Pergunta #9946

Ó grande traça como vai, como vai o maior de todas as traças.

Espero que goste do meu presente, se desejar um livro delicioso pra devorar, dei-me seu endereço que mando-lhe um bem gostoso. Lembrando que estou vivo e que estou na luta pelos 10.000, a ana.maria não vai ganhar.

Abraços.

Só para não perder o hábito, cappere, do latim, tem haver com capturar em um sentido semântico de prender, anexar, mas sendo mais subjetivo, em linguagem metafórica, teria haver com o ato de pegar uma idéia? Como por exemplo conCEPção, que tem haver com prender uma idéia, que por sinal apprendere, seria também geraria a palavra aprender, então de onde vem as palavras ANTICONCEPCIONAIS e CONCEIÇÃO??? Se elas tem a mesma raiz, mas não vejop relação com a semântica do latim.

Resposta:

Desde já agradeço.

Quero ver esta luta feroz!

CAPERE tem tanto que ver com a conotação menos material como com a outra. Quando se CAPTURA um foragido, é à força mesmo.

Peraí, acho que v. está fazendo confusão com APPREHENDERE, esclareça melhor.

E, ora, "anticoncepcional" vem de ANTI-, que não precisa de esclarecimentos, + CONCIPERE, "engendrar, conceber", de COM- mais CAPERE.
"Conceição" é uma forma de "concepção" que ficou em uso apenas na terminologia eclesiática.

Pergunta #9945

Gente, no dia 23 deste mes de Abril que entra será aniversário da Grande Traça. Não se esqueçam: um bolo com todo tipo de recheio de papel variado, deeeste tamanho, numa embalagem bem bonita.

Resposta:

Hum, não há nenhuma prova disso. Em todo caso, a Grande Traça jamais recusa uns bonitos papéis coloridos.

Pergunta #9944

Gostaria de saber a origem da palavra sucumbir. obrigada.

Resposta:

Veio do Latim SUCCUMBERE, "submeter, jazer sob, fazer afundar", de SUB-, "embaixo", + CUMBERE, reclinar-se".

Pergunta #9943

Qual a origem da palavra “disjuntor”?

Resposta:

Foi criada em nosso idioma a partir do prefixo "dis-", negativo, + "juntar".
É um nome adequado para um equipamento que separa, que afasta um contato elétrico.

Pergunta #9942

Bom dia.
Poderia me dar a origem da palavra “Crise”.
Abraços,

Paulo.

Resposta:

É o Grego KRISIS, "ponto de virada numa doença", de KRINEIN, "separar, julgar, dividir".

Pergunta #9941

Geeente! Por falta de elogios não seria. Mando constantemente umas prendas para a Tia Odete – mesmo que algumas vezes com sapinhos dentro.Meu colega X-8 ensina tanto! E nem vou citar todos, nós lemos sim. Como já havia comentado antes, o espaço interativo é de resposta imediata de ambos os lados. O que não dominui a importância dos outros. Eu até tinha dito que a análise etimológica dos números era óóótima!

Resposta:

Realmente, os outros dizem que v. é a única pessoa a elogiá-los. Estão fazendo um beiço daqueles!

Pergunta #9940

GOstaria de saber qual a origem da palavra MACRO.

Grato..

Resposta:

É o Grego MAKROS, "grande, longo".

Pergunta #9939

Qual a origem da palavra redescobrimento ?

Resposta:

Vem de RE-, "de novo", + "descobrir", que é feito por DES-, "fora", + COBRIR, "tapar".

Pergunta #9938

Bom dia Grã-Traça! Estou saindo mas antes preciso pedir sua lanterna: como areia veio a dar em “sabbia” em Italiano? É que “sapere”(saber) e “sapore” (sabor)contém ingredientes parecidos em Português. Em poesia arcaica – e até em Machado de Assis – se dizia SABER A com intenção de classificar um sabor.
E nós não temos algum direito de pedir notícias do pessoal do site, não? Sumiram desde 14/1 e nós aqui, esperando notícias e saudosos dos ensinamentos.
Boa semana para todos!

Resposta:

É que a palavra em Italiano veio do Latim SABULO, "areião, brita", tal como o Francês SABLE, "areia".

"Saber" em ambos os sentidos que v. cita é a mesma palavra. Não é lindo ter a noção de que conhecer algo é um processo semelhante a sentir um gosto?

Discordo; não é em poesia arcaica apenas que se diz "saber" com o significado de "ter gosto a". É de uso atual, perfeitamente correto e elegante.

Estamos em tratativas com o nosso pessoal, emburrado porque não recebe sua parte dos dízimos. E porque têm inveja desta nossa seção, que recebe todos os elogios.

Pergunta #9937

Olá!!!

Necessito saber a origem da palavra “intuição”
Grata

Resposta:

Ela vem do latim INTUITIO, "ato de olhar para, consideração", de IN-, "em", + TUERI, "vigiar, observar".

Pergunta #9936

Boa tarde! Podem informar qual a etimologia de genética?
Obrigada!

