Consultório Etimológico

Pergunta #1263

Resondendo mais profundamente à Miriã Isabel: Nós somos traças altamente evoluídas devido aos ensinamentos de nossa Traça Maior, o Amado Mestre, o Sapiencial, o Herdeiro da sabedoria etimológica!! E nossa organização tem a IEU (Igreja Etimológica Universal) da qual vc já faz parte e já pode começar, aliás, deve começar a contribuir com o dízimo. Como Diácono em 1º Grau e mestre da POMFOM, dou tb as boas vindas a Vc.
Mestre, responda-me: é verdade que “felicidade” tem a mesma origem de “fertilidade”

Resposta:

Diácono:

Acho que vou nomeá-lo nosso Encarregado de Relações Públicas, tão boa foi a sua descrição feita para a nossa nova aquisição. Ainda não o fiz porque isso iria dobrar o seu salário e temo que você não se interesse por coisas tão grosseiras e materiais.

Essas duas palavras não são relacionadas. A 1ª vem do Latim FELIX, “frutífero, feliz”.
A 2ª, de FERTILIS, “fértil”, que deriva do verbo FERRE, “carregar, portar, levar”.

Pergunta #1262

Para REBEBES: não tem jeito não! agora ninguém segura essa militante! Vamos ter que dar uma penitência extra pra Diac. Paty se converter!

Resposta:

Pergunta #1261

Na meu teclado falha às vezes. Peço desculpas. Bem vinda MERABE!!

Resposta:

Diácono:

Um dos princípios da IEU é sempre dizer a verdade, como você vem fazendo ao contar sobre nossos dízimos. Portanto, não ponha a culpa no pobre teclado; diga: “meus dedos falham às vezes” e durma com nossas bênçãos.

Pergunta #1260

Bom dia, prof.!
Antes de iniciar meu trabalho, corri pra cá!!!!
Oh! Senti-me estimada com sua resposta! Ogrigada! E por ter-me sentido assim, “tão de casa”, sinto até o cheirinho das páginas amarelas de enciclopédias visitadas com frequencia antes da internet… portanto, tomo a liberdade de perguntar sobre várias palavras: “dominar”, “irritar”, “abatido”. Tenha um bom dia! Muito grata.

Resposta:

Deli:

Você é de casa mesmo. Pode sentir o cheiro das folhas, mas não as morda que é tudo meu.

“Dominar” vem de DOMINUS, “senhor”, que deriva de DOMUS, “casa”. De onde se vê a importância que o lar tem numa sociedade.

“Irritar” é do Latim IRRITARE, “provocar, estimular, instigar”.

“Abatido” é particípio passado de “abater”, de AD-, “junto”, mais BATTERE, “bater, espancar, sovar”. Uma pessoa que levou uma surra – real ou metafórica – sempre se mostra “abatida”.

Pergunta #1259

Amado Mestre
Como Diácono em 1º Grau da IEU e Mestre da POMFOM, quero dar as boas vindas a Mirabe.
Informo que a Diaconisa Paty está torrando todas as nossas arrecadações da IEU!! Essas férias estão saindo mui caras.Aviso a Delicadeza: Vê se dá um jeito nela!!!
Surgiu uma dúvida entre nós: “descaso” – “desprezar” têm a mesma origem?
PS.O Mestre recebeu no último malote o manuscrito de Galileu? A celulose foi cuidadosamente elaborada, tem um sabor levemente adocicado, do jeito que Sua Sapiência aprecia.

Resposta:

Prezado Diácono:

Diga à Diaconisa que eu peço um pouco de contenção, para que sobre um pouquinho de dízimo para a nossa Central.
Acho que o último pacote se extraviou; terá o correio a cavalo sido atacado pelos índios? Lamento não ter recebido o manuscrito de Galileu.
Pelo visto, você andou lambendo o papel. Se continuar assim, ainda vou ter o prazer de o ver transformado em traça.

“Descaso” e “desprezar” começam pelo mesmo prefixo DES-, com sentido negativo aqui. Na 1ª palavra, ele está para mostrar que se está fazendo “pouco caso” de alguém (CASUS, em Latim).
Na 2ª, aponta para pouco ou nenhum apreço (do Latim PRETIARE, “dar valor, apreciar).

Logo, no que importa, não têm a mesma origem, apenas usam o mesmo prefixo.

Pergunta #1258

Olá Doutor

Eu… de novo!

Qual a origem de :

Milagre
Nascer
Morrer

Grato

Resposta:

Olá. Sérgio.

