Consultório Etimológico

Pergunta #1323

Boa noite professor, como está nesta sexta-feira a noite? preparando as anteninhas pra dar um rolé? ahahahahahahah
Hoje eu estava conversando com uns amigos, e um foi embora e disse ” falou”. Pra falar a verdade eu até falava isso, mas fazia tempo que não escutava. Gostaria de saber de onde vem essa expressão?
Abraços e boa “balada”.

Resposta:

Daniel:

Que é isso, sou uma traça de respeito e não vou às baladas. Alguém pode pisar em mim…

Na década de 70 se começou a usar a expressão “falou e disse”, em sinal de concordância com o que outra pessoa havia expressado. Depois os bichos-grilos, com suas calças boca-de-sino, barbas e cabelos desgrenhados e sujos, oculinhos à John Lennon, camisas coloridíssimas e justas ao corpo, passaram a dizer apenas “falôôô…” Não quer dizer que concordassem ou que sequer tivessem entendido o que o outro havia dito, mas a Paz e o Amor mandavam fazer assim. Agora, pelo visto, a palavra está sendo usada até para despedidas.
Gírias começam a vida como inovações, como manifestações de criatividade; mais tarde podem acabar sendo usadas com precedência sobre outras expressões e empobrecendo o idioma, pois o vocabulário acaba se reduzindo a palavras que têm um alcance cada vez maior.
Falei.

Pergunta #1322

Gostaria de saber a origem da palavra “Jurar” ou a origem da palavra “juramento”.

Resposta:

Alexandre:

“Juramento” vem do verbo “jurar”; é o ato de jurar.
E esta palavra vem do Latim JURARE, “prometer, comprometer-se, jurar”, derivado de JUS, “direito”.

Pergunta #1321

Olá Dr.Alaúzo !!!!
Desejo a origem da palavra abade,ouvir dizer que é uma palavra Hebraica e significa paizinho.È verdade?

Resposta:

Adriana:

Você entra no site já sabendo as respostas. Vou nomeá-la minha substituta quando eu tirar férias.

Sim, ABBAS em Aramaico era “pai”. Passou daí para o Grego, para o Latim e agora está em nosso idioma.
Veja que “Papa” tem o mesmo significado; ambas as palavras vêm de uma raiz Indo-Européia PATER-, “pai”.

Pergunta #1320

Obrigado pela resposta!

Desculpe a brincadeira política, não tive a intenção de iniciar nenhuma polêmical aliás, não sei nada sobre esse assunto…e sobre a proposta de divulgação na Oceania, eu topo..desde que eu ganhe umas férias em Samoa!

Abraço a tds!

Resposta:

Luciano:

Prefiro que não entremos nesses assuntos só porque o site lida com outras coisas, mais sérias e bem mais agradáveis. Há outros foros para manifestar a nossa irritação com aqueles que nos decepcionam.
Quanto à viagem a Samoa, fale com a Diaconisa Patty, pois ela é que teve a idéia.
Você pode ser algo como o Adido para Assuntos Paradisíacos da IEU na Oceania, que tal?

Pergunta #1319

Amado Mestre Virtual,
Como vais?
Tu sabes que nós, os seus discípulos, o estimamos muito… pois é! Não acha que está na hora de montar uma galeria de fotos de vossa Tracelência aqui?!Não sabes que “o que os olhos não veem o coração não deseja”?Bom, e ainda poderíamos conhecer os outros Etimólogos(é assim que se diz?)também.
Só mais uma coisa, não sei se já perguntaram por aqui mas…acho que assim como eu, alguns novatos querem saber a origem e o significado do nome de nosso Mestre : Alaúzo Balbuíno…
Por hoje é só…
(reverência)

Resposta:

Prezada paciente virtual, espero que esteja bem.

Realmente, acredito ser estimado por esta turma de fé que se interessa por estes nossos assuntos.
E é justamente para continuar assim que não coloco fotos minhas aqui, já que uma foto tirada de perto de uma traça pode ser muito assustadora para vocês, seres humanos.

