Palavra libra

MOEDAS I

Palavras: esterlina , euro , franco , libra , lira , março , moeda , peso , rublo , rúpia , yen , yuan

 

O dinheiro é uma forma desde cedo usada pela humanidade para simbolizar valores e facilitar compra e venda sem recorrer às trocas. Estas podem ser complicadas, como no caso de se trocar um bando de patos por meio carneiro vivo.

Houve já numerosos nomes para as moedas de cada nação, algumas com origens bem curiosas.

 

MOEDA  –  quando o Império Romano se estava esfacelando, um grupo de bárbaros tentou escalar a parte da muralha de Roma junto à qual, pelo lado de dentro, se situava um templo dedicado a Juno, a deusa que era esposa de Júpiter.

Os gansos consagrados à deusa, que estavam no terraço do templo, deram o alarme e os soldados romanos acorreram e afugentaram o inimigo. Gansos são ótimos vigias, pois dão logo o alarme na presença de estranhos.

Agradecidos, os romanos declararam que aquele templo era dedicado a Juno Moneta, “a Juno que avisa”.

Esta palavra vem do Latim monere, “advertir, admoestar, avisar”.

Em época mais tardia, nesse templo, se estabeleceu um local onde se cunhavam discos metálicos, com valor definido, próprios para fazer negócios de compra e venda. Estes receberam um nome derivado da deusa do templo – ou seja, moneta, que virou nossa moeda.

 

LIBRA  –  esta palavra vem do Latim libra, “peso”, literalmente “par de pratos de balança”. Inicialmente as moedas eram avaliadas conforme o seu peso. Daí que diversos meios de pagamento nacionais foram nomeados conforme a tradução da palavra peso, como o peso, a peseta, a lira, a libra.

Esta última é a que se usa em Português para a moeda britânica; os habitantes do Reino Unido a chamam de pound, que veio do Latim pondus, “peso”, de ponderare, “pesar”. Por extensão, usamos ponderar como “avaliar, pensar com profundidade sobre algo”.

Para sermos mais exatos, o nome da moeda é pound sterling, “libra esterlina”. A origem desta é discutida; aceita-se prevalentemente que derive do Inglês arcaico steorra, “estrela”, com o sufixo diminutivo –ling, dado que havia uma pequena estrela impressa nas moedas normandas cunhadas depois do século X.

 

 

LIRA  –  é um derivado de libra. É a moeda usada na Turquia, Jordânia, Síria, Libano.

 

PESO – foi uma moeda originada na Espanha e que teve muita importância no comércio da era das descobertas. Seu nome é o Espanhol peso, “peso”, e deriva do Latim  pensum, “certa quantidade de lã dada a um escravo para processar, tarefa”, de pendere, “pender, estar pendurado”, já que as balanças antigas funcionavam com pratos pendurados em braços.

Atualmente esse nome se usa em vários países de colonização eapanhola, como Uruguai, Argentina, Filipinas, Cuba, Chile, Colômbia, Venezuela.

 

FRANCO  –  não é mais a moeda francesa, pois foi substituído pelo Euro em 2002. Mas continua sendo usado em Lichstenstein, Suíça, Togo, Benin, Ruanda, Congo, Guiné, Senegal, Camarões e outros paíse africanos.

Seu nome deriva da inscrição das primeiras moedas, em 1360 onde aparecia o rei João II, o Bom, com o dístico  Rex Francorum, “rei dos Francos”.

E o nome desse povo vem do antigo Francês franc, “livre, não-servo, sincero, genuíno”. Viria do nome do povo germânico chamado Frank, que conquistou a Gália em torno do ano 500 e deu origem ao nome França para o país.

 

RUBLO  –  é a moeda da Federação Russa. Vem do Russo antigo rubli, “toco, tampão”, provavelmente porque houve época em que as moedas eram cortadas fora de uma barra de prata.

 

 

MARCO  –  foi a moeda alemã de desde a unificação do país, em 1871, até a introdução do Euro em 2002.

Seu nome vem de mark com o sentido de “sinal, característica, marca visível”, que por sua vez veio do Proto-Germânico marko, “fronteira, limite, sinal de demarcação de fronteiras”.

Atualmente, apenas a Bósnia-Herzegovina usa moeda com este nome.

 

RÚPIA  –  usa-se na Índia, Nepal, Indonésia, Paquistão, Sri Lanka e ilhas Maurício e Seychelles.

Vem do Sânscrito rupya, “prata trabalhada, moeda de prata”, de rupa, “semelhança, imagem”.

 

YUAN  –  é a moeda chinesa. Seu nome significa “objeto redondo”. Até a chegada de ocidentais em suas terras, os chineses usavam a prata como meio de pagamento através de pesagem. Com a introdução das moedas de origem espanhola, o nome foi aplicado aos meios de pagamento chineses.

 

YEN  –  é a moeda japonesa. Tem a mesma origem que a chinesa.

