Consultório Etimológico

Pergunta #601

Lendo o livro de Ivan Izquierdo “Silêncio, por favor”, deparei-me com a palavra = balbúrdia=.
Qual sua etimologia?

Resposta:

Lúcia:
Eu a estava esperando há um tempo aqui no consultório.
“Balbúrdia” é uma palavra cuja origem não está atestada com rigor.
Todos desconfiam, mas não há provas ainda, de que ela derive do Latim BALBUS, “gago”, que originou “balbuciar”.
De qualquer modo, o som dela é muito expressivo. Que palavra seria melhor do que ela para designar uma balbúrdia?

Pergunta #600

Olá Dr.!

Volto abalado por uma duvida de comuna paranóico!

Qual a origem da palavra “cuba-libre” (a bebida)?

Estive pensando que poderia ser uma palavra americana que simbolizaria que cuba só seria livre quando houvesse coca-cola por lá (um dos simbolos do capitalismo). Aí eles poderiam dizer: “O socialismo em Cuba está com os dias contados… Já se bebe até coca-cola por lá!” hehhehehe

Procede ou eu tenho que me tratar???

Abração professor!!!

T.

Resposta:

Prezado Sr. Tcheloco:
Consta que essa bebida feita com rum e refrigerante de cola tem o seu nome originado na bebida que se fazia, durante a Guerra de Independência de Cuba (fins do século 19), aquecendo mel até engrossar e acrescentando água depois, em substituição ao café.

Pergunta #599

Olá, professor, esqueceu da minha pergunta ou está muito ocupado com os alunos atrasados em seus trabalhos de escola, hein!?

Origem da palavra restauração
Valeu, Patrica

Resposta:

Céus, Patrícia!
Nada disso, eu é que estou com os neurônios em curto-circuito por fadiga de material mesmo.
“Restauração” vem do Latim RSTAURARE, de RE-, “novamente”, mais STAURARE, “estabelecer, colocar em posição”. Queria dizer “reparar, consertar, renovar, reconstruir”.
Sempre que eu não responder, puxe minhas orelhas!

Pergunta #598

Boa Tarde Professor,
hoje, pela manha, escutei no Radio um palestrante explicar que inspiraçao (estar motivado)viria de por a “pira” (doideira) pra fora e achei estranho. qual é a verdadeira etmologia?
obrigado.

Resposta:

Alysson, há tempo não nos falávamos!
Acho que quem botou a “pira” para fora foi o tal de palestrante.
Essa realmente me impressionou. Tenho visto as pessoas virem com as explicações mais doidas para cima dos outros.
Felizmente há gente com bom senso, que investiga antes de engolir essas barbaridades.
Essa palavra vem do Latim INSPIRARE, “inspirar, receber um sopro dos deuses”.
Foi formada a partir de uma bonita metáfora, na qual se pensava que uma idéia muito boa deveria ter sido recebida de um ser superior.
Parabéns. Continue desconfiado!

Pergunta #597

Eu de novo, professor. leio, deliciado, notícias das CPIs e constato um novo uso para o termo blindagem. Qual a etimologia de blindagem?

Resposta:

Prezado Croquezz:
Estes tempos vêem usos inusitados para palavras e até peças de roupa.
Pois não é que fui informado que se anda usando a inexistente palavra ADENDAR, com o significado de “anexar, fazer um adendo”?!! Às vezes parece que a pena de morte faz falta.
Quanto à palavra que o Sr. cita, ela vem do Indo-Europeu BHLENDHOS, “escuridão, confusão, noção indistinta”. Seu sentido se alterou para “cegueira”, dando BLIND, “cego” em Inglês.
Em Alemão, usa-se a palavra BLENDEN, “cegar”.
E foi daqui que o Francês criou BLINDER, em 1697, termo naval para descrever a situação de um navio que, por ter o casco especialmente reforçado, podia metaforicamente passar entre os inimigos como um cego, sem tomar conhecimento deles.
Assim, esta palavra é parente da inglesa, mas lá se usa apenas com relação à dificuldade de enxergar. Quando eles querem dizer que algo é “blindado” como nós por aqui entendemos, dizem ARMORED ou ARMOURED. Isto já deu ocasião mais de uma vez a que ARMORED CAR, “veículo blindado” seja traduzido por “carro armado”.

Pergunta #596

Bom dia, professor. Uma curiosidade burocrática: a etimologia daquele utilíssimo instrumento, a salvação de secretárias e estagiárias, o clip (ou já estaria aportuguesado, clipe?). E a de outra palavra que não sai das manchetes, cueca?

Resposta:

Bom dia, Sr. Croquezz.
Sim, a palavra já está aportuguesada, de modo que podemos escrever clipe e não “clip” entre aspas, como manda o figurino para palavras estrangeiras que andem por aqui.
É uma palavra de origem germânica, que deu, no Inglês Antigo, CLYPPAN, “agarrar, envolver, segurar”.
Tia Odete, na sua recente seção em que trata de material escolar, fala sobre a invenção do clipe.
Quanto às cuecas, parte da indumentária íntima masculina que tanto destaque anda tendo nos jornais: seu nome vem de uma das regiões que ela tapa, e cujo nome, que por chulo não menciono, faz parte do nome da peça.

