Resultados da busca para relevante

Relevante

Palavras: relevante , relevo

Quero saber a origem dessa palavra, “relevante”. Busquei na lista de palavras mas não a encontrei lá.
Mais uma vez agradeço a ajuda e reintero a preciosidade do site.

Resposta:

Essa palavra vem do Latim RELEVANS, “o que retira alguém de um problema”, de RELEVARE, “aliviar, elevar”, formado por RE-, prefixo intensificativo, mais LEVARE, “levantar, aliviar”, de LEVIS, “leve, de pouco peso”.

O sentido atual, de “pertinente ao assunto discutido” se instalou pela metade do século XVI.

E relevo significa “parte saliente de um conjunto”.

Agradecemos o elogio.

Agradecimento e pequena contribuição

Claro, as vicissitudes! Desculpem minha pressa, quero jamais ofender um dos poucos sites que tratam de tão relevante estudo. Ainda sou da visão de que a falta da etimologia na grade curricular do ensino FUNDAMENTAL e médio viabiliza a incompetência de grande parte deste povo brasiliense em interpretar uma simples frase – por essas e outras que alguns andam “literalmente se matando” com a língua!

Quis ajudar este extenuante projeto em algo. Fiz uma pesquisa a fundo e creio que descobri a origem da carragem e ainda consegui uma inclusão aos -ítos. Aqui vai a síntese (tomara que seja útil):

Procurei a etimologia da palavra em inglês, “carrageen”, e encontrei no dicionário Oxford que ela vem do irlandês “carraigín”. Fui então até um dicionário irlandês (disponível no site teanglann.ie) e descobri que a palavra tem radical “CARRAIG” – rocha terrestre ou marinha. Portanto, como a alga cresce sobre a rocha marinha, meu faro de principiante diz que o sufixo -em tem significado em comum com o de “ferrugem”…

E caros mestres, permitam-me uma adição à definição de Criptozoíto/merozoíto: os sufixos -ite, -ito (gr. -ιτης, sufixo usado em Biologia para formar nomes de realidades anatômicas
e citológicas elementares ou de pequenas dimensões) – essas terminações específicas da biologia estão reunidas no “Manual de Galego Científico”, que descobri hoje enquanto pesquisava sobre o ágal (o livro é da editora AGAL). Recorrer ao galego, vejam só! Tenho certeza que vi a esposa dele andando por aí nas festinhas da sexta passada. Se ele descobre…

Trato essas riquezas – casuísticas descobertas úteis (o livro citado, este sítio) como sinal das bençãos calvinistas.

Muito obrigado pela luz!

Resposta:

Muito agradecidos pela brilhante pesquisa e contribuição para nosso modesto site.

Estamos enganados ou você é a mesma pessoa que disse ser vestibulando para Medicina?

Seus conhecimentos e modo de escrever escorreito e lúcido são os de uma pessoa que há muito tempo ultrapassou essa fase.

Se estiver por fazer esse exame, encontra-se muito bem preparado na área.

O verso OBSIDIAR

Diante da sua alegação de que OBSIDIADO não existe, acho que V.Sª deveria dar uma olhadinha no Dicionário AURÉLIO que diz:
OBSIDIAR – verbo transitivo direto – 1. Cercar, assediar – 2. Observar o comportamento ou a vida de; espiar. 3. Importunar, cncomodar, perturbar, molestar….e etc.
Então, se acharem relevante…mudem sua descrição a respeito. Obrigado.

Resposta:

Existe mesmo. Trataremos de fazer a correção assim que pudermos e desde já agradecemos sua generosa ajuda.

Origem do Sobrenome

Aproveito, uma vez mais, para parabenizá-los pelo excelente, brilhante, relevante, trabalho que fazem.

A minha pergunta é a seguinte: Qual é a origem do sobrenome Amorim?

Resposta:

Agradecemos muito suas tão generosas palavras.

Quanto ao sobrenome, entre em nossa Lista de Palavras e olhe o verbete  origem de sobrenomes.

Origem da palavra

Olá. Primeiramente, gostaria de agradecer pelo relevante trabalho de vocês.

Minhas dúvidas são: qual a origem da palavra “visão” no sentido de antever o resultado de um empreendimento? A origem dessa palavra independe do contexto?

Obrigada.

Resposta:

Alegra-nos saber que nosso trabalho lhe agradou.

Entre em nossa Lista de Palavras e olhe pela origem de visão.

Origem da Palavra

Palavras: simbiose

Por favor vocês poderiam informar-me qual origem da palavra ” SIMBIOSE “.

Gostaria de agradecer-lhes pelo relevante trabalho prestado à sociedade brasileira a nível do conhecimento.
Muito obrigado

Resposta:

Gratos pelo elogio!

Essa palavra vem do Grego SYN-, “junto”, mais BIOS, “vida”.

conhecimento

Qual a origem das palavras:

ególatra, irrelevante e nababo.

Obrigado.

Resposta:

1) Do Latim EGO, “eu”, mais o Grego LATRIA, “serviço, adoração”.

2) Do prefixo latin IN, negativo, mais relevante, cuja origem se encontra em nossa Lista.