“Milagre” vem do Latim MIRACULUM, “portento, prodígio, maravilha, coisa extraordinária”, relacionado com MIRARE, “olhar, prestar atenção”.

“Nascer” é do Latim NASCERE, “nascer, proceder de, surgir”.

“Morrer” é do Latim MORI, “perder a vida, fenecer, desaparecer”.

Pergunta #1257

Olá!Minha prima me indicou este site, aí passei aqui pra tirar uma dúvida…
Gostaria de saber o significado e a origem da palavra CRENÇA.
Antecipadamente, meu agradecimento…

Resposta:

Merabe:

Agradeça à sua prima por nós e voltem sempre.

“Crença” vem do Latim CREDERE, “acreditar, ter confiança”.
Outros derivados: “credor”, “crédito”, “crente”, “incrível”, “crédulo”., “credencial”

Pergunta #1256

Caro Dr. Alúzio…
Sou muito grata pela resposta.Estou amando o site e já me considero uma fã… e estou curiosa pra saber +, se é uma entidade, uma organização…
Deixo mais uma perguntinha, aliás tres palavrinhas:
Tribulação
Aflição
Angústia
parecem ter o mesmo significado + e a origem?!
Desde já fico agradecida…

Resposta:

Miriã:

Oba, uma fã do site! Pode elogiar à vontade, que eu adoro fazer ciúmes às moças possessivas que consultam aqui…
Não somos uma entidade; estamos mais para uma desorganização do que para organização.
Somos apenas um pequeno grupo de pessoas fascinadas com as palavras.

“Tribulação”: em Roma, dava-se o nome de TRIBULUM à mó usada para esmagar os grãos para fazer farinha. Essa palavra vinha de TRITERE, “esfregar, atritar”, relacionada com o Grego TRIBEIN, de mesmo significado.
A metáfora é muito expressiva: quem ainda não se sentiu “esmagado” por uma situação preocupante?

“Aflição”: vem do Latim AFFLIGERE, “fazer sofrer, trazer dificuldades”, formado por AD-. “sobre”, mais FLIGERE, “golpear, bater, vergastar”, relacionado com FLAGELLUS, “chicote”.
Quando a gente está aflito, não parece que há um diabinho nos ombros da gente chicoteando sem parar?

“Angústia”: em Latim, ANGUSTIA era “estreitamento, aperto, situação de emergência”, relacionado com ANGOR, “opressão, tormento, dor”.
Você não sente um aperto no peito quando está angustiada?

Com esses exemplos que você parece ter escolhido a dedo, como é que uma pessoa não vai se encantar com a maneira como as palavras foram construídas?

Pergunta #1255

Antes de ser destituída de meu cargo, com querem alguns… pergunto: qual a origem da palavra [bazófia] – vide Correio do Povo de hoje, onde ela aparece.

Resposta:

Lúcia:

Não, você não será destituída do seu cargo. Além de ninguém querer a sua saída, você já deu provas do seu conhecimento.

“Bazófia” originalmente era um prato de comida, uma burundanga: em Italiano, BAZZOFIA é uma mistura de elementos estranhos entre si.

Pergunta #1254

Bom dia, Prof.!
Hummmm…. realmente está me conhecendo a fundo! Sou possessiva apenas naquilo que gosto muito! Mas sei repartir também!

Ajuda-me com a palavra “cancelar”…
Mui agradecida!

Resposta:

Deli:

Viu só como minhas antenas são boas? Mas não tenha ciúmes, não, que aqui há suficiente coração para todo o pessoal!

“Cancelar” vem do Latim CANCELLI, “barras cruzadas”.
CANCELLARE significava “gradear, riscar traços sobre palavras de um documento, eliminando a sua validade”.

Pergunta #1253

Hummmm… quanta gente nova!!! Espero que as doses sejam bem distribuidas, pois não fosse ficar nenhum dia sem elas!!! organizem-se, hein?! Peça logo o dízimo aos novos participantes… espero não ter desfalque no estoque!!!
– olha só minha crise de ciumes!!! rs….
Boa tarde, prof.! O colorido do carnaval é atrativo, mas não comestível!!! rs…
Bem, neste final de dia, peço sua ajuda para: “atrativo”. Muito agradecida!

Resposta:

Deli:

Não seja ciumenta, tem prá todo o mundo! Possessiva!

“Atrativo” vem do Latim ATTRAHERE, “atrair” mesmo, de AD-, “junto”, mais TRAHERE, “puxar, trazer”.
Não é expressivo?