Resposta:

Sim. Foi feita em 1831 por Carlyle, a partir do Grego GENETIKOS, "genitivo, relativo ao início", de GENESIS, "início, começo".

Pergunta #9935

Gostaria de saber qual a origem da palavra latina “exsurgir”.

Resposta:

É a palavra EXSURGERE, "erguer-se, levantar-se" de EX-, "fora", mais SURGERE, "erguer-se, sair, elevar-se, crescer".

Pergunta #9934

Não tenho muita foto minha no micro mas logo vou ter chance de mandar os quadros, pq uma amiga fotografou e vai me mandar por email(diz que vai). Não gosto da digital nem sei usar, só da minha velha máquina alemã.Os arquivos dela estão pesados, então mando a igreja no Lago dos Reis. A foto é minha, mas cortei um pouco para ficar mais leve: Lago dos Reis, sul da Alemanha. Assim posso pedir a do meu amiguinho.
Não aceitaram o nome em alemão, pq?
Mestre, a linda cor sépia tem a ver com o nome do SIBU? Tem um bicho com nome parecido…
(Ihh, será sibu?)

Resposta:

Bela foto.

Acho que nossos duendes têm problemas com as placas teutônicas.

Sim, o nome dessa cor vem do Latim SEPIA, que era como se chamava o cefalópode conhecido por "siba", que faz aquela tinta para se esconder dos inimigos

Pergunta #9933

Sense and sensibility. O nome do filme, né, Tiácono? Peguei direto!Isso mesmo, sentimentos nos apontam a nossa verdade, ouvir o coração é o caminho. Vamos chamar coração de SENTIDO, dá no mesmo. Então, temos mais de cinco, que bom!Quando aquela voz fala lá dentro de nós devemos ouvir, pois ali está o acúmulo da experiência humana.Somos mosaicos, se me permitem a filosofada!
Tb iria gostar de ver vc, Tiácono. Mande aquela foto de novo, please, para a gente relembrar seu cabelo preto? Please…?
Muitas beijokas para todos, feliz fim de semana!
ana.maria

Resposta:

Cri-an-ças! Vamos parar de cochichar aí no fundo!

Pergunta #9932

gostaria de saber o significado da palavra icaivera?

Resposta:

Leni, não somos um dicionário; não lidamos com significados.

Pergunta #9931

NÃO ESTOU COMENTANDO A VERDADE, MAS REALÇANDO A PALAVRA.

Pergunta #9930

“Existem duas modalidades básicas de crenças. A primeira diz respeito à crença na PALAVRA. É conhecimento pela informação, pois essa está imbuída de autoridade do conteúdo que carrega. Essa é a modalidade de crença utilizada pelas religiões. A segunda, que é a modalidade de crença mais difundida: crença no outro,baseada na fé do outro. “Acredito na existência de Tóquio, onde ainda não fui, porque não vejo qual seria o interesse dos geógrafos e das agências em me enganar”, afirma Pual Veyne. A maior parte do nosso conhecimento foi adquirida através do que uma outra pessoa disse. Eu, como Veyne, também não duvido da existência do Japão. Também não duvido que os norte-americanos foram à Lua, apesar de nunca ter ido conferir. Simplesmente porque não vejo qual seria a razão de mentirem sobre esse fato.As religiões se baseiam no que um conta para outro.”

Resposta:

Este site é cultura!
Ana.Maria é cultura e Filosofia!

Pergunta #9929

NÃO EXISTE A VERDADE.“Mas como assim não existe?”, você deve estar se perguntando. Calma, eu explico. Ou melhor, Paul Veyne explica. Segundo ele, a verdade não existe, pois ela não é absoluta, e sim, constituída historicamente através dos séculos. “Os homens não encontram a verdade, fazem-na, como fazem sua história”.Veyne procura não utilizar a palavra verdade no singular, pois diz que ela “é uma palavra homônima, e não deveria ser empregada senão no plural”. O que existe então são “verdades”, ou segundo um conceito que Veyne utiliza, “programas de verdade”.

Pergunta #9928

Iurrúúúú!!! Estou triplamente feliz! O professor gostou do meu texto, serei levado por homens de preto para conhecer a Redação do site e, acima de tudo, conhecerei a minha coleguinha ana.maria!!! Só espero que os homens de preto não nos peguem no meio de uma das ausências da Tia Odete!!!

Acho que a verdade tem muito a ver com a amizade também. E com os sentimentos, de forma geral. Talvez unindo mente com sensibilidade seja possível alcançá-la. E etimologia, é claro. Principalmente quando aprendendo etimologia é possível se vincular com outras pessoas. Mente e sensibilidade. Verdade? Verdade.

Resposta:

De onde menos se esperava veio uma contribuição, não?

Pergunta #9927

BUAHAHAHAHHH! Eu tb quero ser abduzida!!

Resposta:

Sempre ciumenta esta menina! Tá bom, ande com o Tiácono que você será abduzida junto. Merece.

