Consultório Etimológico

Pergunta #580

Professor, eu queria saber a etimologia da palavra láudano. Meu primo, o Fulustreco, diz que vem do latim. É verdade?

Resposta:

Sra. Val:
O seu primo Fulustreco tem razão quanto à origem imediata. Em Latim, era LABDANUM, que mudou para LAUDANUM por influência de LAUDARE, “louvar”, já que os efeitos deste opiáceo como analgésico eram “louváveis”.
O Latim recebeu a palavra do Grego LADANON, de LEDON, “resina”, que era como se apresentava o remédio.

Pergunta #579

Professor: preciso com urgência saber a origem da expressão ′pomo da discórdia′. Desde já, grato.
PS: é caso de vida ou morte.
Ah, e ′the bones of contenction′, tem algo a ver com o pomo da discórdia?

Resposta:

Croquezz:
Sendo caso de vida ou morte, respondo com a maior pressa.
Num belo dia, na Grécia antiga, estavam ocorrendo as bodas de Peleu e Tétis.
Para que não houvesse problemas na festa, os deuses resolveram não convidar a deusa Éris, a Discórdia.
Ofendida, ela surgiu de repente no salão e lançou entre as convidadas uma maçã de ouro do Jardim das Hespérides, dizendo simplesmente “À mais bela”.
Armou-se tamanha confusão entre as deusas que Zeus teve que mandar as mais fortes candidatas (Afrodite, Atená e Hera), acompanhadas por Hermes, ao Monte Ida, onde se encontrava o pastor Páris, para que este decidisse quem ficaria com a maçã.
Cada uma das deusas fez as suas
promessas e ele resolveu is atrás da Afrodite, que lhe prometeu a mulher mais bela do mundo. Esta seria Helena, a responsável pela Guerra de Tróia.
Daí surgiu a expressão “pomo da discórdia” para um objeto em torno do qual surgem rivalidades.
“Bones of contention” são “os ossos da disputa”. Refere-se a expressão a uma briga canina por alimentos.
Metaforicamente tem o mesmo significado.

Pergunta #578

Bom dia!

Gostaria de conhecer a origem da palavra moleque.

Obrigado

Resposta:

José:
Esta palavra vem do Quimbundo MU′LEKE, “menino, rapazote”.
Como as pessoas costumam ser vivazes e às vezes transgressoras nesta idade, a palavra acabou se aplicando a quem tem um comportamento deste tipo.

Pergunta #577

Origem palavra beatificação.
Obrigado.

Resposta:

Valdomiro:
Essa palavra vem do Latim BEATUS, “feliz, abençoado, rico”. É o particípio passado de BEARE, “abençoar”, verbo relacionado com BONUS, “bom”.

Pergunta #576

Qual a origem da palavra aborto?

Resposta:

Edivan:
Essa palavra vem do Latim ABORIRI, de AB-, “fora”, mais ORIRI, “aparecer, surgir, vir a ser, levantar” (a palavra “origem” vem daí).
A noção que a palavra passa, conforme sua origem, é a de um ser que foi levado fora de seu curso normal de surgimento.

Pergunta #575

etimologia da palavra escravo

Resposta:

Sandra:
Os povos eslavos, da região do centro-leste europeu, chamavam a si próprios assim porque no seu idioma SLAV queria dizer “glória”.
No entanto, a história não parece ter se impressionado com o nome que escolheram, pois eles foram dominados por vários outros povos e postos a servir como mão de obra grátis.
A partir desse nome, os romanos cunharam SCLAVUS, “escravo”.

Pergunta #574

Leio no jornal, Desbaratada quadrilha de seqüestradores. Qual é a etimologia de desbaratar?

Resposta:

Sr. Croquezz:
Provavelmente o Sr. fez a imagem de uma fuga de baratas quando alguém se mete a limpar o reino delas debaixo da pia.
Mas não é nada disso.
Deriva de BARATAR, “fazer trocas, comerciar”, de origem obscura.
São propostas origens árabes, celtas e nórdicas para o termo, sem que se tenha chegado a uma conclusão.
Coisas da Etimologia.

