Consultório Etimológico

Pergunta #955

Sr. Traça Gigante com lume ou sem lume: primeiro achei estranha a pergunta da Maria Tereza sobre ′heterônimo′ = pseudônimo. Será que foi mesmo o Fernando Pessoa que suscitou-lhe a curiosidade, desconfio que pode haver uma outra causa… oculta…
Hoje uma amiga muito especial esteve partilhando um churrasquinho aqui em casa. À sobremesa, surgiu uma curiosidade: a origem da palavra [sorvete], que em outras línguas tem uma denominação que consideramos (os participantes do churrasco) mais apropriada como helado e gelatto.

Resposta:

Lúcia:

Bem, nós pobres traças de qualquer tamanho não sabemos nada sobre causas ocultas dos seres humanos. Vocês são muito estranhos.

“Sorvete” vem do Árabe SHERBET, “bebida refrescante”. Mas há quem diga que vem de “sorver” mesmo. As evidências apontam mais para a primeira hipótese.

Pergunta #954

Boa noite!
Gostaria de saber a origem da palavra LAMBISGÓIA.
Obrigada.

Resposta:

Joana Beatriz:

Dê uma olhada na resposta à pergunta nº 922.
Esta palavra de uso antigo anda estranhamente em moda nos últimos dias.

Pergunta #953

o que a palavra:ZOOLOGICO. tEM HAVER COM ANIMAIS?
Haja visto que a palavra se divide na fala assim: ZOO depois LOGICO. oque tem haver????

Resposta:

Bruno:

Em Grego, ZOON significa “animal” e LOGOS quer dizer “fala, tratado, ciência, estudo”.
Quando chamamos um lugar onde há animais reunidos para visitação pública de “zoológico”, estamos reduzindo a expressão original, que era “jardim zoológico”.
Ou seja, trata-se de um lugar com vegetação onde podem ser estudados os animais.
Os primeiros jardins zoológicos pretendiam facilitar a observação e o estudo de animais selvagens, não sendo meramente passeios para diversão.

Pergunta #952

Boa tarde, prof.!
Fim de tarde… sexta-feira…Final de semana… Hummm… muito bom, não posso deixar de desejar-lhe “bons momentos” nestes próximos dias (até segunda, claro… “trabalho” chega… sabe como é!!!) Bem, teremos feriado pela frente!!! Iuppppp!!!! Para que eu possa aproveitar bem do meu “merecido” descanso, me ajude, por favor, com as palavras: “audácia” e “estação”. Muito agradecida!
Obs.: Li esta frase, lembrei-me do senhor, Prof. Espero que seja-lhe agradável…. “A princípio, as pessoas se recusam a acreditar que algo novo e estranho pode ser feito; depois elas começam a ter esperança de que isso pode ser feito-então se faz e todo mundo se pergunta por que já não havia sido feita há séculos!”
P.S.: lembrei-me pois achava impossível ter necessidade da “dose diária” e já não vivo sem ela…rs…

Resposta:

Delicadeza:

Você certamente sabe antecipar as boas expectativas. E sabe deixar contente uma traça gigante ao dizer que ela a colocou nas garras deste vício tão nobre que é a Etimologia.
Sua citação é muito adequada.

“Audácia” vem do Latim AUDACITAS, “audácia”, de AUDAX, “bravo, audaz”, do verbo AUDERE, “ousar, atrever-se”.

“Estação” é do Latim STATIO, “local de parada, posição, vivenda”. Vem de STARE, “estar, ficar”, do Indo-Europeu STA-, “estar, ficar”.

Pergunta #951

Eu de novo professor

O que significa Beitá (com acento)? Li que significa sêmem, mas existe outra definição para essa palavra? Digo isso porque vi em um centro cultural afro, esse nome ligado ao neme de uma divindade.

Grato

Resposta:

Sérgio:

Não consegui encontar essa palavra nem em dicionários Yorubá, nem em Keto, nem nos de religiões afro-brasileiras.
Fiquei devendo!

