Consultório Etimológico

Pergunta #1159

Eu novamente!

Qual a origem de ARGOS? Quais as palavras que são derivadas dela?

Grato

Resposta:

Sérgio:

Existem vários Argos na mitologia grega.
Um é o cão de Ulisses. Outro é o fundador da cidade que levou o seu nome e que nomeou a região da Argólida. Outro fez parte da expedição que caçava o velocino de ouro. O mais importante, em termos de mitos, é o gigante de cem olhos, fortíssimo e que estava sempre alerta, pois dormia apenas com metade dos olhos fechados.
De sua capacidade de observação surgiu a palavra “argúcia” e seus derivados.
Sugere-se que o seu nome venha do adjetivo ARGÓS, “brilhante, rápido”, base também de ARGIRÓS, “prata”.

Pergunta #1158

BOM DIA, PROF.!
Já sabe… sexta-feira pra mim é o melhor dia da semana!!!!! Saio mais cedo do trabalho… e tenho um fim de semana longe das palavras “difíceis” que as pessoas pronunciam…rs… Fiquei feliz pela associação que assume corajosamente a necessidade de seus membros… Por isso, grito: Help, please!!! Qual a origem de “fatídico”? é muito “trágico” usar a palavra e não saber sua raiz… E quanto às suas antenas, não se preocupe, a PATY é enfermeira!!! Tchau. Muito agradecida!

Resposta:

Delicadeza:

É bom ver as pessoas faceiras porque vão poder descansar. Aproveite, mas não exagere.

“Fatídico” vem do Latim FATUM, “fado, destino”, que é do verbo FARI, “falar”.
A idéia é a de “falar prevendo o futuro”.

Você foi dizer que a Patty é enfermeira e agora as antenas estão fazendo o maior fiasco e pedindo curativos e atenções porque estão muito doentes.

Pergunta #1157

Olá professor

Qual a origem de “casa” e “lar”? Na etimologia existe alguma relação entre ambas?

Grato!

Resposta:

Salve, Sérgio.

“Casa” vem do Latim CASA, “choça, cabana”. Uma residência de melhor categoria era chamada DOMUS, mas esta palavra passou a ser usada como formadora de derivados (doméstico, domicílio) e foi substituída por CASA.

LAR era o nome dos deuses próprios de cada casa; a eles era dedicado o fogo de cada residência. Assim, “lar” era a parte da casa onde ficava o fogo, a parte mais íntima e mais sacra. Daí derivou “lareira”.
Há séculos, a contagem das casas era feito por “fogos”: “uma vila de 50 fogos” era uma vila com 50 casas.

Não há conexão etimológica entre essas palavras.

Pergunta #1156

Salve, salve!
Bom dia, prof.!
Quinta-feira… não estou muito bem…. já se foi última dose após 03 reuniões de hoje… estou trêmula… acorro ao portal para vislumbrar as prateleiras e achegar-me à Traça mais simpática do universo!!!
Agora, ao que interessa: preciso de ajuda com as palavras “jornada”, “categórico e categoria”. Mui agradecida!

Resposta:

Delicadeza:

Não se preocupe, que nós do Etimanon (grupo de apoio aos dependentes de Etimologia) somos prestos em socorrer aos necessitados.
No entanto, peço que você pare de colaborar com Selma e Patty no sentido de perturbar com elogios as minhas antenas, que andam incontroláveis.

“Jornada”: Tia Odete adivinhou, meses atrás, que você ia ter essa dúvida, e para isso escreveu sua seção intitulada “DIA”, na nossa 8ª edição. Abra-a que ela lhe explica tudim.

“Categórico”: vem de “categoria”, ué! E esta vem do Grego KATEGORIA, “pregação”, de KATEGOREIN, “acusar, afirmar, pregar”, de KATA-, “de acordo com”, mais ÁGORA -, “reunião pública, assembléia”,

Pergunta #1155

Bom Dia queridíssimo Sr.Dr.Tracinha do coração! Abraço Lisboa por você e envio o aroma desta cidade encantadora envolta de sete colinas com música no ar e história nas paredes. Paz!!!
Mais uma dica, minha casa está onde está à vista o soneto de Camões com as Ninfas do Tejo, dá para achar?! Afinal Amado Mestre, não posso revelar de todo o nosso “QG” da IEU aqui em plagas distantes, seria muito perigoso para a concorrência.
As de Hoje: GLEBA e “já agora” aproveitando as quadras natalinas a origem da palavra PRESÉPIO, faz mesmo jeitinho, poi não?!
Beijinho estrelar em cada anteninha; o seu panetone pode ser de papel do século XIX, tenho aqui alguns preciosos!
Com carinho da fã além-mar,
Selma

Resposta:

Prezada Selma:

Parece haver uma conspiração entre você e uma certa Diaconisa para deixarem as minhas pobres antenas cada vez mais agitadas. Se você não pararem com esses epítetos laudatórios e beijinhos, elas vão ficar muito convencidas. Não dá para trabalhar com elas se sacudindo todas.