Pergunta #573

Ola. Gostaria de sber com uma certa urgencia a origem da palavra ambulancia.

desde ja agardeço a atenção

Resposta:

Thiago:
Parece que você precisa de uma ambulância etimológica, não de um consultório…
Mas, sempre que podemos, atendemos a urgências deste tipo também.
Essa palavra vem do Latim AMBULARE, “andar, caminhar”.
Uma “ambulância” é um veículo que desloca o paciente entre um lugar e outro.
Um vendedor “ambulante” também é alguém que se desloca, que não tem ponto fixo.

Pergunta #572

Gostaria de saber a origem da palavra ambulancia. desde ja obrigado

Resposta:

Pergunta #571

Gostaría de saber a origem da palavra categoria?

Resposta:

Samuel:
Esta palavra tem uma história um tanto complicada.
Ela vem do verbo grego KATEGOREIN, “acusar”, de KATA-, aqui com o sentido de “contra” e ÁGORA, “reunião, assembléia”.
O significado mudou gradualmente de “acusar” para “nomear, afirmar”. A palavra daí derivada, KATEGORIA, foi aplicada por Aristóteles à enumeração de tipos de coisas que podem ser listadas.

Pergunta #570

Dr. Alaúzo:
Inspirei-me na frase de um texto escrito pelo músico Celso Loureiro Chaves no jornal Zero Hora,recordando uma apresentação de Pavarotti e Roberto Carlos em Porto Alegre, para fazer minha pergunta:
“reverência reverente como convém aos grandes receber;como convém aos maiores proporcionar”.
Qual a origem de reverenciar?

Resposta:

Maria Tereza:
“Reverenciar” vem do Latim REVERERI, de RE, intensificativo, mais VERERI, “temer, admirar, respeitar”.
O gerundivo desse verbo era REVERENDUS, que desde muito cedo foi usado como sinal de respeito em relação a sacerdotes católicos.
A frase citada foi muito feliz em sua capacidade de expressão. O autor está de parabéns.

Pergunta #569

Qual a origem ou significado da palavra elitron?

Resposta:

Flávio:
Talvez tenha havido um problema de digitação que me deixou sem saber se você se refere a “Élitro” ou “Elétron”.
No 1º caso, essa asa anterior de certos insetos, que serve para proteger a posterior, recebeu esse nome do Grego ELYTRON, “invólucro, recipiente”.
No 2º caso, a palavra vem do Grego ELEKTRON, “âmbar”, pois esta substância, quando atritada contra tecido, produz eletricidade estática, que antes era vista como uma força misteriosa.
Este nome foi utilizado, mais tarde, para designar uma das partículas subatômicas.

Pergunta #568

significado palavra: Motivar

Resposta:

Telma:
“Motivar” vem do Latim Medieval MOTIVUS, “o que move, o que empurra”. E esta palavra vem do Latim Clássico MOVERE, “mover, mexer, colocar em movimento”.
Sua origem no Sânscrito se prende à palavra MIVATI, “move, empurra”.

Pergunta #567

qual a origem do sobrenome campelo?

Resposta:

Camila:
O sobrenome Campelo é um toponímico, ou seja, deriva do nome de um lugar.
Em Portugal, um Martim Gonçalves de Morais, senhor da Quinta do Quelho, viveu numa grande casa na Freguesia de S. Bartolomeu de Campelo.
Os filhos dele, por terem nascido neste local, já receberam este sobrenome, que gerou fidalgos da Casa Real de Portugal, Cavaleiros da Ordem de Cristo e Governadores de Pernambuco.

Pergunta #566

Qual a origem e/ou significado dos nomes,
Jennifer e Jusley?

Resposta:

Paulo Ricardo:
Jennifer tem origem galesa (não gaUlesa) e significa “onda branca”.
Sob a forma GUINEVERE, é o nome da esposa do Rei Arthur.
Agora, “Jusley” não foi encontrado em nossos arquivos.
Não terá sido criado apenas pela sonoridade?

Pergunta #565

Olá, professor, preciso da origem da palavra “existência”, e ser for latina, a forma grega também, se possível. Obrigado.

Resposta:

JD:
Vem do Latim EXSISTERE, formado por EX- mais SISTERE, “permanecer, ficar de pé”, relacionado com STARE, “estar, ficar em pé”.
Em Grego é OUSÍA.

Pergunta #564

é eu sei que muita folga minha fazer trabalho na vespera.
mais obrigado tio Alaúzo.
x)

Resposta:

Letícia:
Como é que um velho carrancudo não se vai derreter ao receber um agradecimento assim?

