“a bessa”

Caríssimos mestres
Venho simplesmente em moderna prosa elucidar a origem deste bordão carioca !
Antes devo frisar um recurso muito usado em exegese que por certo poderá dar sentido pleno ao famoso “a bessa”.
Existe um recurso chamado :ANTONOMÁSIA muito usado no estudo do talmud que é nossa lei oral ,e,que através do tempo foram acrescidas algumas idéias de outros rabinos posteriores à conclusão dos tratados. este recurso funciona assim :um dos maiores exegetas de nosso povo foi o Rabino Shlomo Ytzhak ,e como os estudos talmúdicos são discussões exaustivas,alguns outros exegetas posteriores à ele ,usavam sua metodologia de interpretação e assim atribuíam ao Rabino Shlomo, tal exegese.é muito comum ler no talmud Rashi [acrônimo]do nome acima citado;opinou assim ,e outras opiniões 100 ou 200 anos depois trazem que Rashi opinou assim ,a isso chamamos antonomásia ,não fora ele,mas lhe foi atribuída por aproximação ! abrasileirando ,cito um exemplo: aparece um bom jogador de futebol ,logo dizem :”este é um Pelé na vida” e por aí vai!
A expressão “à beça” significa “em grande quantidade”. É atribuída aos muitos argumentos usados pelo jurista sergipano Gumercindo Bessa ao enfrentar Rui Barbosa em um discurso flamejante, e tal expressão fora usada pela primeira vez pelo então presidente do Brasil Rodrigues Alves, em admiração a eloquência de um cidadão ao expor suas ideias ,exclamou:”o senhor tem argumentos à Bessa!” Com o tempo, o sobrenome famoso perdeu a inicial maiúscula e os dois “esses” foram substituídos por um “cê-cedilha”por este exclamo se tornar público e usado para exprimir profusão ,e,acredito que sem o conhecimento de que se tratava de um sobrenome ilustre e não de antonomásia[acho que o próprio também não],mas uma palavra bonita.
Gostaria também de salientar,que muitas pessoas não compreendem bem o propósito do site que trata de étimos da língua portuguesa e me atrevo em dizer :portuguesa brasileira,dado as várias palavras que em Portugal não existem e que por sincretismo idiomático se usa no brasil pelo simples fato das várias etnias que acabaram por formar um para-idioma português .
as escolas deveriam ensinar o que é VERNÁCULO ,pois esta é a fonte da etimologia ,um prefixo grego ou latino,na mesma medida aos sufixos etc. palavras aglutinadas muito comuns cito ex:embora=em boa hora e tantas outras que é desnecessário citar pelo vasto conhecimento dos meus estimados mestres! as pessoas devem entender e separar uma palavra escrita de uma dita,cito ex: ao Excelentíssimo juiz ,na escrita é o superlativo de excelência ,mas dito pode ser entendido como superlativo de lento .já vi aqui várias perguntas que não há como etimologizar por serem vernáculos ,cito ex: guelra ,é assim que os pescadores nórdicos chamavam as branquias .
desejo aos caros mestres em que sou devoto ,infindas felicidades e muita saúde !
me perdoem mais uma vez ,porque desta vez ,falei à beça!

Resposta:

Como sempre, mostramo-nos gratos pelo seu acréscimo à nossa cultura.

origens do subjuntivo em português

Fiquei sabendo que o português é talvez a única língua latina que conservou o futuro do subjuntivo. Qual seria o correspondente do futuro do subjuntivo no latim? Poderia me trazer a origem latina do subjuntivo de verbos como estes:
fizer; fizesse
trazer; trouxesse
for; fosse

Resposta:

Kevin, nosso professor de Latim se encontra num ano sabático; não poderemos atendê-lo por enquanto.

Origem da Palavra

Olá!

Gostaria de saber a origem da palavra ‘cálido’.

Muito Obrigado.

Resposta:

Ela vem de calor, do Latim calor (acento no “A”), “qualidade do que é quente, calor”.

enganchar

Qual a etimologia da palavra enganchar?

Resposta:

Ela vem de en- mais gancho, possivelmente do Celta ganskio, "ramo de árvore, pequeno galho".

ad sumus

Quando o corpo de fuzileiros navais passou a usar a expressão “ad sumus”??

Resposta:

Não obtivemos essa informação.

Etimologia

Gostaria se saber a origem da palavra “alastê”, uma interjeição de surpresa comumente utilizada no MS, região de Bonito e Jardim. Grata!

Resposta:

Em se tratando de regionalismo, não dispomos de material para uma resposta.
; ?>