Pergunta #950

oi professor!!agora o Sr. me instigou a curiosidade pela curiosidade…rss…e CONFIAR ou CONFIANÇA qual a origem? É q estou fazendo um trabalho sobre fé, então quero ir atééééé´as raízes profundas…bjos e novamente obrigada!!!

Resposta:

Juliana:

Pois “confiar” vem de CONFIDERE, que vem exatamente de FIDES.
Esse “con-” inicial é do Latim COM-, “junto”.
É bom ser curioso nesta matéria, não lhe parece?

Pergunta #949

Professor,
Uma vez eu lhe perguntei sobre “apanágio”. O senhor me respondeu que vem do latim AD + Panis (Para garantir a alimentação. Tá, tudo bem. Mas como é o sentido desta palavra quando associada a um desejo. Por exemplo: “Que sua alegria seja o apanágio da minha alma”. É correto utilizá-lo assim?
Huum.. Que obscuro para mim…Ainda bem que tenho uma “Traça-Lume” à minha disposição.

Resposta:

Patrícia:

“Apanágio” também tem o sentido de “privilégio, caracterítica própria, vantagem”.
Friamente visto, poderia ser usado nessa frase que você cita, mas aos meus ouvidos de traça não parece adequado.
Não complique a sua carta para o namorado; fale mais com o coração do que com a mente.

Gostei da idéia de ser uma traçalume. Vou comprar uma lanterninha para amarrar na minha traseira.

Pergunta #948

Hello, Querido professor (para ficar discreto, coloque o querido no superlativo!)

Sabe, estou precisando saber de onde vem a palavra “mês”. É que estou fazendo as contas para ver se vai dar para tirar um Mês de férias e ir aí visitá-lo. Só falta descobrir onde é o “aí”.
Abraço!!

Resposta:

Patrícia:

Coloquei aquela palavra no superlativo e depois olhei. Ainda bem que você inventou este jeito discreto para ninguém notar.

“Mês” vem do Latim MENSIS, “mês”. Origina-se no Indo-Europeu MENSES-, que significava tanto “lua” como “mês”. Supõe-se que derive do Indo-Europeu ME-, “medida”, da associação entre as fases da lua
e a contagem do tempo.
“Menstruação” é uma palavra associada, já que o seu ciclo tem a duração aproximada de um ciclo lunar.

Chii, agora sim que o pessoal aquele que anda com os cotovelos enfaixados vai tentar me matar. Imagine, correr a notícia de que você me descobriu dentro de um livro antigo e que ficamos batendo papos etimológicos!

Pergunta #947

Olá!!!
Gostaría de saber se a origem da palavra acocorar (abaixar) tem alguma coisa a ver com as galinhas???
Legal Brigada

Resposta:

Gabriela, olá.

Ao que tudo indica, esse verbo se origina mesmo numa associação com a voz das galinhas e o seu ato de se abaixar para chocar os ovos ou proteger os pintinhos.

Pergunta #946

OOOi!Sou eu de novo…!é q vi em alguma página o Sr falando de FÉ…bem então aí vai: e FIDELIDADE qual a origem?
obrigada de novo…bjs!

Resposta:

Juliana:

Gostei da sua volta tão em breve. É sinal de que ficou pensando em origens de palavras.

“Fidelidade” vem do Latim FIDELITAS, “fidelidade”, de FIDELIS, “fiel”, que vem de FIDES.
Portanto, deriva de “fé” mesmo.

Pergunta #945

Olá Dr. Alaúzo!parabéns pelo site…amei!
gostaria muito de saber a origem da palavra FÉ.
obrigada e um bjo!

Resposta:

Juliana:

Se amou, continue comparecendo!

“Fé” vem do Latim FIDES, com o mesmo significado, da raiz do verbo FIDERE, “acreditar, confiar”.
Em Grego era PISTIS. Vem do Indo-Europeu BHIDH-.