Não, não consigo achar de 250 metros de altura sobre Lisboa o soneto de Camões com as ninfas (mas vejo que fiz bem em chamar você de “Tágide”).
Oriente-me seguindo as ruas que partem da avenida que sobe. Não se preocupe, que a IEU enviará seu braço armado para estabelecer um perímetro de proteção ao redor da sua morada, inclusive com baterias antiaéreas.

“Gleba” não mudou muito com os tempos: em Latim era GLAEBA, “pedaço de terra cultivado”.

E “presépio” vem do Latim PRAESEPIUM, “local cercado”, de PRAE-, “à frente”, mais SAEPES, “cerca”.

Aguardo ansioso um panetone de legítimo papel antigo, amaciado pelo tempo e pelas mãos estudiosas que folhearam o livro.

Pergunta #1154

Olá Mestre Traça e toda turma do ′Origem′! Obrigada Patty por lembrares de meu onomástico. Saí muito bem na foto que colocaste. Sr. Traça, o lanchinho estava ótimo e quando me lembrei de fazer uma foto… babaus… não tinha mais nada!! Sorry!
Conversando com alguns amigos, um deles disse que uma professora, em uma palestra, falou que [ aluno ], pela etimologia significa [ sem luz ]. O Mestre concorda com esta afirmação?
E também surgiu a pergunta: a palavra [ oca = casa dos índios ] tem alguma relação com [oikia = casa em grego ] ?

Resposta:

Lúcia:

… Mas nem um pedacinho de papel Canson sobrou para mim?

Pois a tal professora que deu a palestra prestou um desserviço aos alunos e deveria ser condenada a prestar serviços comunitários, como, por exemplo, cuidar de filhotes de traças carentes.
“Aluno” vem do Latim ALERE, “nutrir, alimentar”. A metáfora é belíssima: indica uma pessoa que está sendo nutrida de informação e cultura para que possa crescer e enfrentar o mundo.
Favor contar isso a esses seus amigos!
Referimo-nos à universidade que cursamos como a ALMA MATER. Isso significa “mãe nutriz, mãe que alimenta”.
No caso citado, provavelmente foi feita uma analogia rápida e superficial entre “aluno” e A-, “sem”, mais LUX, “luz”.
Isso mostra que Etimologia não pode ser feita sem uma adequada nutrição prévia.
E OCA não tem relação com OIKOS.
Acontece que, se você começar a pegar palavras curtas de cada idioma e for remexer em outros, sempre vai encontrar algo semelhante para justificar teorias interessantes mas sem fundamento.

Pergunta #1153

Bom dia professor

Queria tirar uma dúvida:
A palavra “diacho”, é a mesma coisa de “diabo”?
Minha nona sempre me dizia para não falar “diacho” que significava a palavra “diabo”. Coisas de nona, ou não???
Abraços

Resposta:

Olá, Daniel.

Não são coisas de nonna, não. Nunca subestime a sabedoria delas.
A palavra “diabo” realmente foi substituída por “diacho”, para se poder fazer uma referência a esse cavalheiro sem lhe pronunciar o nome. Só que, em breve, a nova palavra fica conhecida e passa a ser evitada tal como a original.
Esse processo é muito comum em outros idiomas também. Em Espanhol, em vez de “diabo” e “demónio” se passou a usar “diantre” e “demontre”.
Em Ingês, se usa “darn” em vez de “damn” (=danado, com a alma perdida), “jeez” para não dizer “Jesus”, “heck” para não dizer “hell”.
Portanto, quando a nonna disser algo, preste muita atenção.
E cuidado ao dizer certas palavras, senão “ele” pode aparecer e perguntar quem foi que chamou.