Pergunta #563

Dr. Alaúzo
será que teria como a senhor me dizer a origem das palavras:
escola
universidade
quimica
fisica
e se nao fosse pedir muito, teria como ser hoje ainda, pois é para um trabalho,
e é para amanha.
obrigada.

Resposta:

Letícia:
Mas que folga, não? Na véspera de entregar o trabalho, é só se comunicar com o Consultório que ele entrega tudo prontinho…
Nossa atividade não é voltada para isso.
Embora você talvez não mereça, Tio Alaúzo vai fazer algo por você – só desta vez, viu?
“Escola”: do Grego SKOLÉ, “descanso, repouso”. Eles consideravam que as discussões e o aprendizado se davam nos momentos em que não se estava fazendo outras coisas.
“Universidade”: do Latim UNIVERSITAS, de UNUM, “um”, mais VERTERE, “virar, manobrar”, aplicado a um grupo docente e discente trabalhando em conjunto para cumprir uma tarefa.
“Química”: do Latim ALCHIMIA, que veio do Árabe AL KIMIYA, que veio do Grego CHEMIA, do verbo CHEIN, “verter, derramar”.
“Física”: do Grego PHYSIS, “natureza”, de PHYEIN, “produzir”.

Pergunta #562

Dr. Alaúzo
Qual a origem da palavra Forró e Forrobodó? Soube que era contração do inglês For Every Body.

Giselli

Resposta:

Giselli:
Mais de uma vez ouvi dizer que ricos senhores ingleses no Nordeste promoviam festas que eram anunciadas como sendo FOR ALL, “para todos”.
No entanto, parece que essa origem é por conta da imaginação popular, pois nenhuma fonte a cita.
O que há é que, inicialmente, FORRÓ é um encurtamento de FORROBODÓ.
E esta palavra teria derivado do Francês FAUX BOURDON, “falso bordão”, um termo de música, usado para designar determinada dança que, no linguajar galego, se transformou em FABORDÃO e depois FORBODÓ.
Nosso FORROBODÓ teria derivado daí, lá pelos fins do século 19.

Pergunta #561

Hehe, não se preocupa não, professor, o senhor já tem me ajudado bastante. Aproveitando, gostaria da origem da palavra “escatologia”.

E uma dúvida, “somatologia” é o “estudo do corpo”, certo? Mas se “corpo” é “soma”, o “to” vem da onde? Ou eu estou enganado e corpo é “somato”?

Resposta:

JD:
Há duas “Escatologias”:
1 – a que trata do que acontecerá depois do fim do mundo como o conhecemos. Vem do Grego ÉSKHATOS, “final, último, o extremo”.
2 – a que trata dos excrementos e que deriva do Grego SKOR.
Mais uma vez, por convergência evolucionária, resultaram palavras idênticas em nosso idioma a partir de origens bem diferentes.
Quanto a SOMA, vou contar-lhe um segredo: quando eu cito uma palavra em Latim ou Grego, elas não têm só a forma que apresento. Podem ter várias outras.
Exemplo simples: se você perguntasse como é “fonte” em Latim, eu responderia simplesmente FONS.
Mas Latim e Grego são idiomas aglutinantes, o que significa que as palavras indicam a maneira como se relacionam na frase através da terminação de cada uma. Quando eu lhe digo FONS, caso do sujeito, estou deixando de dizer que “da fonte” se diz FONTIS, que “às fontes” se diz FONTIBUS, que “ó fontes” se diz FONTES.
Há formas diferentes conforme a palavra é sujeito, objeto direto, indireto, etc. Adiciona-se a isso o gênero neutro, que não possuímos em Português.
Aliás, as próprias palavras têm às vezes mais significados do que em nosso idioma.
No caso que você cita, as formas gregas para “cadáver, vida, pessoa, homem, escravo, objeto material, fundamento, conjunto, órgão do corpo” são SOMA, SOMATOS, SOMATÓ.
Portanto, não se atrapalhe com letras ou sílabas estranhas.
É um mundo bem mais complexo do que parece; se a gente quer trazer material agradável para o pessoal se interessar e se divertir, não pode passar a realidade inteirinha, sob pena de quase ninguém querer ler.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!