O que eu acho é que todo o pessoal que consulta deveria mandar a sua fotinho, como uns poucos já fizeram.

Meu nome… Foi assim: eu estava para eclodir do meu ovinho e todas as demais traças da família estavam muito agitadas,fazendo uma grande festança. Meu pai, contente e já meio tocado pelo licor de rodapé que corria à solta, disse que, quando nascesse a menina (todos pensavam que seria uma rapariga), ela se chamria Alaúza, devido ao que estava ocorrendo ali. Nasci do sexo masculino, mas o velho manteve a promessa.
O segundo nome foi porque o resto da família (fora a minha mãe, mas ela tinha a obrigação de me achar lindo…) me achou feio como um filhote de babuíno. Para disfarçar um pouco, acrescentaram um “L” no nome, o que pelo menos me evitou um vexame quando entrei no colégio.

Pergunta #1318

Dá-lhe, LUCIANO!!!!!
Isso mesmo! Use e abuse da benevolência da Traça e das glias nobres que saltitam nesse cérebro. Sabia que as Antenas desta Traça são as mais amadas e sacudidas do Brasil?…por enquanto!! Topa fazer publicidade do site lá na Oceania??
Ai ai, ai, daqui a pouco serei exonerada mesmo…
Ei, prof. já deu prá notar que o nosso mais novo discípulo dessa indiada e nobre hierarquia “ama” o PT, né?

Resposta:

Patty|:

Você é que está abusando das pobres antenas, que são atualmente as mais convencidas do país.
Cuide-se, que a exoneração significa não poder mais recolher o dízimo.
E parece que você gostou da palavra “indiada”, né?

Pergunta #1317

Querido “Dr. Traça”…
agora que já sou da casa, vou abusar:

origem da palavra Ululante*

*espero q não tenha nada a ver com o Lula…rsrsrsr..

Abraço.

Resposta:

Luciano:

Quem é da casa não abusa, só dá prazer.

“Ululante” vem do verbo “ulular”, que vem do Latim ULULARE, “uivar, gritar, emitir lamentos”, de origem onomatopaica.

Melhor não entrarmos em política por aqui…

Pergunta #1316

Qual a origem e siguinificado do nome Elífio ?, pode ser também que alguém fez uma junção de palavras, caso exista me informe por favor. Agradecido

Resposta:

Exupério:

Esse nome, Elífio, deve ser criação recente; não corresponde aos nomes clássicos da literatura.
O que mais se aproxima é “Elígio”, derivado de ELIGERE, “escolher” em Latim: “o escolhido, o predestinado”.

Talvez você já saiba, mas vou contar ao resto do pessoal:
“Exupério” é latino, EXSUPERIUS, “o que prevalece, que supera”, formado por EX-, “fora” e SUPERO, “estar acima, sobressair”. Olha que responsabilidade!
Há pelo menos dois santos e duas santas com esse nome na Igreja Católica.

Pergunta #1315

Estenda-me a mão, por gentileza…
Isso!
“Smack!” (risos)
A bênção, ó Tracelência!
Ora, enlanguescer-se em minhas mãos? Claro! Já estou munida com nanofármacos de potentes vitaminas de celulose para atenuar qualquer algia e expurgá-la eficientemente. Pois sei que as Traças, ou pelo menos as Antenas são muito frágeis e nem aí com a doutrina de Zenão.
Darei um descontinho na consulta, afinal, o senhor, é uma Very Important Personality, right?
Há, há, há, quer dizer que nem sonhando posso ser discípula de Lao Tse?? Mas, acredite, eu sou deveras humilde, não tão delicada como a Deli, isso é verdade! O senhor é muito ladino, viu? Mas, tranqüilo, teologicamente falando, meu Rabi é outro!
Sabe, ontem me embrenhei na leitura e me deparei com um termo que não encontrei no dicionário: “premonstratense”, é algum morador da cidade dos monstros? E olha, que não estou lendo ficção!
Um Bom Dia!

