergunta #8778

Eu, candidata!? Primeiro: sou ainda e sempre serei uma estudante: da vida, de Etimologia, de Filosofia, de tudo.Segundo, não sei cobrar – se eu tentar vender limonada no deserto ninguém compra e se comprar não me paga (ainda fica inimigo se eu reclamar).Isso faz com que não recolha nadinha, nem o tanto que o Tiácono recolheu como flanelinha.
Outra: sou palhaça demais, até que ultimamente não tenho feito muito rolo e palhaçada pq a coluna dói tanto que não dá graça mesmo.E sou voluntariosa, só viria aqui olhar o que escrevem quando desse na telha. Ainda mais: tem cada postagem aqui que me dá tanta urticária…
Boa noite a todos. A chuva vem por aí e estamos mesmo precisando, aqui no Rio. Ainda nem tive oportunidade de usar meu casaco longo, de gabardine cinza claro, igual ao da Ingrid Bergman – e nem é lã!

Resposta:

Lamentamos dizer, mas não é a pessoa que escolhe, é a Traça. E não adianta dizer que trabalharia mal. A gente ganha anti-histamínico para combater a urticária.
Quanto a não saber cobrar, tudo bem, nós aqui também só sabemos resmungar mesmo.

Comprou a capa na mesma loja do X-8? Não o viu por lá?

Pergunta #8777

Olá grande traça, quanto tempo, me ausentar desse site me fez mal à saúde, estou em estado probatório de risco, mas minha paixão não largo, o problema é o tempo, quanto as palavrinhas passadas, de fato, tem razão, preciso me expressar melhor na palavras, uma coisa é ela ser grega, outra de origem grega, bem colocado.

Mestre, 72 inscritos no NEPE, e o pessoal está muito empolgado, vamos ter nossa reunião nessa quinta, pra debatermos a questão da catalogação das palavrinhas desse site, como bem lhe falei faz tempo, até porque, diante do ´número de pessoas, esse site, além de inspirador, é nosso cano de descarga pra nos aliviarmos de dores “antimológicas”, gostou do neologismo? Enfim…

Professor qual a origem do nome ADAMASTOR? É que vieram me perguntar e fiquei de lhe procurar, é um gigante da mitologia e aparece nos Lusíadas de Camões.

Resposta:

O Ministério da Saúde adverte: afaste-se deste site por sua conta e risco, que nós não vamos gastar para evitar suas convulsões por abstinência depois.

Beleza, ver essa empolgação! Vamos dar um combustivelzinho: reúna idéias para as seções e envie-as pelo Hotmail. Depois a gente as discute e vê quais dos autores as aproveitam. Mandem os nomes dos criadores para a gente homenagear.

"Adamastor" é uma invenção de Camões. Pensa-se que ele a tenha feito do Grego ADAMAS, "indomável, inquebrável", de A-, "não", mais DAMAN, "conquistar, domar".

Pergunta #8776

Acho que faltou “empunhar” na lista do detetive, não? Li, acho que de novo, sobre PIGMEU, sim.Mas pigmeus atacados por cegonhas? Lendas…
Fico sempre muito admirada pela didática, a coleta de informação, a dedicação de vocês.
Ainda punhaz: existe a grafia pugnaz em Português, o que me leva a pensar em outros significados e origens. E esta grafia tem um quê de italiano.
Eu vejo então punho como algo muito valorizado na linguagem, como se fosse parte da TÊMPERA. Dá pra entender? Como se fosse alguma característica positiva representada por um membro humano.
Eu enxergo intenções no desenvolvimento das palavras através do tempo e quase “pulo” dentro da época, seus trajes e costumes.
Quem como eu estuda idiomas desde pequena, por gosto mesmo, e ainda tem uma imaginação fértil, tinha mesmo de trabalhar com a educação, a cultura e as artes, não tem como ser diferente.
Não estou me gabando, estou dizendo que a forma como vocês se empenham neste trabalho cultural me fascina, até por ser danada de curiosa, eu. Obrigada!

Resposta:

A lista do detetive nem sempre é completa. Depende do pagamento das clientes.

Gratos pelas bondosas palavras. Taí uma coisa de que todos aqui partilhamos: o desejo de ser didáticos, de conseguir ensinar sem chatear.

"Têmpera" vem do L. TEMPERARE, "moderar, regular, misturar adequadamente", possivelmente de TEMPUS, "tempo, estação do ano".
Sua idéia sobre "punho" é bem plausível.

Suas características a fazem uma candidata ideal para dar continuidade ao site. Vá se preparando para aprender a cobrar os dízimos também!

Pergunta #8775

Professor, obrigado pelas respostas anteriores! Você notou se ficou faltando, na minha lista anterior, alguma palavra que também provenha de VOCARE? Em caso afirmativo, qual(is) seria(m)?

Aproveito para perguntar a origem de “problema” e “entender”.

Grato!

Resposta:

Dentre as inúmeras que faltaram cito "vocal", "voz", "vogal", "vocativo", "vocábulo", "vociferar", "revogar", "equívoco".

1) Grego, PROBLEMA, "questão proposta", literalmente "algo coocado à frente", de PRO-, "à frente", mais BALLEIN, "lançar".

2) Latim, INTENDERE, "tornar atento, ter intenção, reforçar", de IN-, "em", mais TENDERE, "esticar, alargar".
Primeira Anterior 1234
; ?>