Em: Consultório Etimológico

Et inusitatus Mocorongo-Mor

Oh Descomunal Grande Traça do Saber Descomunal!
Acho que com esse incentivo darei uma brunidura na minha armadura e passarei para a penúltima fila. Quem sabe encobrindo a minha retaguarda a verecúndia há de passar. 🙂
Só tenho um sapotizeiro, não tem “guta-percha” suficiente para fabricar chiclete.
Na minha plantação só tem uma ou duas fruteiras de mesmo gênero. (ou espécie?). Disso só ficou a decoreba: “O rei filósofo classificou de ordinária a família do general espartano”. 🙂
Então, segue a lista:
GRAVIOLA, GOIABA, acerola, ARAÇÁ e JACA.

OBS.: Capriche na resposta com detalhes, curiosidades, etc., pois creditarei a IEU na plaquinha e enviarei, embrulhada em papel celofane, vários rolos de papel-jornal, manteiga, kraft, offset, vergé, sulfite, cartolina, papelão… 🙂

Veja, encontrei na lista JACA, do Tupi AYA´KA “balaio feito de taquara”. Se essa fruta é originária da Índia deve ter um nome anterior, não? (procede, do Malaio, chakha?)

P.S.: Por onde anda Pattyconisa?
P.S.2: Aqui é uma sapataria? Gostaria de 1Kg de filé, por favor. Eheheheheeee (nós temos senso de humor) 🙂

Resposta:

Quem falou em senso de humor não nos conhece ainda…

1) Origem desconhecida.

2) Do Arawak GUAIAVA, o nome da fruta.

3) Do Árabe AZ-ZAARORA, “nêspera”.

4) Do Tupi ARA’SA, o nome da fruta.

5) Sim, do Malaio.

Pattyconisa anda zumbindo por aí. Está muito ocupada para se lembrar de pobres mortais como nós.

Filé de bovino ou de peixe?

¤ ¤ ¤