Palavra inane

aforismos

Imperdível o livro sobre aforismos de Karl Kraus. Detesto papo fútil e adoro aforismos, economia na linguagem, síntese – embora nem sempre eu mesma consiga. Lendo veio a necessidade de saber a origem de “inane”, que parece vir de inanimado (sem alma) mas se desvia pelo caminho. Também se há parentesco grego (etimológico)entre Hipocrisia e Hipócrates. E quero muito mais, que fica para depois.Quero tudo e mais um pouco. Minha amiga de infância diz que não sabe como eu consigo dormir, com a cabeça a mil que tenho. Mas não me chame de… como é mesmo…?

Resposta:

Nós aqui vamos chamá-la de “elétrica”, pronto.

Inane vem do Latim INANIS, “vazio, sem valor, inútil”, mas seu faro falhou. Nada tem a ver com ANIMA “alma”, embora pareça uma explicação óbvia. Deriva de IN-, “em”, mais ACNUS, “fundo”, palavra esta que desapareceu cedo no Latim.

Hipocrisia vem do Grego HYPOKHRINESTHAI, “representar um papel, fingir”, formado por HYPÓS, “abaixo”, mais KRINEIN, “separar, escolher, peneirar”.

A evolução do sentido foi de “separar gradualmente” para “responder”, para “responder dentro de uma peça de teatro”, para “representar, fingir um papel”.

E o nome de Hipócrates vem de HIPPOS, “cavalo” mais o verbo KRATEO, “eu domino”. É um nome muito antigo, que refletia a época em que uma pessoa que controlava um cavalo se destacava no seu meio.

Veja que ambos os prefixos eram totalmente diferentes (inclusive na pronúncia), mas acabaram sendo iguais em nosso idioma, por conta das simplificações de grafia.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!