3) Do Hindi NAWWAB, do Árabe NUWWAB, plural de NA’IB, “governador, vice-rei”.

SIGNIFICADO SARA

Olá. Eu sempre soube que o significado do nome Sara era “princesa”. Mas vi que na lista, está como ‘a dominadora”. Por quê dessa diferença? Aproveito o ensejo para parabenizá-los pelo site, contribui muitíssimo para pesquisas relevantes e simples também.

Resposta:

Muito agradecidos pelos seus elogios, isso nos faz bem.

Quanto à sua dúvida, só podemos dizer que uma de suas fontes está errada.

Nome próprio

Palavras: vinícius

Boa noite!

Desculpa tomar seu tempo com algo talvez irrelevante para alguns.
Gostaria de saber como foi construido o nome VINÍCIUS e o que ele significa.

Obrigado

Resposta:

Não diga isso, em Etimologia nada é irrelevante.

Seu nome deriva do Latim VINICIUS, aparentemente derivado de VINUM, “vinho”. 

Relevo

Oi estou aqui de novo com mais uma dúvida.
Qual a origem da palavra relevo?
Isto pra mim é muito relevante.rs
Obrigada,
Eliane

Resposta:

Se é relevante, vamos adiante. Procure por ela na Lista de Palavras.  

Pergunta #11720

Veja na pergunta 11693.
(E veja que sou homem, hehe.)

Perdoe se me expressei mal, o que eu quis dizer é que “Dandi” foi mencionado como diminutivo de Edward, e “Dandy” como apelido também de Edward. O que quis dizer nessa pequena enrolação é se a diferença entre apelido e diminutivo é relevante ou mero coloquialismo.

E na resposta: “Desses nomes que v. cita, EDWARD e EDMUND são de origem anglo-saxã e os outros dois vem do Grego, através do uso na Bíblia.”
Quais outros 2? Theodore e?

Eu fiz essas perguntas para entender a antiga tribo urbana dos Teddy Boys, cujo nome viria por usarem trajes pseudo-eduardianos – Rei Edward VII.
Obrigado pelas respostas.

Resposta:

Como se vê, nossa resposta estava cheia de enganos: confundimos seu gênero, enxergamos dois nomes bíblicos onde havia só um…
Cansaço do material por certo, acho que em breve vou passar para melhor e deixar o site nas mão de gente interessada como você e alguns outros.

Bem, se apareceu DANDI assim solto num texto, foi erro de digitação. Imagina se eu não fizesse a revisão do que escrevi, já que solto barbaridades assim.

Sua pergunta é relevante. Apelido e diminutivo não são a mesma coisa.
Mas um diminutivo pode ser usado como apelido (“Antoninho, vem cá!”), palavra que vem do Latim APELLARE, “chamar”.
Há uma certa tendência a usá-los como apelidos.
A diferença tem significado, sim, pois designa sentidos e formação diferentes, embora muitas palavras possam se enquadrar nas duas categorias.

A tribo a que v. se refere se distinguia, nos 1950s, por comportamento anti-social e costumes estranhos.

Pergunta #11693

Olá, gostaria de entender a relação das palavras Dandi/Dandy e seu feminino Dandizette de Edward.
Eu li aqui que Dandy é apelido de Edward,
E Dandi (com I) é diminutivo do mesmo.
Essa distinção está correta ou é irrelevante?
Creio que não pois li o oposto na mesma página.
Outra coisa, se Dandy é apelido ou diminutivo, o que seria Ed e Teddy? Não tem relação direta com Edward?
Li em outro site que podem vir de Theodore e Edmund também, mas qual a origem de cada?
Não seriam Dandys, Eds, Eddys e Teddys todos da Escócia né.
Por favor me explane sobre tudo isso.
Muito grato.

Resposta:

Kristiane, você é atenta e curiosa. Boa cliente para nosso site.

Tem certeza de que aqui dissemos que DANDI é diminutivo de DANDY? Se isso aconteceu, o colega que escreveu será enforcado pelo pés, pois fez bobagem.
O que acontece é se usar a palavra com “I” final para compor outras, como TO DANDIFY.

ED e TEDDY também são apelidos para EDWARD; por sua vez, também são usados para THEODORE e EDMUND.
Acho que quando isso se deu eles não estavam lá muito criativos na Velha Inglaterra.

Desses nomes que v. cita, EDWARD e EDMUND são de origem anglo-saxã e os outros dois vem do Grego, através do uso na Bíblia.

E DANDIZETTE foi uma invenção jocosa usando um final fancês.

Pergunta #9012

Gutten Tag, mein Herr!

Sumi durante esse tempo por motivos bem relevantes para mim. Estou cheio e meu cérebro está como radiador quebrado. Estou trabalhando no que pode ser meu primeiro livro. São sonetos e contos intitulado “Mosaico”. Bem, voltas e mais voltas, estou tendo aula de alemão como o senhor já notou 🙂
Mas, achei uma réstia de luz nos meus pedregulhos de responsabilidade. Vim fazer-lhe uma visita e pergunta sobre umas duvidazinhas bem infantis.
Fêssor, COSMOS é o contrário de CAOS e PLANETA significa “andarilho”? Pelo minha SAPIENTIA essas palavras vêm do Grego, não é? Queria que você me desse uma luz, preciso de respostas. Ah! ÂMBITO E AMBÍGUO são palavras relacionadas ou com alguma origem comum?