Pergunta #1152

Hoje é o onomástico da Lúcia! Parabéns, querida e ilustríssima “membra” POMFOM. Creio que o professor tem vontade de me matar quando uso este espaço para troca de afetos, mas… ele é misericordioso!
Santa Luzia, rogai por nós!

Para não desprezar a oportunidade, o termo onomástico vem do …? Ai,ai, ai, será que vou conseguir mudar mesmo?

Resposta:

PattyDiaco:

E a Lúcia não foi capaz de nos mandar nem a foto de um lanchinho!

E “onomástico” vem do Grego ONOMÁZO, “nomear, enumerar”, de ÓNOMA, “nome”.

Jamais me incomodo quando se trata de trocar afetos. Acho muito lindo.

Pergunta #1151

Parabenizo o Erivelton pelas mudanças!
Agora, Erivelton, só se cuida para não virar um “vigoréxico”!!
E as etimologias pedidas ali em baixo trazem indícios forte de busca por um cargo na nossa poderosa escala hierárquica. É isso aó, quanto mais membros, melhor ceia natalina teremos!

Então, vigoréxico é um neologismo, professor?
Ah, eu também vou mudar em 2006. Vou sempre entrar aqui, mas entrar muda e sair calada…sem agitar nada…rs

Resposta:

Fiel Patty:

Sim, “vigoréxico”, formado pelo Latim VIGOR, “força, robustez”, mais o Grego ÓREXIS, “desejo, apetite” é uma palavra que tem cerca de meia dúzia de anos apenas.

Não aceito que você mude, de jeito nenhum. Sem agitar? Sem perguntar? Nem sonhar.

Pergunta #1150

Para 2006 eu resolvi mudar! Parei de tomar o concentrado de Clorofila, e estou tomando MegaMass. Comecei a Malhar e o meu objetivo agora é ficar igual o Incrivel Hulk!!!
Gostaria de saber a origem das palavraso.
* Parlamento.
* Aristocracia

Resposta:

Erivelton:

Isso mesmo, você deve tomar todas as medidas em prol da sua saúde.

“Parlamento” vem de PARLARE, “falar, dicutir”. Muitas vezes é só o que faz nesses lugares, sem que nada de bom resulte.

“Aristocracia” é “o poder dos melhores, dos nobres”. Vem do Grego ARISTOS, “melhor” mais KRATÉO, “comando, ordeno”.

Pergunta #1149

iiiihhhh, acho que não é o aclamado que está de plantão hoje… ou me enganei?
iuhu, professo-or. O senhor foi muito sucinto ali em baixo, isso gera dúvidas. Mas agradeço a atenção mesmo assim!

Resposta:

Patty:

Eu sei que fui sucinto e lacônico, mas é que tive que sair às pressas.
Peço desculpas pela minha brevidade de então e também peço que poupe as minhas pobres antenas, que de tanto se agitarem me esgotam.

Pergunta #1148

Qual o engano que o Diego cometeu?

Resposta:

Patty:

Refiro-me ao nome Diego, Tiago e seus irmãos.
Em Hebreu, YA′AQOB era “o que suplanta”. Esse nome passou a JACOBUS em Latim e JACÓ ou IAGO em Português.
“Santo Iago” passou a se dizer “Santiago”. E este nome passou a ser entendido como “San Tiago”.
Daí se formou um nome novo com suas variantes, mas que vem de Jacó.

Pergunta #1147

Estipêndio
Compêndio
Arte
Aproveitar
Experiência
No momento, pode parecer incrível, mas, sem comentários…
Boa Noite! E obrigada! A etimologia destas palavras é caso de vida ou morte, hein! Lembranças apertadas às suas antenas aclamadas! (rimou!)

Resposta:

Patty:

“Estipêndio”: do Latim STIPENDIUM, “imposto, pagamento, presente”, de STIPS, “esmola, pequeno pagamento”, mais PENDERE, “pesar”.

“Compêndio”: do Latim COMPENDIUM, com o sentido inicial de “o que é pesado junto”, de COM-, “junto”, mais PENDERE, “pesar”. Depois assumiu o sentido de “resumo”.

“Arte”: do Latim ARS, “arte”. De uma fonte Indo-Européia AR-TI-, onde AR- é “encaixar, unir, ajustar” (gerou “articulação”, “armar” e várias outras). Fazer arte de qualquer tipo é encaixar harmoniosamente várias partes diferentes.

“Aproveitar”: de “proveito”, que vem do Latim PROFECTUS, particípio passado de PROFICERE, formado por PRO-, ” a favor”, e FACERE, “fazer”. Ou seja, “fazer algo por alguém”.