Pergunta #944

Oi Professor…

Eu de novo!!!

Qual a origem da palavra Sereia? Porque nas representações atuais se faz com uma figura metade mulher e metade peixe e nas descrições antigadas era metade mulher e metade pássaro? Quando ouve essa alteração?

Resposta:

Humm, Sérgio, você anda lidando com Mitologia? É um assunto fascinante.

“Sereia” vem do Grego SEIRÉN, com etimologia desconhecida.
Um dos mitos diz que elas eram belas moças, que teriam sido castigadas por Afrodite por não se interessarem pelo amor. Passaram a ter cabeça e tronco de mulher, asas de pássaro e forma de peixe da cintura para baixo, o que estaria relacionado com a frigidez delas.
Na época das Descobertas, os marinheiros ficaram impressionados com a fêmea do manati, grande mamífero aquático, que segurava sua cria para amamentar na água. Julgaram então que aquele animal era a sereia ou um descendente dela, passando a representá-la como uma mulher com metade inferior de peixe.

Pergunta #943

Oi Professor

Qual a origem do nome “Caduceu”?

Grato

Resposta:

Sérgio:

Essa palavra vem do dialeto dórico KARYKEION, “bastão de arauto”, de KARYX, “arauto”.
Estes eram as pessoas que levavam mensagens entre campos inimigos e estabeleciam negociações, sendo invioláveis enquanto em sua função.
Entre numerosos feitos notáveis, o deus Hermes inventou a siringe, a “flauta de Pã”.
Apolo, ligado à música, e que já tinha anteriormente comprado de Hermes a lira por este inventada, também quis adquirir o novo instrumento do seu fornecedor e em troca dele ofereceu o bastão de ouro que usava para controlar os rebanhos.
Hermes, esperto como sempre, pegou o bastão e entregou a sua flautinha de caniços barata.
Passou a usá-lo sempre. Percebeu que, se o colocasse entre duas pessoas que estivesse brigando, elas imediatamente entrariam em harmonia.
Um belo dia, encontrou duas cobras em sério desentendimento numa estrada, colocou o bastão entre elas e teve a surpresa de ver que elas se enroscaram ali para sempre.
Como tal deus mais tarde foi relacionado à Medicina, o Caduceu foi a atribuição dele usada para simbolizar esta arte.

Pergunta #942

Caro Dr.Alaúzo:

Li, há pouco, um belo poema de Alvaro de Campos, um dos heterônimos de Fernando Pessoa e lembrei-me de perguntar a origem da palavra “heterônimo”.
Mais uma vez, obrigada!

Resposta:

Maria Tereza:

“Heterônimo” vem do Grego HETEROS, “outro”, mais ONYMÓS, “nome”.
Assim, um “heterônimo” é o “outro nome” de alguém.
Na prática, funciona como o “pseudônimo” (PSEUDO, “falso”) para quem está alheio às autorias.

Pergunta #941

Amado Mestre
Vejo que terei de intervir nestas dores de cotovelo que estão existindo entre os membros da elite da IEU. Vou levar em votação um aumento substancial em nossos proventos.
Falando nisso, “elite” “substancial” e “provento” surgiu de onde??

Resposta:

Rebebes:
Você tem razão. Não podemos admitir, numa organização eclesiástica séria como a nossa, dissensões internas, ainda mais se causadas por assuntos tão mundanos como o vil metal.
Destarte, doravante todos os proventos passarão para a minha pessoa; estou pronto para fazer esse sacrifício em prol da paz.

“Elite” vem do Francês ÉLITE, “o melhor”, do Latim ELIGERE, “escolher”. Assim, a “elite” são “os escolhidos”.

“Substancial” vem do Latim SUBSTANTIA, do verbo SUBSTARE, “estar sob, subsistir, resistir”, formado por SUB-, “abaixo”, mais STARE, “ficar, estar”.

