Em: Consultório Etimológico

Koennigssee

Aqui em Camboinhas, quando a maré sobe, enche umas piscinas entre os bancos de areia clarinha.Quando volta a água fica, formando piscinas que chamamos de LAGOMAR. Em muitas praias é assim, quando de mar aberto e não como as da Baia de Guanabara. Eu me lembrei disso no assunto SEE/SEA: lagomar. A minha amada cidade do Rio de Janeiro foi assim nomeada por terem os descobridores, ao chegar, a impressão de ver um largo delta de rio. Olhando sob minha lógica, que nunca é só pela ótica etimológica mas “sonhótica” tb, ficou bom.
Mas queria perguntar é se tia e tio, em italiano zia e zio, tem ligação com anziano/a. Será um dos frequentes delírio linguísticos meus, já que tios/as não são necessariamente idosos?
A pirigata pela qual meu Gatto se apaixonou deu um miado tipo “oi, tia…”, quando passei discretamente pelo casal. Se fosse um par de cigarras diriam: ziziziziziziziz-zi, zi, zi!
Estou perigosa, vou encerrar aqui.
Bigada, bigada, bigada!

Resposta:

Mas que lindo, “lagomar”! Muito poético e expressivo.

Sua lógica é sempre muito especial. E propícia para rolos.

Ná, sem parentesco, sem farofino. ZIO vem do Latim THIUS, “irmão do pai ou da mãe”. E anziano, do L. ANTEANNUS, “antes, à frente”, mais um sufixo que caracteriza adjetivos.

Quando ELA diz que está perigosa, melhor cuidar.

¤ ¤ ¤