“Experiência”: do Latim EX-, “fora”, mais PERITUS, “testado, conhecedor, aquele que sabe”, do verbo EXPERIRI, “testar, examinar”. Com o tempo, adquiriu o sentido de “sentir, passar por”.

Pergunta #1146

Origem da palavra educação?

Resposta:

Herik:

“Educação” vem do Latim EDUCARE, formado por EX-, “fora”, mais DUCARE, “guiar, conduzir, levar”.
A ação de educar era vista como “levar alguém para fora” do seu mundo, do seu círculo de conhecimentos.

Pergunta #1145

O dia, envolto pelas cinzentas nuvens não resguarda o calor do nosso interior e nem olvida a serena alegria que me faz dizer: BOM DIA!!!!
Ufa… minhas glias feneceram para pensar esta frase..rsrsr
E então, aclamado professor, gostei deste epíteto nominal. O senhor está bem? Claro que está e melhor agora, não?

Para evitar polêmicas, fiz hoje muitas coxinhas para TODOS!!! As do senhor estão assinaladas com um “T” e recheadas de papel vergê com bordas douradas de celulose texturizada de padrão ISO 10000. Podem ser congeladas para viagem, ok?

Não ligue para a Tânia, professor, ela estava de plantão e não sabia o que estava dizendo…

Hoje é dia de Nossa Senhora de Guadalupe. Conhece a história? Então, este acontecimento me faz questionar: “Ayate” (o poncho do Juan Diego)
Ó céus, eu estava disposta em copiar todas as definições já citadas no site.. mas já na vigésima palavra, fui enfraquecendo, bem que o senhor poderia nos dar de Natal as palavras já configuradas, né????? Lançar aquele dicionário em ordem alfabética que falamos outro dia…ah, não diga que sou folgada, só quero simplificar…
Gratidão do meu coração fiel que se submete sentar à vossa pata direita!

Resposta:

Patty etc.etc.:

Uau! Aguardo ansioso as delícias que você preparou para mim. Chlép! Estou babando e desde já com um guardanapo ao pescoço. Mande logo!
As coxinhas pode botar fora.

Acho que a Diaconisa Tânia sabe mais do que você gostaria. Penso em me corresponder com ela para ficar sabendo de umas coisas.

Pois o AYATE vem do Náhuatl AYATL, “tecido ralo feito de algodão ou pita”. E você sabia que DIEGO deriva de JACÓ, através de um engano?

A listagem das palavras consultadas não depende de mim, uma pobre e humilde traça que anda magra e sem receber seus estipêndios porque certas pessoas estão demorando para os enviar. É coisa técnica que ainda não consegui resolver através de meus escravos virtuais.
Você está certa em querer simplificar. Assim eu não precisaria fazer repetições.

Em breve não precisaremos mais de Fernando Pessoa nem de Mario Quintana, se você mantiver suas glias na poesia.

Pergunta #1144

BOM DIA!!!ESTIMADO PROF RSRSRSRS

GOSTARIA DE SABER A ORIGEM DA PALAVRA
REVITALIZAÇÃO OPA DEIXA EU POR ACEN_
TO SE NÃO A SENHORA PATTY JA VEM
INTERFERIR A MINHA PERGUNTA.HA
PROF SÓ FAZENDO PERGUNTA ELA MEXE
COM SUAS ANTENAS IMAGINE O QUE É
CONVIVER COM PATTY!!!! NÃO NÃO, NÃO
QUEIRA IMAGINAR!!!!!!

ORIGEM DOS NOMES: GLADYS, LELI, MAGNÓRIA. É MEIO ESTRANHOS MAS SÃO NOMES
RSRSRS.

BEIJOS E DESEJO A TODOS UMA ÓTIMA SEMANA Á EQUIPE IEU E TBÉM A FAMÍLIA DO CONS. ETIMOLÓGICO.

Resposta:

Tânia:

É isso aí, nossa Patty também tem o cargo de Fiscal de Acentos. Temos que nos cuidar muito com ela.
Conte-nos algo mais de como é conviver com ela, vá! Somos religiosos mas também somos fofoqueiros.

“Gládis” vem do Gaulês GWLADIS, que deriva do Latim CLAUDIA. E este nome é o feminino de CLAUDIO, “manco”.

