Pergunta #10088

Tiácono! Eu tive um cachorro que passei a chamar de Phideas. Algo a ver, mestre? Já sei de quem foi o nome, pode deixar.
O nome do outro cão nem digo.E tive um gato chamado Napoleão, do qual mandei tirar todos os dentes pq ficou velho e um gato com um hálito do Cão (olha ele aí de novo). E a minha galinha Filomena, que sumiu pq foi para a panela? Só depois descobri, mas na hora estava é boa a danada.
Ainda estou cismada com almejar e agonizar, Tiácono, mas “ele” não quer me dizer nadinha…

Resposta:

Responda para a sua colega teimosa, Tiácono, que nós por aqui não conseguimos entender bem qual a dúvida dela.

Pergunta #10087

Arrá!!! Olha eu aqui!!! Estou esperando atrás desta porta há quase um mês pra ver se alguém notava a minha falta…

Brincadeiras à parte, foi uma grande coincidência eu ter sido citado justamente no momento em que vim aqui fazer uma consulta. Vai ver a ana.maria já alcançou poderes inigualáveis como diaconisa e consegue invocar consulentes com um simples chamado!

Por falar nela, que história foi aquela da consulta 10.000??? Tive que voltar umas quatro páginas para ver quem tinha sido o consulente campeão e para a minha surpresa quem eu encontro lá? A PRÓPRIA!!! ANA.MARIA EM PESSOA!!! E também na pergunta 9999, 9998, 9997, etc., etc… valeu ou não valeu, professor?

Dito tudo isto, minha consulta de hoje é um pouco diferente (espero que seja aceita com base no meu longo tempo de ausência – embora com a manutenção dos dízimos em dia – e meu longo tempo de diácono-flanelinha). Talvez seria um trabalho para o X-8, mas quero saber palavras que venham (ou tenham em seu interior) a palavra latina “FIDERI” (ou FIDES, como acharem melhor). Sei apenas sobre a confiança, mas gostaria de saber de outras da mesma “família”… espero que eu possa ser atendido!!!

Resposta:

Hum, a gente desconfiava.

A Diaconisa tem poderes, sim. Melhor não mexer com ela.

O assunto das 10.000 está em discussão, como dissemos. Vamos fazer uma comissão para avaliação da situação tão pé-no-chão que não surgirão dúvidas.

O escopo de nosso site não é esse, mas como resistir a um Diácono-flanelinha tão educado? Isso embora não tenhamos aqui confirmação do pagamento dos dízimos(gostaríamos de ver os recibos).

X-8 manda dizer: fidelidade; perfídia; fidedigno; fideicomisso - e seus aparentados.

Pergunta #10086

E o Tiácono, gente, que sumiu? Será que viu a Tia Odete espalhando por aí que nós dançamos sobre a mesa?
Turismo vem de tour, do francês? Ou não? E como LONTANO em italiano tem ligação com LONGE em portugues? Ou não tem?

Resposta:

Este Tiácono deve estar escondidinho atrás de uma porta para ver se a gente abaixa a guarda por aqui.
Depois se queixam de qua a Tia Odete anda meio paranóide.

Vem de TOUR, "volta", sim, de TORNARE, "virar, fazer dar uma volta".

E LONTANO vem de um suposto Latim LONGITANUS, "distante", de LONGUS, que servia tanto para "comprido" como para "distante", e que originou o nosso "longe".

Pergunta #10085

Mestre, a palavra misógino tem seu correspondente feminino, que seria talvez filógino? Assim como misantropia e filantropia, entendeu?
E tropia pode ser trocada por tropismo, ao se dizer por exemplo “o suicida tem tropismo pela morte”? Tudo vindo do grego, certo ou errado? Bigada!

Resposta:

Existe "filógino", sim, como antônimo de "misógino".

"Tropia" especificamente é um termo de Oftalmologia; parece que v. se refere a "-tropia", um pospositivo; neste caso, não se trata de uma palavra e deve sempre fazer parte de outra.
Mas tem o mesmo significado de "tropismo", sim.
Vem também de TROPOS, "tendência, direção, orientaçõ".

Pergunta #10084

qual a origem das palavras:
cooperação
cuidado
bondade

Resposta:

1) Latim, COOPERARE, "trabalhar junto", de COM-, "junto", + OPERARE, "realizar um trabalho".

2) Do L. CURARE, "dar atenção, cuidar".

3) L., BONITAS, de BONUS, "bom".

Pergunta #10083

Gostaria de saber quando e onde foi criada a palavra competência,bem como qual era o sentido exato dessa palavra quando foi criada.

Grato,

ISAAC

Resposta:

Isaac, é bem raro se saber exatamente quando e onde uma palavra que não pertença ao jargão científico foi criada. Não tenha esperanças quanto a essa parte de sua pergunta.
Podemos dizer que "competir" vem do Latim COMPETERE, "lutar em comum", de COM-, "junto", + PETERE, "procurar, rivalizar".
; ?>