Em: Consultório Etimológico

Linóstolo e apedeuta

No livro “O Ingênuo” de Voltaire encontra-se o termo “linóstolo” (“Veio-lhe um dia às mãos uma história do imperador Justiniano. Lia-se ali que os apedeutas de Constantinopla haviam baixado, em péssimo grego, um édito contra o maior capitão do século, porque este herói pronunciara as seguintes palavras, no calor da discussão: A verdade brilha com a sua própria luz, e não se alumiam os espíritos com as chamas das fogueiras. Asseveraram os apedeutas que tal proposição era herética, ou cheirava a heresia, e que o axioma contrário era católico, universal e grego: Só se alumiam os espíritos com a chama das fogueiras, e a verdade não pode brilhar com luz própria. Assim, condenaram os referidos ‘linóstolos’ várias frases do capitão, e baixaram um édito.”), gostaria de saber sua origem e também da expressão “apedeuto” .
Desde já agradece ao prestimoso trabalho tão escasso de ser encontrado.

Resposta:

Gisele, de “linóstolo” não encontramos nem traços em lugar algum, infelizmente.

apedeuta vem do Grego APAÍDEUTOS, “sem instrução, o que não aprende”, relacionado a PAIDAGOGOS, de PAIS -, “criança”, mais AGOGOS, “guia, líder”, de AGEIN, “guiar”, precedido pelo prefixo A-, de negação.

Nós é que agredecemos suas encorajadoras palavras.

¤ ¤ ¤