 

EURO  –  é a moeda corrente em numerosos países europeus. Foi oficialmente adotada em 1995 e entrou em circulação fisicamente em 2002.

Seu nome vem, evidentemente, de Europa. E o nome do continente, de onde vem? Como tantos nomes geográficos antigos, não se sabe direito. Ele vem do Grego Europa, de origem incerta. Há quem diga que este vem do Acadiano erebu, “descer, pôr-se (em referência ao sol)”.

 

CONTINUA NA PRÓXIMA EDIÇÃO

 

Resposta:

HORÓSCOPO III

III

 Olá, Vô! Cadê o resto das histórias sobre o Zodíaco que você ia me contar? Está me devendo!

– Muito bem, meu rapaz, ninguém pode dizer que eu não pago minhas dívidas. Sente-se aí e vamos retomar a conversa sobre este assunto. Vejamos, eu tinha anotado por aqui quais os signos que tínhamos visto. Hum… não, isto são contas para pagar… Ah, aqui está.

Hoje vamos começar pelo Escorpião, que vem do Grego skorpio, o nome do…

– Inseto!

– Quieto, seu espertinho. Dá para ver que você ainda não aprendeu a classificação zoológica. Eles não são insetos, não têm seis patas; são aracnídeos. E agora deixe-me falar.

Como eu dizia antes de ser interrompido pela sua manifestação de ignorância, esse era o nome que os gregos davam ao aracnídeo. Há quem ache que se liga a  papillion, “borboleta” ou a stellio, “espécie de lagarto”. Mas não há certeza.

– E a história do signo?

– Bem, essas histórias são a melhor parte. Vou contar, mas lembre-se de que as histórias têm muitas variantes, de modo que a qualquer momento você pode encontrar versões diferentes.

A que mais me agrada é a que diz que Ártemis, a deusa grega da caça e associada com a Lua, um dia se irritou porque um grande caçador chamado Órion se atreveu a caçar  nos campos celestes, que eram exclusividade dela. Para se vingar daquilo, ela enviou atrás dele um venenosíssimo escorpião. Aí…

– Conte logo, Vô!

– Seu impaciente, eu queria ver se o suspense estava funcionando. Bem; aí, para variar, Zeus interveio. Impressionado com a ousadia de Órion, ele colocou o caçador intrometido no céu.

– Criou mais uma constelação?

– Sim, e uma bem visível e característica dos céus de verão no hemisfério Sul. Mas não parou por aí, não. Talvez em deferência a Ártemis, a deusa ofendida, ele também criou a constelação do Escorpião, que é a que nos interessa no momento.

Só que colocou ambas em lados opostos do céu. De tal forma, Órion percorre o seu caminho nos céus sempre perseguido pelo ameaçador bicho, que nunca o consegue alcançar.

– Que bonito, Vô!

– E bonita também é a constelação. É uma das pouquíssimas que refletem a forma que a nomeou.

Existe o signo de Virgem, que representa em geral a pureza e a prosperidade, com conotações da abundância que era sempre desejada pelos nossos antepassados agricultores.

Mas a variação de pessoas que o signo representa é enorme; uma das mais conhecidas em nossa cultura é Cassiopeia,do Grego Kassiópe, “aquela cujas palavras se destacam”. Ela era a mãe de Andrômeda, que foi salva do monstro Cetus, enviado pelo deus dos mares, Poseidon, e salva na última hora pelo herói Perseu…

– Oba!

– Não vou entrar nessa história, senão nunca mais saio. Por ora vamos ficar com os signos. Aliás, vou falar agora sobre Sagitário, que vem do Latim sagittarius, “arqueiro”, mais exatamente “relativo a flechas”, de sagitta, “flecha”.

Ele é representado muitas vezes como um centauro apontando com seu arco.

– E o signo de uma amiga minha, que é Libra?

– Amiga, é? Hum, traga-a para ouvir minhas histórias também. Claro, se ela também gostar de Etimologia.

Para disfarçar esse vermelho no seu rosto, vou dizer que essa palavra quer dizer “balança, peso de balança” em Latim. Uns dizem que representa o carro de Hades, o deus  do mundo subterrâneo. Outros, que é porque a constelação está no zênite no dia do equinócio da primavera no hemisfério norte, quando dia e noite são iguais, como numa balança bem equilibrada.

Seja como for, essa balança é tida também como a Balança da Justiça.

Acho que agora só nos falta Capricórnio, do Latim Capra, “cabra”, mais cornus, “chifre”. Ele costuma ser representado como um ser com a parte posterior de peixe e a anterior de cabra. Também não há concordância quanto à sua origem.

Querem uns que tenha relação com a cabra Amaltéia, que nutriu tanto Zeus quanto o seu famoso filho Hércules. Enfim, a confusão habitual e compreensível para mitos que têm para lá de dois mil  anos.

Seja como for, lembre-se sempre de que isso tudo não passa de mitos. Nunca desperdice seu tempo e dinheiro com horóscopos, ou vai ter que se ver comigo!

 

 

Resposta:

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!