Consultório Etimológico

Pergunta #860

qual a origem da palavra vestibular?

Resposta:

Cristina:
VESTIBULUM era, em Roma, a peça de entrada da casa, onde as pessoas completavam as suas vestes quando iam sair ou onde deixavam as roupas mais pesadas ao chegar, se fosse o caso.
O exame “vestibular” é uma ante-sala da faculdade, a peça de entrada, por assim dizer, e daí vem o seu nome.

Pergunta #859

Mestre:

outras palavras: Design(eh inglês, mas enfim)-Destino-Serviço

Reconheço seu profissionalismo na última resposta. Porém, o que quer dizer “origem mal definida”?Quer dizer “não sei”?

Abs

Resposta:

Marcelo:

“Design” vem do Latim DESIGNARE, “destacar, salientar”, formado por DE-, “fora”, mais SIGNARE, “marcar, sinalizar”, derivado de SIGNUM, “sinal”.
“Destino”: de DESTINARE, “firmar, estabelecer”, com o sentido de “o que foi firmemente determinado”, como se diz ser o caso do destino.
“Serviço” é do Latim SERVITIUM, “escravidão, servidão”, de SERVIRE, originalmente “ser um escravo”, mais tarde com o sentido “ser útil em algo, prestar auxílio”. Vem de SERVUS, “escravo”, provavelmente de origem Etrusca.

Quando não sei algo, eu digo; a expressão “origem mal definida” quer dizer que os alfarrábios que consulto e que ainda não consegui decorar desconhecem de onde veio a palavra.

Pergunta #858

Prezado mestre: inicio com duas ponderações. 1)apresentar o significado de [distractor] foi muito válido, o senhor ajudou uma ′quase doutora′, ora fazendo a consulta bibliográfica para sua tese; 2) que história é esta de responder ao Daniel [ peso demais para ombros humanos]???? O senhor, por acaso,não é uma traça gigante?? ou estava me enganando todo este tempo???
Agora a perguntinha de hoje:há muito tempo, não ouvia/via a palavra [estrupício] que, de repente, apareceu em um jogo de palavras cruzadas. Qual a origem deste vocábulo?

Resposta:

Lúcia:

1) Alegra-me saber que dei uma minúscula mão – ou pata – para a tese da futura doutora, à qual desejo sucesso.
2) Não estive enganando você, minha cara; estou enganando é o Daniel, que não sabe que sou apenas uma traça.

“Estrupício” vem do Italiano STROPICCIARE, “fazer ruído cavalgando, atritar” do Gótico STRAUPJAN, “esfregar, friccionar”.

Pergunta #857

Boa Tarde Querido Mestre

A primeira vez que entrei no site, ja li tudo que tinha direito. E é claro que tem que ter a confiança no mestre, pois voçê sabe( ou deveria, eheh) conhecer de tudo. Gosto de saber da origem e de alguma curiosidade, por isso sempre pergunto sobre a curiosidade de tal coisa.
A minha pergunta de hoje, é sobre a expressão, “bode espiatório” e aproveitando, gostaria de saber também sobre o termo “laranja” para designar alguem que é dono no papel mas na verdade nao manda em nada.
Um Abraço e até a proxima.

Resposta:

Daniel:

Não me coloque na obrigação de conhecer tudo, que é muito peso para meus pobres ombros humanos!

Tanto é assim que vou começar confessando a minha ignorância: não consegui descobrir de onde vem o hábito de chamar de “laranja” a pessoa que faz o papel de testa-de-ferro. Manterei as pesquisas.

Quanto ao pobre bode expiatório (om “X”!), é o seguinte: os antigos Hebreus, no Yom Kippur, entre vários sacrifícios, sorteavam um bode para ser o que iria receber todos os pecados da comunidade, para ser depois largado no deserto para que os males se afastassem.
O Hebreu AZAZEL, “bode que parte”, foi mal traduzido para o Latim como CAPER EMISSARIUS, “bode que leva”. Atualmente, “bode expiatório” (“expiar” vem do Latim EXPIARE, “purificar, limpar através de um sacrifício”) é usado para classificar uma pessoa que é punida pelos erros alheios.

Pergunta #856

Olá, gostaria de saber a origem de um nome: Casemiro. Já ouvi dizer que tem origem portuguesa, inglesa, francesa, uma miscelania doida! Mas gostaria realmente de saber a origem e o significado dessa palavra. Um grande abraço!