Resposta:

SerePatty;

Oh, tenho delíquios! Ai que minhas antenas se agitam! Céus, que você me perturba!
Preciso de vitaminas, Zenão a minha saúde periclita.
Grato pelo título de VIP. Agora, vou-lhe contar uma coisa: as empresas têm uma outra categoria, não muito conhecida, os VIPI, “Very Important Personality Indeed”, ou seja, “VIP de verdade”. Ainda chego lá!

“Premonstratense” se refere a uma Ordem religiosa fundada no séc. XII. O nome vem de PRAEMONSTRATUS, “o lugar predito”, de PRAEMONSTRARE, formado por PRAE-, “antes”, mais MONSTRARE, “indicar, apontar”.
Diz-se que S. Norberto teria profetizado onde seria o local da sede da Ordem.
Ou ele acertou ou a Ordem resolveu erguer a sede onde ele tinha dito.

Sua idéia da “cidade dos monstros” não é tão absurda, pois a palavra “monstro” também vem de MONSTRARE.

Pergunta #1314

Qual a origem das 3 virtudes teologais?:


esperança
caridade

Grato

Resposta:

Sérgio:

“Fé” é do Latim FIDES, “confiança, crença”, da raiz de FIDERE, “confiar”, de fonte Indo-Européia BHIDH-, “persuadir, confiar”.

“Caridade”: do Latim CARITAS, “estima, afeição, valor”. Vem de CARUS, “caro, valioso”, de uma raiz Indo-Européia KA-, “desejar, gostar”.

“Esperança”: do Latim SPERANS, “aquele que espera”, de SPES, “expectativa, esperança”. O verbo era SPERARE, “confiar em que, contar com”.

Você vai se ordenar quando?

Pergunta #1313

Realmente professor…a indiada ia lotar a minha estância, mas eu ficaria mais contente do que cusco de cozinheira, mais faceiro que guri de merendeira nova…agradeço a tigrada pela recepção calorosa recebida no site…e o dia em que quiserem dar uma volta pelo pampa é só aparecer.

Um abraço a todas as Querências!!

Resposta:

Luciano;

Mas bá, tchê, por aqui a bugrada é assim mesmo, tudo mais festeiro que cachorrinho novo com o piá seu dono.

Tu não perguntaste, mas vou explicar assim mesmo:
“Pampa” vem do idioma Quétchua e quer dizer “planície”.
E “querência” vem do Espanhol QUERER, “gostar, amar”, com o sentido de “carinho sentido pelo lugar onde se nasceu”, sentimento especialmente forte entre os gaúchos.

Aparece sempre, boleia a perna e puxa um mate!

Pergunta #1312

Reverências às Sagradas Antenas (estou me ajoelhando, tá?)
Prof, o senhor nem sabe! Com essa era de nanotecnologia, já desfrutei do privilégio de ser a primeira compradora de um nanoestetoscópio e de um nanoesfigmo, é prá lá de chique! Pode ficar tranquilo que será tratamento VIP. (de onde vem “VIP”?)Aliás, quero lhe informar que todo este equipamento foi quitado com alguns saldos positivos das nossas contas! Estou cuidando direitinho!
Eu não me comunicava com o Luciano, não. Apenas observei que ele era da terra da Lúcia e como esta semana fiquei bem informada sobre as manias gaúchas resolvi fazer um agrado!
Mas pode deixar, que ele será a nossa mais nova víti, ops, nosso mais novo discípulo, pois parece ser gente boa! Será que o poder aquisitivo também é bom? Pois é disso que precisamos! E vou deixá-lo precavido sobre certas Tracelências!
Parece que mais um adjetivo me foi imposto, o que é indiada? Eu não “ser” índia!
O senhor tem algo sobre “taoísmo”?

