Palavra maciço

Massa

Um escritório totalmente em preto-e-branco do decadente Edifício Éden, num bairro da cidade cuja existência é negada pela Prefeitura, de tão ruim que ele é.

Tudo o que entra ali perde a cor e se qualifica em tons de cinza. Há uma enorme escrivaninha de frente para a porta de entrada, atrás da qual se senta o Detetive Etimológico.

Seu rosto audaz, de linhas nobres, feições endurecidas pelas lutas que ele mantém pelo conhecimento das origens das palavras que ele jurou defender, ostenta o olhar de águia do guerreiro que está sempre atento às armadilhas que possam estar preparadas contra ele.

Pelo menos é assim que ele se imagina, pois de fora ninguém consegue enxergar a sua face, escondida entre o chapéu de abas largas e a gabardine folgada com gola levantada.

Ele está ali e espera pacientemente pela palavra que está indo consultar com ele. Os passos dela ressoam, tímidos, pelo corredor e vão se aproximando da porta onde há apenas uma placa de latão polido – a única coisa polida no bairro, aí incluídos os modos dos habitantes – que diz apenas “X-8”.

A palavra bate à porta e entra, após um instante. Senta-se à frente da escrivaninha e, após um gesto cheio de simpatia dado pelo chapéu, faz a sua consulta.

– Como o senhor vê, seu detetive, eu sou Massa. Não conheço a minha origem, gostaria de sabê-la e juntei um dinheirinho ao longo destes tempos de trabalho para investigar…

O corajoso detetive olha para ela, concentra-se um pouco (para impressionar; como ela tinha marcado a consulta com antecedência e dado o nome, ele havia preparado tudo) e começa:

– Seu nome vem do Latim massa, “pasta, massa, amontoado de material”, do Grego máza, “bolo de cevada”, relacionado a mássein, “amassar, juntar, unir”.

Assim, tanto pode ser usado para descrever um agrupado coerente de material como um alimento feito da farinha de algum cereal: talharim, raviólis, nhoques, chlépt.

Este aspecto gastronômico ocorre em Português, veja bem, pois em idiomas como Espanhol e Italiano a palavra usada é pasta.

Você tem parentes, palavras que derivaram de você. Uma delas é maciço, com o significado de “sólido, volumoso, grande”. A atual moda de fazer traduções descuidadas de filmes falados em Inglês está gradualmente familiarizando nosso povo com a detestável palavra massivo, de massive, que significa exatamente maciço e como tal deveria ser traduzida.

Falando em Inglês, há que ter cuidado ao ler mass, pois lá essa palavra tanto pode querer dizer massa – no sentido físico – como missa.

Com este último sentido, ela deriva da frase em Latim que se dizia no fim do serviço, Ite missa est, “Ide, estão enviadas” (as vossas palavras, vossos pedidos, orações”, do verbo mittere, “mandar, enviar”.

– E diga-me, senhor detetive, minha homófona maça é também parenta? Sabe, aquele martelo com pontas que o pessoal na Idade Média usava para dar dores de cabeça uns nos outros.

– Não, aquela palavra, apesar do som idêntico ao seu, vem do Latim mattea, “cabo de madeira”.

Mas você tem um descendente bastante novo, mássico, bem pouco conhecido . Ele é usado em Física e quer dizer “relativo à massa como grandeza física”. Esse só circula em esferas muito especializadas.

– Mas massacre deve ser parente, né, com aquela massa toda de gente sendo morta…

– Pois não é. Na verdade, a origem dessa palavra tão assustadora é desconhecida. Mas, para compensar, pode estar certa de que massificar, “tornar todos iguais, padronizar, vulgarizar” é sua descendente.

Por ora é o que eu tenho a lhe contar sobre suas origens.

Agora, se você puder me repassar os honorários…

A palavra saiu, satisfeita. Agora ela se sentia melhor, tinha uma história, uma identidade. E X-8 tinha mais um dinheirinho no bolso.

Resposta:

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!