Abraços, Be Happy 🙂

Resposta:

Salve, ó novo Teuto-falante.
Estudando, escrevendo… Continue assim.

“Cosmos” e “Caos” são opostos metafóricos apenas. De “cosmos” você saberá falando com o Avô na edição 10.
E “caos” é do Grego KHAOS, “abismo, grande espaço vazio”. Como se vê, não tinha propriamente a conotação de “desordem”.

“Planeta” é do G. (ASTERES) PLANETAI, “(estrelas) vagantes”, de PLANASTHAI, “errar, vagar, andar sem rumo”.

“Ambíguo” vem do Latim AMBIGERE, “disputar, brigar sobre”, literalmente “vagar”, formado por AMBI- “ao redor, que tem dois aspectos”, mais AGERE, “agir, guiar”.
E “âmbito” vem desse AMBI-, mais IRE, “ir”.

Pergunta #6796

Gostaria, primeiramente, de parabenizá-los pelo excelente e útil trabalho que vocês desenvolvem neste site.
E a minha pergunta é a seguinte: atualmente, vem-se discutindo algumas alterações na nomenclatura de algumas palavras no que diz respeito à acentuação gráfica. Não consegui informações suficientes, somente tomei conhecimentos de algumas.
Para vocês, estas alterações são relevantes? O português falado no Brasil não deve gozar de autonomia? Concordo que algumas coisas devam ser reavaliadas. Gostaria de saber a opinião de vocês.

Resposta:

Pierre:

Receber elogios assim nos deixa muito satisfeitos.

Não somos professores de Português, de modo que nossa opinião sobre tão momentoso assunto não é técnica, é apenas a de usuários do idioma.
É consenso entre o pessoal aqui do site que essa reforma tenta se opor a forças naturais muito grandes, que são as divergências espontâneas entre idiomas de países que apresentam história, cultura e condições muito diferentes do colonizador original.
Os idiomas têm sua vida própria; o que se tenta fazer é mais ou menos como fazer uma cirurgia plástica nos filhos para que fiquem iguais entre si.

Pergunta #4790

Pessoal,
Vocês não tem idéia como me mostrarem a origem e o significado literal da palavra negociação( Do Latim NEGOTIUM,literalmente “ausência de descanso, de folga”, formada por NEC, “não”, mais OTIUM, “ócio, descanso”)
foi relevante para mim! Só tenho a agradecer!!!!!!
E agora que descobri a pérola que vocês são… vou continuar bem perto de vocês!!!
Ai vai mais umas!!!!
Grande Beijo a todos!
“relacionamento”
“Confraria”
“rede”
“consultor”

Resposta:

Ana:

Ficamos felizes ao descobrir que trouxemos algo de especial para uma consulente.

Já que fomos promovidos a pérolas, aqui vão mais respostas:

1) Latim, de RELATUS, “levado de volta”, particípio passado do verbo REFERRE, “levar de volta”, formado por RE-, “de volta”, mais FERRE, “levar, portar”.

2) L., de COM-,”junto”, mais FRATER, “irmão”.

3) L., RETE, “rede, laço, teia”.

4) L., CONSULERE, “discutir, avaliar”.

Sobrenomes I [Edição 25]

Eu estava lá pelo fim do secundário quando fui visitar meu avô com uma dúvida específica. Como sempre, encontrei-o na sua biblioteca a furungar nas suas gavetas e papéis. – Quer uma ajuda para botar fora essas velharias todas, Vô? – intiquei. – Quero. Mas só depois que eu me livrar de certas novarias de leia mais

Pergunta #1702

Olá, companheiros de mesma jornada!

Mestre Traça,
Ângelus Silesius era bispo? Poderia me informar a fonte de tal afirmação?
Pelo que sabia, ele fora (tempo verbal bem empregado?) um protestante que se converteu ao catolicismo, mas não chegara a tanto.
Outra coisa, RELEVAR – desculpar, tem mesma origem de IRRELEVANTE – de pouca importância?
Por que está correto: releve isto, fulano. E não existe: irreleve isto, fulano?
Sei que foge do objetivo deste site: origem das palavras. Mas… sei também que Vossa Tracelência não negaria esclarecimento a um ávido de saber.

Resposta:

M-M:

Já mandei enforcar o duende que me deu essa informação. O senhor a que você se refere era Coadjutor do Príncipe-Bispo da sua cidade, não Bispo.

“Irrelevante” é que tem a mesma origem que “relevante”, pois este veio primeiro.
Este vem do Latim RELEVARE, “erguer ou levantar de novo, aliviar de um peso”.
Assim, “relevar”no sentido em que você falou implica em “tirar um peso, destituir de importância, desculpar”.
O adjetivo “irrelevante” tem o significado de “pouca importância”, como você bem diz.
Mas por que faríamos o verbo “irrelevar”, se “relevar” já diz o que queremos?

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!