Consultório Etimológico

Pergunta #681

gostaria de saber a origem da palavra meio-fio e quem foi Alcino Guanabara, aquele que dá nome a uma rua no centro do Rio de Janeiro

Resposta:

Pedro:
“Meio-fio” é uma expressão composta de uma palavra que veio do Latim MEDIUS, “o que está no meio”, e FILUS, “corda, fibra, fio”.
A expressão propriamente dita é portuguesa e se refere ao que está entre a rua e a calçada e tem as proporções de uma corda, ou seja, é longo e estreito.

Nosso site lida com as origens das palavras, não com nomes de ruas. Mas podemos dizer que Alcino Guanabara foi um senador que, participando da imprensa, colaborou na implantação da luta contra a tuberculose no Rio de Janeiro, nos fins do séc. XIX.

Pergunta #680

Bom dia! Professor!
Sendo bem concisa como o Ribamar:
“generosidade”, “fidelidade”, “sacrifício”.
Inté!! A propósito, o senhor é de onde?

Resposta:

Patrícia:
Estava já sentindo a sua falta.
Sendo pouco conciso, que não estou aí para isso:

“Generosidade”: do Latim GENEROSUS, onde originalmente queria dizer “de nobre nascimento”. Esta palavra vem de GENUS, “raça, estirpe”.
Os sentidos secundários de “altruísta” e “abundante” se desnvolveram ainda no Latim.

“Fidelidade” também é do Latim: FIDELITAS, “fidelidade”, de FIDELIS, “fiel”, de FIDES, “fé”.

“Sacrifício” vem do Latim SACRIFICIUM, formada de SACER, “sagrado”, mais a raiz de FACERE, “fazer”.

De onde eu sou? Vou-lhe contar um segredo: sou uma espécie de traça gigante que nasceu dentro de um livro, numa biblioteca. Mas não espalhe!

Pergunta #679

Gostaria de saber a origem e o significado da palavra ” Exa ” ( assim mesmo sem o H ).
Muito Obrigado, aguardo retorno!
Alessandro

Resposta:

Alessandro:
Nosas pesquisas não encontraram uma palavra assim, apenas um prefixo indicativo de quantidade.
Anteposto a uma unidade de medida (como gramas, quilos, segundos), indica multiplicação por 10 à décima-oitava potência.
Originar-se-ia do Grego HEXA, “seis”, embora não tenhamos encontrado o porquê.

Pergunta #678

Dr.Etimologista: penso que o senhor está procurando alguma distração para o final de semana. por isto sugiro que busque a etimologia de duas palavras ligadas ao culto dominical católico.
Antes do Concílio Vaticano II, na Igreja, se escutava o SERMÃO do Padre, pois era uma fala dogmática. Hoje,se escuta a HOMILIA do Padre, no sentido de a fala ser mais explicativa do que dogmática. Então, de onde surgiram as palavras SERMÃO E HOMILIA ?
Bom final de semana, Lúcia

Resposta:

Lúcia:
“Sermão” é do Latim SERMO, “fala, discurso”. Originalmente queria dizer “”encadear palavras”, usando a raiz do verbo SERERE, “unir” (que originou a palavra “série”).

“Homilia” já foi OMELIE em Francês, do Latim HOMILIA, “sermão, discurso”.
Em Grego era HOMILIA, “conversa, discurso”, que o Grego do Novo Testamento usava para designar “sermão”.
E esta palavra derivava de HOMILOS, “multidão”, de HOMOU, “junto”, mais ILE, “tropa”.
Tem a mesma fonte do Sânscrito MELAH, “reunião” e do Latim MILES, “soldado”.

Assim, quando um “militar” escuta uma “homilia”, estão-se reencontrando palavras que tomaram significados diferentes há milênios.

Essas distrações são bem-vindas. Mande mais.

Pergunta #677

Sociologia, antropologia, política

Resposta:

José Ribamar, meu conciso cliente:
“Sociologia” vem do Francês SOCIOLOGIE, palavra cunhada por Auguste Comte em 1830, a partir do Latim SOCIUS, “companheiro” mais -LOGIA, a raiz de LEGEIN, “falar”. Esta raiz assumiu o sentido de “estudo de”.