Resposta:

José Henrique:
Parece que, nessa miscelânea, você só não ouviu a verdadeira nacionalidade: KAZIMIERZ é Polonês. Vem de KAZAÓ, “ordenar, impor”, mais MIÉRZ, derivado de MIR, “paz”.
Ou seja, é “o que impõe a paz”.
Tarefa dura nestes dias!

Pergunta #855

desculpe qualquer mal entendido, mas são perguntas que julgo interessantes:

SEXO;
BUSSETA;
GOSTOSO;
SACANAGEM;

P.S.: eu fui o que fez a pergunta da palvra “poder”(q foi a minha estréia)..reafirmando que não tenho pretenções denegrir o site, etc…além de acreditar q não só eu tenho curiosidade sobre essas coisas….
(;)) Abs,
e valeu pelo elogio da minha pergunta-estréia..
Fui..

Resposta:

Marcelo:
a) Do Latim SEXUS, do verbo SECARE, “cortar, separar”, pois uma espécie é “separada” em dois sexos.
b) do Latim BUXIS, “pequena caixa “, derivado de BUXUS, “buxo”, um tipo de madeira de grão adequado para trabalhos delicados de marcenaria.
c) Do Latim GUSTUS, “gosto, sabor”.
d) De origem mal definida.

Pergunta #854

QUAL O SIGNIFICADO E ORIGEM DAS PALAVRAS:

SINCERO E ABACATE?

Resposta:

Maria de Lourdes:

“Sincero” vem do Latim SINCERUS, originalmente, “puro, inteiro, de uma única origem”, como oposto a “híbrido, misturado”. A palavra se formava de SIN-, “um”, e a raiz do verbo CRESCERE, “crescer”. Referia-se aos rebentos que nasciam da muda de uma planta.

“Abacate” é do idioma Náhuatl do México, onde se dava a essa fruta o nome de AWAKATL.

Pergunta #853

Olá

Eu de novo!!!

Qual a origem da expressão “Sufrágio Universal” ?

Obrigado

Sérgio

Resposta:

Sérgio:

“Sufrágio” vem do Latim SUFRAGARI, “dar apoio, votar a favor”, de SUB-, “abaixo”, mais FRAGOR, “ruído, gritos (como de aprovação)”.
“Sufrágio Universal” significa “o direito de voto estendido a todos os cidadãos de um país”. Houve épocas em que nem todos podiam votar.

Pergunta #852

Bom dia Dignissimo Mestre

Sobre a vaquinha acabou nao dando certo. mas é bom pra apreender a nao fazer novamente. Ontem fui na casa dos meus avos, e conversando com eles, eu disse algo que eles nao gostaram e os dois juntos bateram com os dedos na madeira e disseram: “Isola”. De onde vem esse costume? e aproveitando, meus avos sao gauchos, e principalmente meu avô, fala muito, ” Bah Tchê”. Gostaria de saber alguma curiosidade sobre isso. As perguntas estão cada vez mais interessante e sempre que posso dou uma olhadinha. Parabéns. Um abraço.

Resposta:

Daniel:
Bom dia, digníssimo e fiel discípulo.
Às vezes a gente tem que pagar para aprender que, para comprar uma vaca, tem que ser com pessoas de confiança.

Falando nisso, você está confiando demais em mim; você me pede a origem até de costumes, quando me proponho, mal e mal, a descobrir a origem de palavras.
Mas desta vez a sorte está do seu lado (jogue na loteria; ganhando, 10% são meus, pela idéia) e vou poder lhe contar que o “isolar”, tocando na madeira vem dos Celtas.
Eles cultuavam a árvore, por acreditar que ela era a representação dos deuses na terra. Daí se formou a idéia de que tocar madeira aprisiona os espíritos maus e os faz cair vencidos.

Para um gaúcho, o “Tchê” é inseparável. Seu uso é como vocativo da segunda pessoa do singular, pois só a ela se refere. Não se pode usar “Tchês” para um grupo de pessoas. Ou seja, usa-se para chamar a atenção de outra pessoa.
A origem não está bem definida, mas não parece ser americana e sim espanhola, onde havia um vocábulo semelhante em forma e função na região de Valência.
Meus leitores são ótimos, portanto as perguntas também.
Mas, Tchê, não te esqueças de explorar o resto do site!