“Leli” parece ser um nome de formação recente, com base num encontro de sons que resulte agradável. Pode ter sido criaado a partir de “Lélio/Lélia”, nomes romanos, talvez derivado do Grego LALÉO, “falar, cantar, conversar”.

“Magnória” certamente é uma alteração de “Magnólia”. E este nome foi aplicado a uma flor em homenagem ao botânico francês Pierre Magnol. O seu sobrenome vem da palavra usada para designar um criador de bicho-da-seda, MAGNOL.

Pergunta #1143

Professor gostaria de saber de onde vem a palavra “cadaver”, quero saber também se existe alguma ligação entre as palavras cidade, maldade, enfermidade, porque da terminação “dade”?

Resposta:

Fabiana:

“Cadáver” vem do verbo latino CADERE, “cair”.
Se algum dia lhe disserem que é formado pela reunião das primeiras sílabas da frase CARO DATA VERMIBUS, “carne dada aos vermes”, não acredite; é etimologia popular.

Essa terminação “-dade” se usa muito para formar certos substantivos abstratos a partir de adjetivos. Assim, o adjetivo “enfermo” gera “enfermidade”, “bom” gera “bondade”, numa formação extremamente comum em nosso idioma.

Você tem um parente médico que se chama Gilberto, por acaso?

Pergunta #1142

Boa tarde Sr.Dr.Tracida tão querido e tão aclamado!
Paz e Bem!
O Rio Tejo está um espetáculo cristalino, emoldurado com ondinhas que o vento caprichoso teima em desenhar. Diga-me uma coisa, será que você conhece a nossa Bibliteca e tem passado as férias lá junto aos volumes dos séculos XVIII,XIX e XX?…Suas referências em relação à minha casa estão tão precisas, já descobriu?!!! Espero você para o Natal, será uma agradável visita, ah! Coloque gorrinho nas antenas está muito frio por aqui.
As de hoje:
RECRUDESCER E CATERVA
Um imenso abraço “suave” para uma semana muito feliz,
da fã incondicional de além-mar,
Selma
Gostei do canapé da Patty, mas que miséria, eu tão longe e só ganhei um, quanto mais “glamour” mais sovina, diz para ela ser mais caridosa com os membros da hierarquia.

Resposta:

Prezada Selma:

Você parece ter a poesia n′alma. Quero mais descrições dos seus arredores, ó Tágide!
Se me vejo querido e aclamado, é pela bondade de minha turma tão especial.
Mas ainda não descobri a sua casa. Estou precisando de mais orientação, conforme lhe disse. Ou você não quer dar por medo que eu a espie do alto?
Minhas antenas bem que precisam de um pouco de frio, depois das coisas que D. Patty diz para as pobrezinhas.

“Recrudescer” vem do Grego KRÉON, “carne, ferida sangrenta”, que gerou em Latim CRUDESCERE, “sangrar, ficar irritado, cruel”. Com o prefixo RE-, intensificativo, a coisa fica pior ainda.

CATERVA, em Latim, era “bando de animais, de artistas ambulantes, de bárbaros, súcia, corpo de infantaria”.

Certamente D. Patty não enviou mais canapés porque achou que eles se estragariam numa viagem tão longa.

Pergunta #1141

Estou de volta…
Professor, qual a origem de “esquizofrenia”?

Grato!

Resposta:

Sérgio:

Essa palavra vem do Grego SCHYZEIN, “separar, dividir”, mais PHRENOS, “cérebro”.

Pergunta #1140

pergunta 1120
O que é super pistolão, professor?
Hexa? Ah, é que eu ainda vou ser uma hexápode, essa vida de humana às vezes cansa. A outra vida parece ser mais light ou não?
Aquelas duas expressões em latim são de Santo Agostinho. Assim que tiver em mãos a frase vou repassá-la ao senhor. A Lúcia vai ficar contente comigo! Também leio os grandes místicos! BOM FIM DE SEMANA ao senhor e às antenas!

Resposta:

Patty F.:

Você está sentada à pata direita da Traça. Por isso você é um grande pistolão. Alías, já se perguntou a razão desta palavra?

Não sei não, minha filha, aposto que, como humana, você nunca é corrida por gente com uma lata de inseticida na mão. Continue assim, que está bom.

Aguardo as frases de Agostinho. Parabéns pelas leituras.

Não fale nas antenas, por favor, que elas se agitam e depois ficam descontroladas e acabo passando vexame em público porque elas não param quietas.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!