“Antropologia” é do Grego ANTHROPOS, “homem, ser humano”, derivado do Indo-Europeu HNER, “homem”, mais -LOGIA.

“Política”: vem do nome de um livro de Aristóteles sobre os governos, TA POLITIKA, “ciência do governo”.
A palavra POLITIKA deriva de POLIS, “cidade”.

Interessante é saber que, nessa obra ele disse que “o homem é um POLITIKON ZOON”. Esta frase tem sido traduzida como “o homem é um animal político”, querendo dizer que todos somos obrigados a nos interessar por política. No entanto, a tradução correta é “o homem é um animal social, um animal destinado a viver em cidades”.

Pergunta #676

Eu quero passar no concurso do TJ/RS, por um acaso tem um professor de Português para me indicar.

Obrigada

OBS: Nos conhecemos hoje na SEMUR – sou a moça que disse que pegava a mala do mensalão.

Resposta:

Márcia:
Vou tentar achar um professor para você, mas não interrompa a sua própria procura.
Certo, você disse que pegava a mala do mensalão, mas deixemos claro que era tudo brincadeirinha!

Pergunta #675

Bom dia, gostaria de saber a origem das seguintes palavras: casa, moradia, resid&encia

Resposta:

Erica:
Bem-vinda.
“Casa” vem do Latim CASA mesmo, que queria dizer “choupana, morada pobre”. Com o tempo assumiu um significado mais abrangente.
“Moradia” (atenção: há quem diga que “moradia” se refere ao tempo em que uma pessoa viveu num lugar e que “morada” se refere ao local físico; outros dizem que isso é bobagem): vem do verbo latino MORARE, “demorar, retardar, ficar, viver junto com “. Daí a expressão “juros de mora”.
“Residência”: do verbo latino RESIDERE, com significados semelhantes aos de MORARE, formado por RE-, intensificativo, mais SEDERE, “sentar-se”. Morar num lugar é como “tomar assento” ali por muito tempo.

Pergunta #674

Boa noite! Gostaria de saber a origem da palavra enfermagem.

Resposta:

Rafaela:
“Enfermagem” vem do Latim INFIRMUS, “doente, enfermo”.
E esta palavra era formada, por sua vez, de IN-, partícula negativa, mais FIRMUS, “sadio, firme, sólido, bem estabelecido”.
A pessoa que cuida do enfermo pratica a “enfermagem”.

Pergunta #673

Gostaria de saber a origem da palavra Vidro em português e Glass em inglês.
Tanto uma como de outra a origem são as mesmas?

Obrigado.

Resposta:

Marco Antônio:
Fazendo Etimologia Comparada, hein? Gostei de ver.
“Vidro” vem do Latim VITRUM, “vidro”. Originalmente era o nome de uma planta da família da mostarda, “Isatis tinctoria”.
As folhas de tal planta produziam um pigmento azulado, de cor semelhante ao vidro de fabricação comum da época.
Já GLASS vem do Germânico GLASAM, do Indo-Europeu GHEL-, “brilhar, ser amarelo ou verde”.
Esta é uma raiz que originou, além de GLASS, nomes de cores em Inglês: GRAY, BLUE, GREEN, YELLOW, “cinza, azul, verde, amarelo”.
Como se vê, as origens dessas duas palavras são bem diferentes.

Pergunta #672

Olá, Dr. Alaúzo!
Este é um cofrinho de pobre… o nosso cofrinho!! Por que o dinheiro, que já era pouco está indo prá outros lugares.
Poderia nos dizer qual a origem da palavra: corrupção?
Grata!

Resposta:

Patrícia:
O cofrinho reflete muito bem as vicissitudes pelas quais passamos. Pobre porquinho! Deve estar com muita fome.
Já que ele está assim devido à “corrupção”, vamos comentar que esta palavra vem do Latim CORRUPTIO, o substantivo que corresponde ao verbo CORROMPERE, de CO-, intensificativo, mais ROMPERE, “destruir, estragar, subornar”.
Veja se não é esse o resultado da corrupção para um povo.

