Em: Assunto da Edição

Nomes De Países Europeus

São tantos, tão citados… E ainda por cima andam trocando de nome. Como somos muito preguiçosos, não daremos uma lista exaustiva,que isso dá muito trabalho.

PORTUGAL – naturalmente, para começar. Originariamente o país se chamava “Lusitânia”, ou seja, “terra dos Lusos”. Este era o nome de uma tribo local e por vezes é atribuído a Luso, um companheiro de noitadas do deus Baco.

Consta que o nome atual veio de uma povoação (hoje Vilanova de Gaia) chamada CALE, que significava “abrigo”. Como depois foi fundado outro povoado em frente, com um porto, esse lugar foi chamado PORTOCALE, “o porto de Cale”, transformando-se em “Portugal” mais tarde.

Quando Fernando o Grande, rei de Castela e Leão, doou a Lusitânia a seu filho Garcia em 1064, este resolveu mudar o nome para “Portugal” e aí temos nosso querido antepassado.

ESPANHA – ao lado de Portugal e também fonte de numerosíssimas palavras para nós.

Esse nome teria origem fenícia, de I-SAPHAN-IN, “costa dos coelhos”. Eles teriam relacionado o local ao simpático animalzinho que põe os ovos de Páscoa não pela sua abundância no local, mas pelo seu hábito de se ocultar, de se esconder dos predadores.

Para os fenícios, o país era um dos mais remotos que conheciam, portanto um lugar bom para alguém se esconder.

FRANÇA – seu nome vem da tribo germânica que se destacou em sua povoação, os Francos, palavra que queria dizer “homem livre”. Isso porque eles, como conquistadores da região em cerca de 500 DC, tinham esse status.

Mas existem outras possibilidades registradas, como ocorre com praticamente todos os nomes de países, mesmo os que têm poucos séculos.

INGLATERRA – o país começou a ser chamado de ENGLAND, “terra dos Anglos”, antes de 700 de nossa era. Isso se deu devido às invasões de um povo que vinha do sul da Dinamarca e do norte da alemanha, os Anglos.

Diz-se também que o nome do povo deriva de ANGUL, a região por eles habitada na costa da Jutlândia, do Indo-Europeu ANK-, “dobrar”, que gerou em nosso idioma a palavra “ângulo”, por ela apresentar forma recurvada.

Em Inglês a palavra ANGLER se aplica ao pescador que usa anzol para sua atividade.

IRLANDA – em Inglês, Ireland quer dizer “terra de Eire”. Esta palavra deriva do antigo nome poético da ilha, Erin ou Eire.E este seria o nome da deusa celta da soberania.

GALES – essa região a oeste da ilha britânica se chama assim porque os saxões davam o nome de WAELAS, “estrangeiros”, aos povos que não conseguiam conquistar. Mas eles não ficaram inconquistados, o nome passou para WALES em Inglês e Gales em Português e Espanhol.

É freqüente ver alguns meios de comunicação fazerem confusão entre “Gales” e “Gália”.

ESCÓCIA – a parte norte da ilha se chamava CALEDONIA pelos romanos, possivelmente do celta KELIDON, “bosque”.

No século V, uma tribo celta, os SCOTS, se instalaram ali, vindos da ilha da Irlanda. Pelo século X, eles já tinham firmado seu poder e o local passou a ser conhecido como SCOTLAND, “terra dos Scots”.

ITÁLIA – este é um nome extremamente antigo. Foi usado já no século V AC e seria ligado a VITELIA, “vitela, terneiro”, filho de um deus taurino.

O nome foi usado para designar uma região, um idioma, uma cultura; no entanto, foi oficializado apenas em 1861, quando da reunião de vários estados separados da península.

alemanha – este topônimo vem do povo germânico chamado ALLAMANI, um dos que participaram da invasão das terras romanas. Dizem alguns que este nome vem de ALA, “todos”, e MENNEN, “homens”: “todos homens”, o que nos faz pensar em como foi que eles conseguiram se reproduzir.

ÁUSTRIA – vem de ÖSTERREICH, “reino do Leste”, derivado de ÖSTMARK, “marca ou província do Leste”, o nome de um dos postos militares que Carlos Magno havia instalado para deter invasões de povos vindos do Oriente.

¤ ¤ ¤