Pergunta #595

Boa tarde,

gostria de saber a origem da palavra AROMA.

grato,

Murilo Saito

Resposta:

Murilo:
é um pouco desapontador conhecer as formas antigas desta palavra.
Em Latim era AROMA, “cheiro doce”.
Em Grego, era… AROMA, “tempero, condimento doce”.
Como se vê, é um caso muito raro de variação formal nula ao longo de milênios.

Pergunta #594

Prezado(a) responsável,
Gostaria de saber a origem das palavras:
Avó, Mãe, Filho(a), Neto(a)
Minha avó completa 90 anos dia 26 desse mesmo mês e preciso escrcrever algumas palavras para ela.
Desde já agradeço.

Resposta:

João:
“Avó” vem do Latim AVUS, “avô, antepassado”. Sua origem Indo-Européia é AWO-, “avô, parente masculino que não o pai”.
“Mãe” vem do Latim MATER, em Grego MÉTER, no Indo-Europeu MATER. Em praticamente todas as línguas são usados sons semelhantes para designar este parentesco, acredita-se que derivados dos ruídos feitos pela criança ao sugar o seio materno.
“Filho/filha” é do Latim FILIUS/FILIA.
“Neto”: do Latim NEPOS, “neto, sobrinho”.
Parabéns pelo aniversário da avó e pelo seu carinho e interesse.

Pergunta #593

Qual a origem da palavra bendito?
Atenciosamente
Roseli

Resposta:

Roseli:
“Bendito” vem do Latim BENEDICTUS, formado por BENE, “bem” e DICTUS, particípio passado de DICERE, “dizer, falar”.
BENEDICERE, era “falar bem de alguém”, assumindo mais tarde o sentido religioso de de “invocar a proteção divina para alguém”.

Pergunta #592

Por favor, preciso da origem, significados e o máximo de informações possíveis sobre a palavra “autonomia”.

Muito obrigada.

Resposta:

Magali:
Esta palavra vem do Grego AUTONOMOS, “independente”, formada por AUTO-, “a si mesmo, próprio” mais NOMOS, “lei, costume”.
Assim, AUTONOMOS era “aquele que tem leis e costumes próprios, que não segue ditames de outros”.
“Autonomia” é uma palavra que está em uso nos idiomas ocidentais desde mais ou menos 1800.

Pergunta #591

Doutor:
Seguidamente, quando leio em espanhol, me deparo com a palavra “cursis”, parecendo ter um significado de algo meio doido, mas de forma leve, não agressiva ou auto-agressiva. De onde vem? É coisa do lunfardo, por acaso?
Não tem urgência, professor. Obrigada.

Resposta:

Mariasil:
Esta palavra é usada há muito tempo na gíria portenha.
Sua etimologia é incerta, mas o seu significado é, numa expressão bem brasileira, “metido a besta”. Descreve uma pessoa pretensiosa que, desejando fazer algo que pensa que a valoriza, acaba fazendo papel ridiculo.

Pergunta #590

Qual a origem da palavra aleluia?

Resposta:

Ygor:
Esta palavra é hebraica e quer dizer “louvai ao senhor”; hoje, entre pessoas cultas, é usada como interjeição de alívio ou alegria.
Foi incorporada à linguagem eclesiástica, tal como aconteceu com AMEN, “assim seja”, que muitos pensam pertencer ao Latim mas que é Hebreu puro.
Coisa semelhante aconteceu com a palavra que os bebedores de cerveja conhecem tão bem, PROSIT, que se imagina ser um brinde em Alemão. No entanto, é Latim puro, de PRO, “a favor”, mais SIT, “seja”.

Pergunta #589

Bom dia, Professor! Antes da pergunta, o contexto… Assisti o depoimento do pretenso (certo, vamos dar-lhe um voto de confiança) homem da mala preta. O brilhante careca Marcos Valério, o micro, médio ou megaempresário, é mais liso que muçum ensaboado, ele é um malabarista da palavra. Agora, a pergunta:Qual a etimologia de malabarismo? nenhuma relação com mala, espero…

Resposta:

Sr. Croquezz:
Pergunta feita, resposta dada. Acho que vou registrar isto no Livro Guinness de recordes.
Os Portugueses, na época das descobertas, admiraram-se da agilidade dos nativos da Costa do Malabar, no oeste da Índia.
Faziam parte das festas deles apresentações com pauzinhos volantes, tochas, bolas de tênis e calotas de automóveis (será que me enganei em alguma coisa?).
Daí os decobridores terem chamado essas demonstrações de habilidade de “jogos malabares” e depois “malabarismos”.
Antes que o Sr.pergunte, já que eu bem conheço a sua capacidade de incomodar, a hipótese para a palavra MALABAR em si é que venha de MALAIAVARA, “região de malaios”.