Resposta:

HermePatty:

Não, não se ajoelhe, basta beijar nosso anel.
Folgo em saber que você está atualizada com a tecnologia e que posso enlanguescer em suas mãos (essa foi bonita, hein?).
Também é interessante saber que o dinheiro dos dízimos, que até agora não pingou por aqui, está sendo bem aplicado.

“Indiada” não é adjetivo, é um coletivo de gente em gauchês. Não se preocupe, tem conotações positivas e afetuosas.

“VIP” é a sigla para Very Important Personality, que começou a ser usada em 1933 nos EUA para designar clientes e passageiros que precisavam ser tratados de forma especial.

“Taoísmo” vem de TAO, “caminho, trilha”. É uma filosofia de origem chinesa fundada por Lao-Tse, que prega a conformidade ao TAO, a realidade cósmica primordial, pela ação humilde e pela serenidade.
Pode esquecer, não tem nada a ver com você, inquieta Diaconisa!

Pergunta #1311

Obrigado mesmo assim professor (Traça?). Me desculpem, mas sou novo no site, ainda estou me adaptando as gírias do pessoal (risos). Sobre o “churras” aqui em Porto, é só marcar que já acendo o fogo-de-chão!

Abraços.

Resposta:

Luciano:

Não se assuste com a indiada que num instantinho você já está aquerenciado. É tudo meio esquisito, mas são gente boa.
Nesse “churras” aí não sai um papel Canson mal-passado?

Pergunta #1310

Saudações às minhas, ops, desculpe, às nossas, não, melhor, às suas Amadas Antenas!
Nossa, como a clientela tem aumentado! O senhor está bem? Cuidando-se direitinho? Fazendo check-ups, cuidado com tantas atividades, hein! Já sabe que estou sempre de plantão, não é? Ê puxa-saco…
Ô Professor, coitado do Luciano, logo ele, que mora “longe prá dedéu”, ficou sem resposta. Mas creio que ele pode ficar tranquilo porque sabe que o brasileiro é realmente criativo e sempre apronta neologismos. Sabia que os porto-alegrenses são craques na formação de gírias, pois é…
Então, Luciano, gostou dos slides que te mandei? Estou ficando por dentro das tradições gaúchas. Tua terra parece ser “Trilegal”. Quando “tu vai ir” convidar os membros honoríficos da IEU para um “Churras”?????Mas tem que ser lá no CTG!!!Bah!Que “Tri”!!!!
Agora, cá prá nós, ver uma Traça patinando deve ser “engraçado prá dedéu”!!!!!

Resposta:

Diaconisa:

Você está terrível mesmo. Qualquer dia vai ser suspensa de suas funções por desatender às determinações de Minha Tracelência em relação às Sagradas Antenas.

Se você está disposta a me fazer um “check-up”, acho que vou aceitar. Você tem esteto e esfigmo para traças?

Pelo visto, você se comunica com nosso novo cliente, Luciano. Pois desde já a encarrego de lhe passar um e-mail explicando esta estranha Igreja nossa, sua hierarquia, o fato de ser comandada por uma traça, etc.
Acho que estamos ficando muito herméticos para os recém-chegados.

Pergunta #1309

Gostaria de saber a origem(e o possível processo evolutivo) do termo “mídia”,palavra que serve para designar os meios de comunicação.Desde já agradeço.

Resposta:

Mauro:

Essa palavra vem do Latim MEDIUM, “meio, metade”.
No sentido que você cita, vem da expressão inglesa MASS MEDIA, de 1923, um termo técnico de propaganda.
MEDIA é o plutal de MEDIUM; portanto, quer dizer “meios”.
Segue a noção, estabelecida já em 1605 (!), de “instância intermediária, canal de comunicação”.
Nos meios espíritas se usa a palavra “médium”, justamente com o significado de “instância que fica entre seres sobrenaturais e um consulente”.
“Mídia” é a transcrição fonética da palavra inglesa. Preferível seria usar a expressão “meios de comunicação”, mas a lei do menor esforço nos faz preferir o neologismo.