Pergunta #851

Olá

Qual a origem das palavras “dogma” e “Postulado”? Existe alguma relação na origem de ambas?

Grato

Sérgio

Resposta:

Sérgio:

“Dogma” vem do Grego DOGMA, literalmente “aquilo que nos parece verdade”, do verbo DOKEIN, “pensar, parecer bom”.

“Postulado” vem do Latim POSTULATUS, “processado, indiciado”, de POSTULARE, “exigir, demandar”, derivado de POSCERE, “exigir com urgência”.
A fonte é uma raiz Indo-Européia PREK-, “fazer perguntas”.

Portanto, tais palavras têm origens diferentes, mesmo que agora seus significados se assemelhem.

Pergunta #850

Ó sabio e incontestavel Bwana…

De onde vem a palavra “cosmopolita”?

ÊÊÊÊÊta mundo mais louco esse…

Abração!
T.

Resposta:

Prezado Sr. Tchê Loco:
Ouçam todos! Virei não só sábio e incontestável, como Bwana! Respeitem!

“Cosmopolita” se forma por COSMOS, “ordem, universo” e POLITES, “que faz parte de uma POLIS, uma cidade”, ou seja, um cidadão.
Um indivíduo “cosmopolita” é um “cidadão do mundo”, alguém que tem conhecimento do mundo, seja através de viagens, seja por cultura.

Pergunta #849

Prof. Traça, obrigada pela pronta resposta a meus SOS.
Voltando ao arqueiro do Filipe, qual a origem da palavra [aljava]? Já a havia encontrado no salmo 126 [como flechas que um guerreiro tem na mão são os filhos de um casal de esposos jovens. Feliz do pai que com tais flechas consegue abastecer a sua aljava.]

Resposta:

Lúcia:
“Aljava” vem do Árabe AL-YABA, “o carcaz, a aljava”. Parece que só existe nos idiomas da Península Ibérica, além do Árabe, claro.
Esta parte do Salmo é belíssima; religiosos ou não, todos os pais deveriam lê-la.
Espero ter sido de utilidade quanto ao “distractor”. Acho até que vou começar a usar por aqui, que tal?

Pergunta #848

-Origem da frase “dinheiro em espécie” tem algo a ver com “especiarias utilizadas como dinheiro?”.
-Origem da palavra “cheque”.
-Origem da palavra “dinheiro”.

Resposta:

Oswaldo:

“Cheque” vem do Inglês CHECK,, que vem do Francês ESCHEQUIER, a jogada chamada “cheque” no jogo de xadrez. E essa palavra veio do Latim SCACCUS, “jogo de xadrez”, do Persa SHAH, “rei”.
Quando o rei está em cheque, o jogador está num aperto; daí surgiu o sentido metafórico de CHECK como “evento adverso”.
Depois passou a ser “uma medida contra o evento indesejado de perda ou roubo de dinheiro”. Com este sentido bancário, a palavra se encontra em uso no Inglês desde 1798.

“Dinheiro”: do Latim DENARIUS, originalmente o nome de uma moeda de prata valendo dez “asses” (outra moeda) de cobre. E a moeda de prata recebeu tal nome a partir de DECEM, “dez”.

“Dinheiro em espécie”: da frase latina IN SPECIE, “na forma real” – isto é, dinheiro em moeda, não em papel. SPECIES originalmente queria dizer “aparência, aspecto, vista”, derivado do verbo SPECERE, “olhar”, que veio do Indo-Europeu SPEK-, “observar”.
Interessante é que agora o “dinheiro em espécie” é justamente em papel.
Essa história de dinheiro em especiarias, como se vê, não é verdade.

Pergunta #847

S.O.S. – uma amiga pergunta-me o signficado de [distractor[, que aparece neste texto em português de Portugal. Saber o que significa?

No que concerne ao ambiente físico, os professores devem chamar a atenção dos alunos para as consequências que os distractores podem ter na aprendiagem, instruí-los em formas de (re)organizarem o local de trabalho e de utilizarem todos os recursos.

Resposta:

Lúcia:
Está aí uma palavra que bem que faz falta aqui em nosso país.
“Distractor” é um adjetivo que se aplica àquilo que desvia a atenção de uma dada tarefa, que “distrai”.
Também é um instrumento usado em cirurgia, mas certamente não é esse o caso do texto.