“Proventos” vem do Latim PROVENTUS, particípio passado de PROVENIRE, “vir à frente, brotar”, de PRO-, “para a frente”, mais VENIRE, “vir”.

Pergunta #940

Qual é a origem da palavra ECO?

Resposta:

Andréia:
“Eco” vem do Grego EKHÓ, “eco, som”.
Os gregos contavam uma bela história sobre a origem do fenômeno, que teria vindo de uma ninfa chamada Eco, que se
apaixonou… mas a lenda toda está contada na Edição 9 da seção Assunto da Edição.
Vá até a parte inferior de tal seção e clique na referida edição, que há uma história de amor esperando ali.

Pergunta #939

Professor,
parabéns pelo ótimo site. Minha pergunta é: qual a origem da expressão pé-de-meia?

Resposta:

Nivaldo:
Obrigado pelo ótimo elogio!

“Pé-de-meia” faz a gente pensar na imagem óbvia de uma meia onde se guarda dinheiro para alguma eventualidade.
Mas, na realidade, a expressão vem do Francês e implica em elementos bem diferentes. Trata-se de PAIR DE MÉAILLES, “par de moedas”, sendo MÉAILLE um nome antigo para moedas de baixo valor, também ditas MITE OU MITAILLE.
O nome delas se originou no Latim AES MEDIALE, moeda que valia meio denário.

Pergunta #938

Olá Professor

Qual a origem do nome AMAZONAS? Já ouvi a história da mutilação do seio pelas guerreiras… mas será que é isso mesmo?

S.

Resposta:

Sérgio:
Consta ser verdade que o rio foi chamado assim porque os seus exploradores acharam ter visto em suas margens mulheres que correspondiam à descrição das Amazonas da lenda grega.
E o nome destas guerreiras, descendentes de Ares e da ninfa Harmonia, diz-se vir de A-, prefixo negativo, mais MÁZOS, “seio”, porque elas cortariam fora um seio para não serem atrapalhadas no manejo do arco, em que eram exímias.
Isso não passa de uma interpretação popular para se adaptar ao nome AMÁZONES.
Nossas praticantes do esporte hoje em dia se dão muito bem sem fazer qualquer mutilação e as gravuras antigas mostram aquelas guerreiras com ambos à vista.
A origem do nome delas não está bem definida; sugere-se que venha de uma tribo iraniana que se chamava HA-MAZAN, “guerreiros”.

Pergunta #937

qual é a etimologia das palavras: GLICOGENOSES E MUCOPOLISSACARIDOSES

Resposta:

Tony:
Será que você não quis “glicogenases” e “mucopolissacaridases”? Confira.
Se for este o caso, a primeira palavra vem do Grego GLYKYS, “doce”, mais o “gen-” de GIGNOMAI, “gerar”, mais o “-ase” usado como sufixo que caracteriza uma enzima.
E a outra vem do Grego MUKSA, “muco”, mais POLI-, “vários, muitos”, mais SÁKKHARON, “açúcar”, mais o “-ase” de que já falamos.
Não cabe aqui a lição de Bioquímica que estas palavras estão a pedir.

Pergunta #936

Boa tarde, prof.!
Estou carente da minha dose diária… Hoje, quase entrei em colapso! Fiquei um pouco confusa numa reunião: o que há entre “mundo” e “imundo”? Empregamos os termos em situações tão diferentes!!!
Help, please!

Resposta:

Delicadeza:
Você captou uma coisa muito interessante. Em Latim, MUNDUS podia significar três coisas diferentes:
1)”O mundo, o universo, a terra, os homens”.
2)”Limpo, asseado, refinado”. Com o prefixo negativo I-, passa a querer dizer “sujo”.
3)”Jóias”. Deste significado, pelo que consta, não ficou nada em nosso idioma atual.

Pronto, evitado o colapso, dado o auxílio, dose diária aplicada.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!