Pergunta #9925

Professor, subi a Serra do Curral enrolado em uma túnica azul-escuro e fiquei lá por quatro horas. Não consegui passar 10 minutos sem pensar no hipopótamo amarelo com bolinhas vermelhas e chapéu com florzinhas. Aí eu dormi. E sonhei com ele (ou ela?). Mas no meu sonho ele estava feroz, e partiu em disparada para cima de mim quando me vi em seu território (não havia placas indicando “propriedade privada”). Corri desesperadamente, perdendo terreno a cada passada do bicho. Como corre aquele gordinho! Estremeci só de imaginar seus dentes enormes e quadrados se cravando na minha perna. Quando já podia sentir um bafo quente próximo à nuca, avistei um rio cruzando nosso caminho. Era minha salvação! (CONTINUA…)

Pergunta #9926

Apertei o passo, acreditando que um mergulho profundo seria a minha única salvação. Prendi a respiração, apertei o nariz e fechei os olhos, pronto para executar meu pulo “bombinha”. Não sei se fiquei sem oxigenação no cérebro neste momento, mas uma palavra se desenhou com clareza e insistência na minha mente: “Etimologia! Etimologia!”. Antes de pular no rio, lembrei: HIPPOS vem do grego, e quer dizer “cavalo”. Por isso aquele estúpido hipopótamo corria como um puro-sangue! Mas e o POTAMOS? Sim! Como poderia ter me esquecido? POTAMOS também vem do grego, e significa “rio”!!! Cavalo do rio!!! É isso!!! Ele estava me levando diretamente para seu habitat natural!!! Acordei ofegante, molhado como se efetivamente tivesse pulado no rio. Trazia nas mãos, porém, o tesouro que tanto buscava: a verdade. Encontrei-a, ou melhor, descobri como encontrá-la ao fugir do hipopótamo. O segredo é o conhecimento. Quanto mais eu sei, mais próximo estou da verdade. Obrigado, sábio professor guru.

Resposta:

Tiácono, seu texto está simplesmente excelente, em todos os parâmetros.
Na próxima semana você será abduzido por uns sujeitos de traje preto. Não resista, é que eles o trarão para conhecer nossa Redação como prêmio.
Quanto à Verdade, nunca se esqueça de que ETHYMON em Grego quer dizer "verdade".
Daí se vê que nossa matéria pode ajudar mais do que se pensa.

Pergunta #9924

origem da palavra tchau

Resposta:

É a expressão genovesa VOSTRO SCHIAVO, "seu escravo", pronunciada de tal forma que virou essa palavrinha aí.
Não era usada apenas como despedida.

Pergunta #9923

qual a origem da palavra
cliente?
o que significa?

Resposta:

É o Latim CLIENS, "seguidor, o que forma um grupo atrás".
Em Roma, eram aqueles que se colocavam sob a proteção de algum poderoso.
Puxa-sacos, enfim.
O sentido mudou posteriormente.

Pergunta #9922

Quem é que pergunta aqui, afinal?
É pela correlação basto/vasto. O primeiro (vasta cabeleira i.e.) é tb bastante, suficiente – do verbo bastar. Logo, bastante (o que basta) e vasta são primos. Ou não?

Resposta:

Um é de BASTARE, "levar, suportar, ser suficiente".
O outro é de VASTUS, "vazio, amplo".
São parecidos mas a origem não é a mesma.

Pergunta #9921

… correndo: BASTANTE e VASTIDÃO então são parentes, por supuesto …

Resposta:

"Vastidão" é do Latim VASTUS, "enorme, imenso", também "dsolado, vazio".
Será?

Pergunta #9920

Olá!
tenho tentado poupar vocês um pouquinho, mas a curiosidade vai se avolumando, e a necessidade também.
aquelas relativas àquele (será q com a reforma ortográfica ainda tem crase?) , enfim àquele assunto q fez com q seu emissário ficasse mais flechado q são sebastião, vou dar um tempo até q ele se cure.
Enfim, gostaria de saber a origem de desvendar, temperamento, colérico, sanguíneo (sem trema, ai q dor), melancólico e fleumático.
beijo grandão, e super-obrigada
Maísa

Resposta:

Não nos poupe, exceto quanto ao material que não temos e que nos causa urticária só de falar.

"Desvendar" vem de DES-, "fora", mais "venda", aquela que tapa os olhos.
É formada no Português mesmo.

Quanto às outras, vá ao gabinete do Avô, em sua edição 16, e v. aprenderá muito ouvindo suas conversas.

E o sinal de crase continua, sim.

Pergunta #9919

Gostario que vocês me enviassem o significado da palavra aeronavegabilidade,

Grato Jorge

Resposta:

Jorge, não somos um dicionário; lidamos com as origens das palavras, não com os seus significados.

Pergunta #9918

É carneirinho, não ovelhinha. Não fazem trancinhas com lã, mandam fazer, cochilando na rede. Motivo: nem pedem lingui pq têm pregui!

Resposta:

Oxente, cê tá me deixando numa lezeira...

Pergunta #9917

QUAL A ORIGEM DA PALAVRA NAMITALA

Resposta:

Não encontramos nada em nosso arquivos.
Parece ser um sobrenome de origem semítica.
Primeira Anterior 12345
; ?>