Em: Consultório Etimológico

uma pilha de palavras

Oi! A partir de hoje, vocês vão me odiar pra sempre! Gostaria de saber a origem destas palavras que seguem. Sei que vocês só respondem a 6 palavras por dia; por isso, arrumei-as em 5 blocos, que juntos totalizam 5 dias. Também gostaria de pedir um favor: é

possível dividir as palavras, etimologicamente falando, o máximo possível? É que desse jeito eu gosto mais. Tenham toda a calma do mundo pra pesquisar a origem delas, ok? Muito obrigado!

1.1) APITO;

1.2) ATRAVESSAR;

1.3) AUSCULTAR (não sei por que usar essa palavra, uma vez que já temos escutar, ou vice-versa);

1.4) AVENCA;

1.5) azucrinar;

1.6) CASCA;


2.1) CATETER;

2.2) CEPA;

2.3) CIENTOLOGIA (não sei o que é isso; deve ser coisa nova);

2.4) CONVÉS;

2.5) CURIANGO;

2.6) DISTÚRBIO;


3.1) ESGAR;

3.2) ESTRABISMO;

3.3) ESTUFAR;

3.4) ETMOCARDITE (não sei o que é crivo);

3.5) EU LÍRICO (detesto essa expressão);

3.6) EXTRATO;


4.1) FEEDBACK [inglês];

4.2) FOTOGENIA;

4.3) INTERFERIR;

4.4) LICORREXIA;

4.5) PARÓDIA;

4.6) PELEGO;


5.1) PÓLEN;

5.2) SALAFRÁRIO; e, finalmente,

5.3) TUFAR (no sentido de estufar).

Muito obrigado de novo.

Resposta:

Não se preocupe, sempre gostaremos de você.

1) Onomatopaico.

2) Do Latim ADTRANSVERSARE, de AD, “a”, mais TRANS, “através, de um lado para o outro”, mais VERSARE, “dobrar, virar”.

3) Essa é uma formação culta de escutar. Vem do L. AUS, “ouvido”, mais uma raiz de origem e significado desconhecidos.

4) Do L. VINCA, o nome da planta.

5) Talvez de azucrim, “pessoa incômoda, impertinente”, de origem desconhecida.

6) Do L. CASICARE ou CASCARE, “cair, soltar-se”, de CADERE, “cair”.

 

7) Do Grego KATHETER, “algo lançado para baixo”, de KATA, “para baixo”, mais

HIÉNAI, “enviar, largar”.

8) Do L. CIPPUS, “marco ou defesa feita de troncos e galhos”, por extensão “tronco”.

9) Não é nova, não, tem umas décadas. Dá para ver do que ela é composta. O que v. precisa é ver o significado.

10) Discutida. Há quem diga que vem de convexo.

11) Possivelmente do Quimbundo KURIANKA, “preceder”, pois essa ave costumaria seguir na frente de grupos que se deslocavam em viagem.

12) Do L. DISTURBARE, “demolir, incomodar”, de DIS, aqui como “intensamente”, mais TURBARE, “confundir, perturbar”.

13) Origem duvidosa.

14) G., STRABISMÓS, “vesguice”.

15) De es-, mais tufar, do G. TYPHOS, “inchar, intumescer”.

16) Etmo vem do G. ETHMOS, “peneira, crivo”, de ETHEIN, “peneirar, separar”. Mas essa palavra nunca vimos. O que significa?

17) L., EXTRACTUS, particípio passado de EXTRAHERE, “puxar, retirar”, de EX, “fora”, mais TRAHERE, “puxar”.

17) Essa não conhecemos. De que se trata?

 18) Do ant. Ing. FEDEN, “alimentar”; mais BAC, “para trás”. Dar uma resposta é metaforicamente como “alimentar de volta”.

19) Do G. PHOS, “luz”, mais GENÓS, “nascimento, geração”.

20) Do L. INTER, “entre”, mais FERIRE, “golpear”.

21) Do G. LYKOS, “lobo”, mais OREXIS, “fome”. Trata-se do desejo desmedido de comer carne.

22) Do G. PARODÍA, “canção ou poema burlesco”, de PARA, “ao lado”, mais AOIDÉ, “canção”, de AEÍDEIN, “cantar”.

23) Do Espanhol PELLEJO, “pele de animal, do L. PELLIS, “pele, couro”.

24) Do Latim POLLEN, “farinha fina, pó do moinho”.

25) Possivelmente do L. SALAX, “lascivo, lúbrico”.

26) Veja em estufar, que v. mesmo perguntou há poucos dias.

¤ ¤ ¤