Pergunta #671

Professor, a introdução de praxe: Ah, essa odiosa oposição revanchista, que a Elle, o ingênuo pateta, o que de nada sabia, insiste em derrubá-lo!
A pergunta: A etimologia da abominável palavra revanche. O Aurelião me informa que vem do francês revanche. Mas e daí para trás?

Resposta:

Sr. Croquezz:
Suas introduções são sempre esperadas em nosso consultório.
Sugerimos que o Sr. não procure étimos em obras menores. Recorra sempre a nós, que vamos mais longe!
No caso de “revanche”, veio do Francês Arcaico REVENGIER, de RE-, intensificativo, mais VENGIER, “vingar”.
Esta palavra veio do Latim VINDICARE, “punir, afirmar, vingar”, ao que tudo indica formado de VIM DICARE, “demonstrar autoridade”, de VIS, “força”, mais a raiz do verbo DICERE, “dizer, afirmar”.
Logo, “revanche” e “vendetta” têm um parentesco muito próximo.
Fomos mais longe ou não?

Pergunta #670

Qual a origem da palavra esteira que costumamos usar na praia?

Resposta:

Daniele:
Veja abaixo…

Pergunta #669

origem da palavra esteira que costumamos usar na praia?

Resposta:

Daniele:
A “esteira” que usamos na praia vem do Espanhol ESTERA, que veio do Latim STOREA, que designava tanto o junco usado para fazer o objeto como ele próprio.

Pergunta #668

Nas caixas de textos (para colocar nossos dados) tem uma opção: foto ou figura. Anexei, então uma figura. Espero que chegue direitinho.
Esta figura é só uma terapia p/ o senhor não desanimar diante de tantos questionamentos!!!

Resposta:

Patrícia:
Gostei da figura. Traz ovimentação para o site.
E não desanimo com as perguntas, não; antes me sinto contente.
Gostaria de encorajar as leitoras (os marmanjos não!) a colocarem as suas fotos aqui.
Está na hora de eu receber algum prêmio!

Pergunta #667

Olá, professor.
Queria saber a origem da palavra “Caçador” e também das palavras:
“detetive” e “nômade”
Não se preocupe, não trabalho da Scotland Yard, ok?
Valeu!

Resposta:

Patrícia:
“Caçador” vem do Latim CAPTIARE, anteriormente CAPERE, “apossar-se, pegar, tomar, agarrar”. É o que o caçador faz com a sua presa.
“Detetive” vem do Latim DETECTUM, “desenterrado, descoberto, revelado”, do verbo DETEGERE, formado por DE-, partícula negativa, mais TEGERE, “cobrir, tapar”. Um bom detetive “descobre, tira a cobertura” dos fatos.
“Nômade” vem do Latim NOMAS, “grupos árabes errantes”. Em Grego era também NOMAS, “errante , vagante, sem destino aparente”, de NOMOS, “pasto”. A idéia era de que eles se delocavam aparentemente ao léu para encontrar pastagens para os seus animais.
Não me preocuparia se você trabalhasse para a Scotland Yard. Vantagens da consciência limpa…

Pergunta #666

Oláa!!!!
Noooosa, seu site tá a mil por hora, hein?!! Está se transformando num grande meio de pesquisa p/ nós. Parabéns!!
Bom, professor, chega de bajulação, né?
Bajulação… poderia me dizer qual a origem deste termo? Muito grata!
E também, por favor da palavra intercessão. Valeu!

Resposta:

Patrícia:
Fico feliz de saber que estou ajudando pesquisas. Sempre às ordens.
“Bajular”… será que você está “adulando para obter vantagens”?
Não; prefiro acreditar que você está sendo sincera.
Tal verbo vem do Latim BAIULUS, “carregador” que, por extensão, passou a significar “mensageiro, aquele que sustenta otra pessoa”.
“Intercessão” vem do Latim INTERCESSIO, “mediação, interposição”, de INTERCEDERE, formado por INTER, “entre”, mais CEDERE, “ir, deixar”.