Aproveitarei o Carnaval para tentar comer confetes e serpentinas, que me disseram ser muito gostosos para um lanche leve.

Pergunta #1252

Caro Prof.
Gostaria de saber o significado do ano “bissesto”, pois se ele se repete a cada 4 anos, menos os multiplos de 400, por quê “bi-sexto” algo que lembra duas vezes seis?
grato pela atenção.
Ari

Resposta:

Ari:

Os romanos contavam os dias do mês de um modo muito diferente do nosso.
Eles fixavam o nome de 3 dias por mês: “calendas”, o dia 1º; “nonas”, o 5º ou o 7º, conforme o mês; “idos”, o 13º ou 15º.
Os demais dias eram nomeados conforme a distância deles em relação a esses três.
Quando eles precisavam colocar um dia extra no ano, eles o colocavam depois do dia 24 de fevereiro, e não depois do 28, como agora.
O dia 24/2 era chamado DIES SEXTUS ANTE KALENDAS MARTIAS, “o sexto dia antes das calendas de março”. Quando havia um dia a mais, esse era chamado BIS SEXTUS DIES ANTE KALENDAS MARTIAS, ou “o segundo dia sexto antes das calendas de março”.
Logo, a palavra não lembra “duas vezes seis”, e sim “duas vezes o sexto”.

Pergunta #1251

Prof.Alaúzo:
Minha dúvida é quanto à origem das palavras “católico” e “catecúmeno”, em verdade, sobre o radical “cat”, de onde derivam ainda catecismo e outras.
Grato pela atenção.

Sérgio Gonçalves

Resposta:

Sérgio Ricardo:

Você farejou bem. Essas palavras começam pelo prefixo grego KATA-, que tinha o significado de “para baixo, de acordo, totalmente, contra, de volta”. Assim, “católico” vem de KATHOLOU, “universal”, de KATA- como “completamente” e HOLOS, “todo”.
“Catecúmeno” vem de KATECHIZEIN, “ensinar oralmente”, de KATA-, “totalmente”, mais ECHEIN, “soar”.

Pergunta #1250

Olá!
Por gentileza, gostaria de saber a origem da palavra GLÓRIA e qual o seu significado em latim…

Resposta:

Miria Isabel, seja bem-vinda.

Essa palavra em Latim era GLORIA, exatamente como agora mas sem o acento, que não existe nesse idioma.
Significava “grande elogio ou honra”.
As origens anteriores ao Latim são incertas.
Lá pelo ano 1300 tinha o significado de “magnificência”.

Pergunta #1249

Boa Noite!
Gostaria de saber a origem da palavras:
Santo
Santificado
Santidade

Muito Obrigado

Resposta:

Olá, Sílvio.

As duas últimas palavras são derivadas da primeira.
E esta vem do nome de um deus romano, SANCUS.
Ele era quem garantia os juramentos. Quando ele era invocado ao se jurar alguma coisa, aquilo ficava SANCTUS, particípio passado de SANCIRE, “consagrar”. Logo, SANCTUS era “consagrado, aquilo que se deve respeitar acima de tudo, santo”.
Nossa palavra “sancionar” deriva daí.

Pergunta #1248

Olá .. desde já agradeço a atenção!
Ando pesquisando muitas coisas sobre essa palavra, mais infelizmente alguns sites entram em contradição!
Gostaria que vcs me falassem da palavra Therion , o signifcado, de onde surgiu .. e o que puderem me mandar!
Muito obrigada, estarei esperando uma resposta de vcs…

Resposta:

Karina, seja bem-vinda.

“Therion” é Grego e quer dizer “animal selvagem”. Vem de uma raiz indo-Européia GHWER-, “selvagem” (deu WILD em Inglês).
Se você se refere à banda sueca de rock, ela teve início em 1987 e se chamava, no início, “Blitzkrieg”.
Dessa palavra o Grego fez a expressão THERIAKE ANTIDOTOS, “antídoto para o veneno de animal selvagem”, que em Português gerou “teriaga”, com o significado de “antídoto, remédio caseiro”.

Pergunta #1247

Boa tarde, prof.!
Agradeço a posição internacional que vou receber! Mui honrada! Espero que a língua no exterior seja a língua “traçadesa”, pois teria o suporte de V.S. nas traduções!

Um recadinho para Rebebes: cuidado com essa diac.Paty, pois o carnaval está chegando e teremos que organizar o BLOCO. Se ela gasta toda a economia da IEU, como será? Aliás, é preciso pensar no nome para a nossa escola de samba, hein!? Não vá deixar pra última hora e perder as inscrições!

