Palavra dinamite

ihh. acho que a carapuça serviu

Espero que ao dizer “(…) estávamos já meio jururus com certas grosserias que recebemos (…)” não estejam se referindo às minhas alfinetadas…
Sou muito crítico e muitas vezes um tanto chato, mas sempre espero estar fazendo críticas construtivas.
Tá bom, eu admito que vez ou outra pego no pé de vocês. Mas vocês sabem que é só brincadeira… certo Dr. ABC?
Para não deixar de implicar nem mesmo quando estou me desculpando por fazê-lo, notei um erro no fim do 5º parágrafo da nova edição (66) do X-8. Há um espaço acidental no meio da palavra “como” está escrito “(…) com o eu?”, quando deveria ser “(…) como eu?”.
E na edição 65 de “Etimologia no Maternal”, no fim do 2º parágrafo está escrito “(…) quando ainda era viva” e provavelmente deveria ser “(…) quando ainda era jovem”
Este último caso inclusive já foi apontado anteriormente pela ana.maria, mas ela filosofa tanto que acho que vocês nem perceberam (ana.maria, entenda como um elogio einh…).

Hip, hip, hurra! Três vivas para a Gabriela Muhlbach que desenhou este site com gosto de chocolate.

E para não perder a viagem, qual a origem de:

1 – carapuça
2 – método
3 – company em inglês, têm a mesma origem de companhia? caso não, qual a origem?
4 – dinamite (algo a ver com dinâmico?)
5 – estrebuchar
6 – estribo

Resposta:

Mas e esta agora? Você é cortês e divertido, nada a ver com os fantasmas que nos assolam.

 A frase da nossa cansada professora se enquadra na figura chamada “ironia”, e ela quis dizer exatamente o que disse. A gente perguntou para ela.

E tenham certeza que nossa Gábi merece muitos hurras.

1) Do Espanhol CAPERUZA, do Latim CAPPA, “capa, peça para cobrir ombros e cabeça”. “Chapéuzinho Vermelho” em Espanhol se chama CAPERUCITA ROJA.

2) Do L. METHODUS, “maneira de ir ou de ensinar”, do Grego METHODOS, “investigação científica, modo de perguntar”, originalmente “perseguição, ato de ir atrás”, de META-, “atrás, depois”, mais HODOS, caminho”.

3) São a mesma palavra, com a mesma origem.

4) Tudo a ver. Vem da palavra DYNAMIT, feita pelo seu inventor Alfred Nobel em 1867 para nomear seu método para tornar mais seguras as explosões em minas, que vem do Grego DYNAMIS, “poder”, de DYNASTHAI, “ser capaz, ter poder, ser forte o suficiente”.

5) Olhe em “trabuco” na Lista de Palavras.

6) Do Latim STREPUM, “estribo”.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!