Pergunta #665

Professor, qual a origem das palavras Azeitona, Azeite. e porquer estes não tem nomes derivados de “Oliveira”.
Obrigado.

Resposta:

Erivelton:
Você é um sujeito observador.
Isso se deve à invasão árabe na Peninsula Ibérica.
“Azeitona” e “azeite” vêm do Árabe, onde AZ-ZAYT era “essência, óleo” e AZ-ZAYTÛN era “azeitona, oliveira”, mas originalmente significando certa unidade de medida para líquidos.
Por outro lado, “oliveira” vem do Latim OLIVA, “azeitona, oliveira”, do Grego ELAIA, com o mesmo significado. Esta palavra teria vindo de um idioma do Mar Egeu com o significado de “óleo”.
Assim, essas palavras têm origens diferentes, sendo que, em nosso idioma, umas “pegaram” e outras não.
No Inglês, por exemplo, não há esses derivados de AZ-ZAYTÛN. Ali se usa OLIVE para “azeitona” e OIL para “azeite”, ambos derivados justamente do Grego ELAIO.

Pergunta #664

Olá, doutor. Hoje uma curiosidade que tenho há tempo: qual a origem da palavra [camerlengo] que designa o cardeal administrador do Vaticano no período entre o falecimento de um Papa e a posse de seu sucessor ?
Desejo-lhe uma ótima semana.

Resposta:

Lúcia:
Eu estava estranhando a sua ausência aqui no consultório.
“Camerlengo” vem do Italiano CAMERLINGO, que vem do Germânico KAMERLING,, derivado de CAMARA, “quarto”, pois a essa pessoa era dada a intimidade de contato com o Papa.
A palavra CAMARA, do Latim, vem do Grego KAMARA, que denotava inicialmente um aposento com teto em arco e gerou também a palavra “camarada”.
Ela deriva do Indo-Europeu KAM-, “dobrar, torcer”, que também deu o Grego KAMPÉ, “curvado”, com diversos derivados eruditos hoje.
Apareça mais seguido!

Pergunta #663

Dr. Alaúzo
Gostaria de saber a origem e significado das palavras

cooperação;
integração e
sucesso

Desde já agradeço
Maria Izabel

Resposta:

Maria Izabel:
Quanto ao significado, os dicionários comuns a ajudarão. Nosso site é voltado para as origens, e essas eu lhe passo – embora o simples conhecimento delas em geral já explique o significado.
“Cooperação” vem do Latim COOPERARI, “trabalhar junto”; é formado por CO-, “junto”, mais OPERARI, de OPERA, “esforço, trabalho”.
“Integração” também é do Latim. INTEGRARE era “tornar inteiro”, de INTEGER, “inteiro”. E esta palavra se forma de IN-, partícula negativa, mais a raíz de TANGERE, “tocar”. Assim, o significado original era “intato, não tocado ou modificado”.
No sentido de “juntar partes e formar um todo resultante”, é do início do século 19.
“Sucesso” vem do Latim SUCCESSUS, “avanço, resultado positivo, sucessão”, do verbo SUCCEDERE, “vir depois”. Este se forma de SUB-, “depois”, mais CEDERE, “ir, mover”.
O seu uso inicial depois do Latim se referia à sucessão real. O sentido de “obter um resultado desejado” se instalou depois.

Pergunta #662

gostaria de saber a origem da palavra discriminação e do ponto de vista etmologico, qual é o seu significado. obrigada

Resposta:

Luciana:
Essa palavra tem diversas acepções, como “tratar desigualmente”, “distinguir”, “fazer diferença”, “manter-se à parte”.
Ela vem do Latim DISCRIMINARE, “dividir”, de DISCRIMEN, “separação, intervalo, linha divisória”.
E esta palavra vem do verbo DISCERNERE, formado por DIS-. “fora”, mais CERNERE, “separar, distinguir, peneirar”.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!