Prof., desculpe-me o desvio do olhar… bem, como sempre, dá-me de sua sabedoria, por favor! Ajuda-me com a palavra: “inexaurível”… hoje, durante uma reunião essa palavra consumiu toda a minha energia! Muito grata!

Resposta:

Deli:

Faça jus às honrarias que lhe são concedidas. Certamente você teria o meu APOIO nas traduções. Melhor dizer assim do que “suporte”, que é uma má tradução do Inglês SUPPORT.

Hum. Lá vêm vocês humanos com essas coisas esquisitas de carnaval. Uma vez fui comer um traje usado para isso e quase quebrei meus dentes nas lantejoulas.

“Inexaurível” é o oposto de “exaurível”, que vem do Latim EXHAURIRE, “tirar as forças, esgotar”, que vem de EX-, “fora”, mais HAURIRE, “derramar, verter, esvaziar, esgotar”.
Veja só, durante essa reunião, a sua força foi “haurida” por causa dessa palavrinha.

Pergunta #1246

saudações!!!

Qual a origem das palavras:

Fanático
Fórmula
Judeu

Grato

Resposta:

Sérgio:

“Fanático” vem do Latim FANATICUS, “pertencente ou relativo ao templo”, de FANUM, “templo”, palavra relacionada com FESTUS, “festivo”.
“Fã” deriva daí.

“Fórmula” é do Latim FORMULA, “regra, método”, literalmente “pequena forma”, pois é o diminutivo de FORMA, “forma”.
Originalmente apresentava o sentido de “palavras usadas num ritual”.

“Judeu” era em Latim JUDAEUM, em Grego IOUDAIOS, em aramaico JEHUDHAI, em Hebraico Y′HUDI, de Y′HUDAH, “Judá” (“o celebrado”), 4º filho de Jacó, que teria originado uma tribo com esse nome.

Saudações também.

Pergunta #1245

Amado Mestre.
Estou um pouco triste, pois discípulas minhas estão sendo previlegiadas nas substituições de férias.O pior disso é que elas saem de férias ANTES de assumirem o cargo. Como Diácono da IEU, aliás, o primeiro e legítimo nomeado diretamente por vossa sapiência, venho requerer meu direito de poderio nos assuntos pertinentes a Teologia, Cosmologia e Transcendentalismos Ufológico!!!

Resposta:

Prezado Diácono:

Nossa Tracelência o nomeia, por meio desta, Cósmólogo Máximo e Supervisor de Transcendentalismos Ufológicos, com todas as vantagens dos cargos, inclusive o direito ao uso de chapéu cônico roxo-escândalo com estrelinhas prateadas em ocasiões cerimoniais.
O cargo de Teólogo Sênior, no entanto, será repartido com nossa discípula Lúcia, inegavelmente qualificada para tal.

Pergunta #1244

Amado Mestre
A Diaconisa Paty está dando muito trabalho para nós: O quarto que ela está teve que ser totalmente redecorado a pedido dela,com instalações de Computador, televisão com antenas parabólica e outros aparelhos eletrônicos. Depois espalham por ai que não conseguimos manter nossos gastos…. Tivemos que gastar todo o arrecado, que estava preste a ser enviado para a matriz da IEU.
E agora uma perguntinha: Eu entendi o sentido que a Delicadeza disse em sua última missiva, mas a palavra está certa? Não seria INSPENCIONAR ? Ajude grande mestre e nos diga os significados!!

Resposta:

Prezado Diácono:

Não reclame da nossa Diaconisa e de seus dengues; quem sabe a Grande Traça está testando você? Ela pediu antena parabólica; alegre-se por ela não ter pedido antenas hiperbólicas ou catabólicas. Ou de traça.
Mas pelo menos assim ficamos sabendo aonde estão indo os nosso dízimos e nos tranqüilizamos. Agora é recomeçar as coletas para ver se eu consigo um papel para roer que não seja de jornal.

Fiquei um pouco perdido com o que você falou sobre o que a Diac. Deli disse.
Não vi nada que me sugira “inspecionar” na sua última cartinha.
Mas, já que estamos aqui, não resisto a contar que essa palavra vem do Latim INSPECTIO, “olhar dentro de”, do verbo INSPICERE, “olhar, examinar com atenção”, formado por IN-, “em”, mais SPECERE, “olhar”.

Origem Da Palavra