Pergunta #846

Cuidado Sr. Traça, uma das flechas do Filipe pode atingi-lo! Este cliente está se adiantando à proibição das armas de fogo?
Perguntinha do dia: qual o origem da expressão [pé direito] significando a altura de um lugar? ex.: o pé direito das casas antigas é mais alto do que o das casas atuais.

Resposta:

Lúcia:
Já comprei um escudo. Se depender das ilustradas autoridades de nosso país, em breve as flechas serão tudo o que restará para nos defendermos das balas de fuzil dos criminosos. Ainda bem que eu vivo só entre as folhas dos livros.

Pois “pé-direito” é uma expressão sobre cuja origem não consegui nada. O uso de “pé” se explica: a cadência dos versos era marcada com o pé (de onde a expressão “verso de pé quebrado”, o verso de métrica mal feita), de onde a palavra “pé” ser usada para expressar diversos tipos de medida, tanto em tempo como em comprimento.
Assim, “pé” designa distância piso-forro, altura de uma porta, de um sustentáculo de arco, etc.
Aventamos que a expressão seja devida a que a medida é feita na perpendicular, em ângulo reto, ou seja, “direito”.
Mas nada encontramos esclarecendo isso nos alfarrábios.

Pergunta #845

Gostaria de saber a origem da palavra guidão. Obrigado

Resposta:

José Renato:
Esta palavra vem do Italiano e do Provençal Antigo GUIDARE, “guiar, liderar”; originou-se no Gótico WINGJAN, “mostrar uma direção”.
Inicialmente, GUIDON em Francês era um estandarte, um ponto de referência no campo de batalha, um sinal para reunião.
Depois o nome foi aplicado às bicicletas e aos veiculos automotores, já que é essa parte do equipamento que serve para os guiar.

Pergunta #844

Gostaria de saber a origem da palvra ¨COTIDIANO¨
Obrigada

Resposta:

Fernanda:
Essa palavra, que também pode ser grafada “quotidiano”, vem do Latim QUOTIDIANUS, de QUOTUS, “quantos, qual a posição na ordem” e DIES, “dia”.

Pergunta #843

Boa Tarde dignissimo Mestre

Venho com uma pergunta que me ocorreu durante o pagamento do almoço da firma. De onde vem a expressão ” fazer uma vaquinha” para pagar algo?
Agradeço muito
Abraços

Resposta:

Daniel:
Essa expressão não tem origem definida. Aventa-se a possibilidade de que ela venha do fato de às vezes, no meio rural, as pessoas se reunirem para poderem pagar o preço de uma vaca ou touro para futura venda, repartindo depois os lucros.
E a vaquinha, deu certo?

Pergunta #842

Eu gostaria de saber a origem das palavras(na verdade verbos)brigar e colaborar,e ainda se vocês saberiam me dizer por que são atitudes culturais.Desde já obrigada!!!

Resposta:

Juliana:

“Brigar” vem do Celta BRIGA, “força, luta”, pelo Francês BRIGUE.
“Colaborar” vem do Latim COLLABORARE, “trabalhar junto, em combinação”, de COM-, “junto”, mais LABORARE, “trabalhar, obrar, produzir”.

Seriam mesmo atitudes culturais ou ficariam mais na dependência da personalidade dos indivíduos?
Temos dúvidas.

Pergunta #841

Oi, Sr. Sapiência! Como sempre sua fã além-mar tem um panorama vislumbrante da querida Lisboa. Interrogação de hoje:
“Endotimia”- Dá para ajudar?!
Ah! Já ia me esquecendo, para o dia dos professores vou lhe enviar uma “macieira portuguesa”, o senhor merece bem mais do que uma só maçã! Vai ser uma festa saborosa!!!!!
Com toda a admiração de sempre,
Selma

Resposta:

Selma:
Todos por aqui estão invejando a sua visão de Lisboa. Aproveite por nós!
Mas “endotimia” não descobrimos em nenhum dicionário, em vários idiomas.
Deduzo que seja palavra nova, cunhada a partir de ENDO-, “em, dentro”, mais THYMÓS, “ânimo, coragem, valor, desejo vital”.
Significaria essa palavra algo como “recursos internos para enfrentar uma situação?”
São apenas especulações.

Aguardo ansioso a macieira.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!