Pergunta #587

Qual é a origem e o significado do nome Francine?

Resposta:

Francine:
Seu nome deriva do antigo Italiano FRANCESCO, “francês”.
E FRANCESCO derivou do povo dos FRANCOS, chamados assim pelo nome de sua arma predileta, uma espécie de machado, hoje chamado em Português FRANQUISQUE ou FRANCISCA.
O nome dos FRANCOS passou a significar, com orgulho, “livre”.
O nome se disseminou muito pela Europa devido a S. Francisco de Assis. O pai dele teria escolhido esse nome em homenagem à sua esposa, que era de nacionalidade francesa.

Pergunta #588

Prezado(a) responsável,
Gostaria de saber a origem das palavras:
Competitividade & Igreja

Sou estudante de administração e estou fazendo um trablho sobre os dois temas.
Sem mais fico no aguarddo,
Atenciosamente,
JULIARDE

Resposta:

Juliarde:
“Competitividade” vem do Latim COMPETERE, de COM-, “junto”, mais PETERE, “voar,procurar”, do verbo grego PETOMAI, “eu vôo”.
“Competir” é como “procurar juntos”. Quem achar e ficar com o objeto será o vencedor, e como o vai fazer é outro assunto.

“Igreja” vem do Grego EKKLESIA, que era a assembléia geral de Atenas. Esta palavra era formada por EK-, “fora” e KALLEIN, “chamar”.
Mais tarde o nome dessa assembléia passou a ser usado para as reuniões religiosas cristãs e depois ainda foi aplicado aos edifícios onde elas eram feitas.

Pergunta #586

Dr.Alaúzo:
Lendo um texto sobre velhos tempos, lembrei com saudades da época em que se cruzava o RS -de Porto Alegre a Uruguaiana – pelo trem Minuano.
Qual a origem da palavra trem?

Resposta:

Maria Tereza:
Saudosismo é gostoso…
O “trem” em que você andava teve seu nome originado no Latim TRAHERE, “trazer, puxar”.
Esta palavra tem outras descendentes em nosso idioma, como “trair” e “atrair”.
Em Francês antigo essa palavra passou a TRAHINE, que inicialmente tinha o sentido de “algo arrastado”, como a cauda de um vestido ou de uma ave.
Depois se aplicou a um grupo de pessoas ou veículos deslocando-se em fila, o qual já dá a idéia do nosso “trem” atual.

Pergunta #585

Bom dia professor,
estou realizando um estudo sobre Eneagrama, no qual procuro a etimologia das palavras “raiva” (sentimento) e “mágoa”. Desde já agradeço sua atenção.

Um abraço Neida.

Resposta:

Neida:
“Raiva” vem do Latim RABIES, “ira, raiva, certa doença canina”.
“Mágoa” vem do Latim MACULA, “mancha”. Inicialmente essa palavra se referia a uma mancha mesmo e depois adquiriu a conotação de “ferida, amassado”, passando mais tarde a expressar uma ferida nos sentimentos.
Em Portugal se usa “magoar” com o sentido de “machucar”.

Pergunta #584

Eu de novo, professor. Roberto Jefferson está na berlinda, ele gosta da ribalta. qual a etimologia de berlinda e ribalta?
Grato.

Resposta:

Sr. Croquezz, é sempre um prazer privar com o senhor.
“Berlinda” vem do nome da cidade alemã de Berlim; era um carro puxado por cavalo, no qual o passageiro ficava muito visível.
A palavra devia BERLINA, que sofreu influência de “linda”.
“Ribalta” vem do Italiano RIBALTA, que designa “as luzes da parte anterior do palco”.

Pergunta #583

MUITO, obrigada! Voce quebrou mo galho!!! Bom dia…

Resposta:

Jakeline:
Que bom ter sido útil.
Continuo à disposição.

Pergunta #582

Por favor, preciso com O MAXIMO de urgencia a origem das palavras:
Enfermo
Enfermaria
Enfermagem
Paciente
Doente
Hotel
Hospital
Desde já agradeço!!!

Resposta:

Jakeline:
Lá vamos nós correr para atender ao pessoal que não se planeja direito em seus trabalhos…
As três primeiras palavras vêm da mesma: o Latim INFIRMUS, “doente”, de IN-, prefixo negativo, mais FIRMUS, “firme, inteiro na sua saúde” ou seja, “o que está doente”.
“Paciente” vem do Latim PATIENS, “aquele que agüenta, que suporta”, que veio do Grego PATHE, “sentir” em geral, mas aqui com a conotação de “sentir” sintomas de doença.
“Doente”: do Latim DOLENS, “aflito, aquele que sente dor”, do verbo DOLERE “sentir dor”.
Quanto a “Hotel” e “Hospital”, trabalhe um pouco:
clique no livro “X-8, O Detetive Etimológico” e corra a página bem até o fim. Lá você achará a lista das seções passadas. Abra a primeira, cujo título é justamente “Hospital” e leia que ali você encontrará a origem das duas.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!