Pergunta #1308

Boa noite,

um grupo de amigos e eu estamos muito curiosos para saber como surgiu a expressão: “longe pra dedéu”.

Obrigado,
Luciano.

Resposta:

Luciano:

Que vergonha, a sua primeira pergunta e já me faz patinar!
Essa palavra não se encontra em nenhuma das minhas fontes (isso é comum de acontecer com a gíria: muitas vezes ela desaparece antes de fazer qualquer marca num idioma) e, para dizer a verdade, eu nunca tinha ouvido falar nela.
Estou em dívida!

Pergunta #1307

Boa tarde professor

Fico grato pela resposta anterior.
Gostaria de saber hj, sobre sobrenomes(quase um pleonasmo ahahahahahah) pois bem, trabalho numa faculdade e tem muitos sobrenomes com terminação “..rdi e ldi” tipo: lunardi, dinardi, girardi, ou ghiraldi, geraldi etc.
Essas terminações tem algo em comum?
Abraços

Resposta:

Daniel:

Sim, as terminações que você cita têm muito em comum. São terminações que indicam plural.
Por exemplo, no caso da família LUNARDI, ela descende de algum LEONARDO, e os seus descendentes iniciais eram conhecidos como “o Fulano, dos Lunardi”, na época em que os sobrenomes não haviam sido ainda estruturados.
Os GIRARDI vêm de algum GERARDUS, e assim por diante.
Onde você mora, pelo visto, há grande preponderância de “oriundi”.

Pergunta #1306

Olá! A cefaléia passou, sim! A dose é “tiro e queda”!
Hoje, preciso de ajuda para entender melhor a diferença entre vedado e vetado, visto que o significado é muito similar! Aguardo, ansiosamente mais esta página de conhecimento…
Muito agradecida!

Resposta:

Deli:

Sempre que tiver esses sintomas, recorra ao seu traficante de cultura predileto.

“Vetar” e “vedar” têm a mesma origem, o verbo latino VETARE, “proibir, não aconselhar o uso”.
Ambos têm o mesmo significado quanto a “proibir, impedir o uso ou a continuação de um processo”, mas “vedar” tem muito uso com a conotação de “impedir fisicamente, obstruir”, o que não acontece com “vetar”.
Ou seja, você pode “vedar” um vazamento, mas se o “vetar”, ele vai continuar pingando.

Pergunta #1305

Caro Prof. Alaúzo gostaria muuito de saber o significado do meu nome, Juliana.Obrigada por me ajudar.Um abraço!

Resposta:

Juliana:

Seu nome vem do Latim JULIANUS, derivado de JULIUS. E este vem de DIOUILIOS, de DYAUS em Sânscrito, que queria dizer “céu, brilho” e, por extensão, “deus”.
Viu? Agora você está com a obrigação de iluminar o mundo à sua volta.
Sempre às ordens.

Pergunta #1304

bom dia meu professor virtual favorito ehehehehe

Gostaria de saber da origem da expressão ” não confunda alhos com bugalhos”, li hj e lembrei de vc na hora.
Abraços

Resposta:

Daniel:

Olá, meu viciado recente, eh eh.

A expressão que você cita vem do fato que “bugalho”, sendo a designação de certos corpos arredondados gerados pela ação de insetos em algumas plantas, por extensão passou a designar objetos com essa forma.
Um olho “esbugalhado” assim é dito porque, com as pápebras bem abertas, mostra a sua forma arredondada.
Há dois motivos para essa expressão. Um, porque ela engloba dois objetos de forma semelhante. Dois, porque os nomes deles rimam.
E “bugalho” tem origem controvertida; viria talvez de uma cruza entre o Latim BACCA, “baga, bolota” e GALLA, “galha”.

Origem Da Palavra